30 de jul de 2007

Meu final de semana

Eu tive dois finais de semana super legal.

Regado a comidinha brasileira, gente legal, caipirinha e churrasco gaúcho.

No final de semana passado, fomos para casa da Sandra.
Uma brasileira que mora aqui há quase 20 anos.
O blog dela é muito legal, ela fala do cotidiano familiar (adoro estórias cotidianas) e tem muitas dicas, que eu sempre utilizo, para blogs.
A família dela é super legal, a filha e os filhos são cheios de energia. O marido super simpático, fez uma deliciosa caipirinha e o churrasco tava pra lá de bom, com carne brasileira.

Ontem também tivemos outro churrasco na casa de outra brasileira. Esta não tem blog. Ela é gaúcha e além dela ainda estavam presentes mais 4 pessoas gaúchas. O churrasco foi à moda gaucha, também com carne brasileira, arrasando no sabor.

Uau!! Acho que engordei pelos menos uns dois quilos nesses últimos 8 dias.

Ontem além da caipirinha, rolou uma safona pra aumentar a pavulagem, pois foi tocada pelo maridon e um amigo tocou o violão.

Muitas músicas foram tocadas e cantadas, dando um nó na nossa garganta e o coração ficou cheio de saudade do Brasil, da família e de pessoas queridas.

Ernâni, acho que você ia gostar da seleção musical, excelente pedida para o final de semana.

Ah, e para fechar com chave de ouro, ou melhor, com o perfume das deusas, ganhei um valioso presente: uma sacola cheia de sabonetes phebo.

27 de jul de 2007

Música

Eu recebi por email a letra dessa música, achei bem bonita...vejam

Pé de Nabo

ser assim é uma delícia
desse jeito como eu sou
de outro jeito dá preguiça
sou assim pronto e acabou
a comida de costume
como bem e não regulo
mas tem sempre algum legume
que eu não sei como eu engulo

brincadeira choradeira
pra quem vive uma vida inteira
mentirinha falsidade
pra quem vive só pela metade

se alguém me desaponta
para tudo e dou um tempo
daqui a pouco eu me dou conta
que ninguém é cem porcento
seja um príncipe ou um sapo
seja um bicho ou uma pessoa
até mesmo um pé de nabo
tem alguma coisa boa

brincadeira choradeira...

22 de jul de 2007

O dia que cantei na Alemanha...

Como falei no post abaixo, fazer esse trabalho no curso de alemão foi muito divertido.

Uma revista de bordo que trouxe quando vim do Brasil me ajudou muito. Peguei fotos de praia, do mapa do Brasil, de pessoas, de artes, de café, da Maria Rita e do Chico Buarque.

A professora convidou várias pessoas para assistir nossa apresentação. Eu estava em pé conversando com uma pessoa e não escutei quando a professora disse que o trabalho ia começar.

Só ouvi um coro "ROSEANE", "ROSEANE", "ROSEANE"...

Eu???? Está bem, eu já estava de pé mesmo e bem perto do quadro verde...

Vesti minha encorajadora capa de mulher sem vergonha e segurando meu cartaz, comecei a ler o que tinha escrito.

O tamanho do Brasil, as praias, os parques ecológicos e o meu lindo e imenso Rio Amazonas, onde o rio comanda a vida de ribeirinh@s...

Tambem escrevi a receita do bolo de macaxeira como exemplo de comida típica junina (lembrei da minha querida e falecida Yedda que sempre pedia para explicar como era ralar a macaxeira usando o tipiti).

Esqueci de falar da tradicional e deliciosa caipirinha, mas não faz mal.

Chegou a hora de falar da música, e o exemplo era Maria Rita e Chico Buarque. Aí veio a pergunta fatal, o que é MPB?

E como explicar isso em alemão? Eu não tinha me preparado para perguntas, meu vocabulário é paupérrimo...e agora?

Começou uma seção de perguntas, é samba? é carnaval? é pop? é jazz? É punk?

E eu só dizia não, não, não...

Meu colega de Gambia, que adora o Brasil, sem nunca ter ido, começou um coro: canta, canta, canta...

Pensei comigo mesmo "vamos lá Ane, 1, 2, 3 e já"

De repente me vi estalando o dedo médio e o polegar, e cantei:

"olha que coisa mais linda, mais cheia de graça, é essa menina que vem e que passa...lá, lá, lá..."

E teve acompanhamento de batida de mãos e tudo...incrivel gente, mas eu acho que estava inebriada pela euforia, empolgada por falar do Brasil que achei a batida idêntica, a cadência estava tão perfeita combinando com o meu desafinamento que até dancei!

De repente senti um arrepio da cabeça aos pés, era Vinicius se remexendo no túmulo, puto da vida comigo, mas se acalmou quando prometi tomar uma cervejinha em homenagem a ele!

No final ganhei uma salva de palma, e apesar de ter errado muito a pronúncia, especialmente quando falei dos mais de5.600 munícipios brasileiros (os números são enormes e super complicados para minha cabecinha)...

A professora falou que minha apresentação foi uma das melhores e muito divertida.

Fiquei de grande, ou melhor me senti graúda! apesar do mico.

Mico do ano, diga-se de passagem

21 de jul de 2007

Falar sobre o Brasil para alemães...


Nós, eu e colegas do curso de alemão, passamos a semana fazendo um trabalho de colagem, parecia que tava no jardim de infância. Mas acho que tô mesmo!!!

Ontem foi a apresentação.

Tudo escrito e falado em alemão. Eu não quis falar sobre samba, mulatas e canarval...

Eu escrevi o nûmero total da população brasileira, a quantidade de estados e municípios.

Falei sobre a beleza natural das praias, parques e da imensidão do Rio Amazonas (onde o Rio comanda a vida de Ribeirinhos, mas isso só dá para explicar quando meu alemão tiver tinindo de bom)

Falei das festas: citando apenas os fogos do fim do ano, carnaval e festa junina e suas comidas típicas. Como exemplo escrevi a receita e colei uma foto do bolo de macaxeira.

Falei que também tinha artes e boa música, como exemplo Maria Rita e Chico Buarque (ainda vou explicar porque eles foram escolhidos).

Falei que o Brasil fazia parte de um intenso fluxo de rotas internacionais e finalizei dizendo que o povo brasileiro era solidário, atrevido, criativo e com muito bom humor.

Foi muito engraçado, no próximo post conto em detalhes, inclusive o mico que paguei.

Sei bem que resumi, podia falar muito sobre o Brasil, precisaria até de semanas, mas o que escrevi é o tamanho do meu alemão.

Me digam, exagerei, menti ou omiti?

19 de jul de 2007

Estou com...


preguicite aguda para blogar, ou será que já virou crônica?
Eu penso em vários temas para o post, mas quando sento na frente do computador não sai nada...
Então resolvi postar essa foto de um passeio que fiz de bicicleta, eu e uma amiga brasileira, fomos em uma Escola de Jardinagem.

O dia estava bem quente.

Na volta, paramos na casa de outra brasileira, uma carioca, e nos deliciamos com pão de queijo, só esqueci de bater foto.

15 de jul de 2007

Pirotécnia em Heidelberg

Ontem teve show de pirotécnia aqui em Heidelberg.

Nos disseram que era muito bonito e que este ano iriam testar novos efeitos.

De manhã já senti um clima diferente na cidade. Tinha muitos turistas e um movimento incrível no centro comercial.

Mas essa movimentação não foi só pelo show. É por conta do verão e das férias. Como Heidelberg é uma cidade turística, muita gente vem pra cá no final de semana.

Nós saímos um pouco cedo, queríamos pegar um bom lugar para apreciar o show pirotécnico.

Vesti meu vestidinho made in Pará bem propício para os mais de 30 graus que estava fazendo às 20 horas.

Encontramos com uma brasileira, amiga nossa e que mora há mais de 15 anos aqui. Ela nos disse que o melhor lugar seria do outro lado da ponte, onde pudessemos ver o castelo e a ponte velha.

Por essa foto minha, o lugar recomendado era no fundo, bem em cima da minha cabeça, dá para imaginar?

Na beira do rio, havia uma intensa movimentação de pessoas de várias nacionalidades. Uma mistura incrível de raças e linguagens.

Tomamos uma cerverjinha básica um pouco antes de procurar o melhor lugar para assistir, conforme nos recomendaram

O show começou pontualmente às 22:15 hs. Da ponte ouviu-se dois estrondos de foguetes. As ruas ficaram escuras e as pessoas também apagaram as luzes de suas casas.

Do lugar onde a gente estava, dava pra ver bem o castelo e um pouquinho da ponte. A cervejinha básica nos atrasou um pouco e não conseguimos o melhor lugar.

Os dois estrondos eram os avisos.

Do castelo saíram alguns fogos e depois começou a simulação de incêndio, o castelo ficou vermelho e saindo uma fumaça no fundo e das torres.

Esse castelo sofreu alguns ataques e pegou fogo uma vez, por isso eles estavam simulando o incêndio.

Depois desta simulação começou o show pirotécnico da ponte velha. Foi muito lindo. Lembrei do Brasil, no dia 31 de dezembro.

Eles conseguiram fazer desenhos com fogos artificiais de coração verde e vermelho. A cada lançamento dos fogos, que pareciam um balé de luzes, a gente escutava "aahhhh" "ohhhh"...foi incrível.

Depois várias cascasta de luzes e fogos começaram a cair da ponte até o rio. Esse era o anúncio que o show terminaria.

No final todos batemos palmas, eu vi algumas pessoas próximas chorando emocionadas. E os barcos que estavam atracados na margem do Rio, começaram a buzinar.

Tudo isso durou uns 20 a 30 minutos.

Infelimente não consegui registrar nada, quando o show começou esqueci da máquina completamente.

13 de jul de 2007

Sexta-feira

"A sexta-feira é o sexto dia da semana, seguindo a quinta-feira e precedendo o sábado."

Enfim este dia chegou...pra mim, sexta-feira é o melhor dia da semana. Quando trabalhava, não via a hora de chegar este dia, agora que estudo também.

Na quinta-feira geralmente estou bem cansada, mas na sexta o cansaço começa a ir embora só de pensar que terei dois dias de descanso de atividades que regularmente faço durante a semana.

Mas isso não significa que não tenho trabalho. Tenho muitas coisas para fazer a partir da sexta-feira a tarde, mas são coisas relativamente sem compromissos, coisas que posso fazer quando der vontade e a qualquer hora.

Sem obrigação de fazer as coisas, dá mais prazer.

Fiquei pensando aqui com meus botões e teclados. "Sexta-feira tem cara de que?"
E veio aquela musiquinha na cabeça:

Leandro & Leonardo - Cerveja
          
Hoje é sexta-feira

Chega de canseira

Nada de tristeza

Pega uma cerveja

Põe na minha mesa

Hoje é sexta-feira

Traga mais cerveja

Tô de saco cheio

Tô prá lá do meio

Da minha cabeça

Chega de aluguel

Chega de patrão

O coração no céu

E o sol no coração

Prá tanta solidão

Cerveja cerveja cerveja cerveja cerveja

Cerveja

10 de jul de 2007

Beijos e signos...

ÁRIES
Costuma se entregar de corpo e alma quando está beijando. É um beijo quente, entusiasmado, cheio de paixão. Bastante impulsivo, prefere impor o jeito de beijar.

TOURO
Tem um beijo cheio de desejo e sensualidade. Gosta de despertar as mais variadas sensações em quem está beijando. É calmo e prefere beijos longos e muito profundos, molhados.

GÊMEOS
Seu beijo é muito diferente e criativo. Não gosta de rotina na hora de beijar. Adora brincar com os lábios e com a língua, faz o perfeito jogo da sedução, deixando sem fôlego o seu amor.

CÂNCER
Muito romantismo, carinho e suavidade fazem parte do seu beijo. Quando está muito envolvido, gosta de beijar ardentemente. Sabe exatamente o que a outra pessoa está esperando dele.

LEÃO
Quer que todos os seus beijos sejam mesmos inesquecíveis, por isso não mede esforços para que sejam perfeitos. Tem muita força e desejo na hora de beijar o seu companheiro(a).

VIRGEM
A timidez não interfere no beijo, geralmente apaixonado, deste signo. Toca fundo no coração e quer que o par se sinta super bem. Na verdade, não parece, mas ele é um grande beijoqueiro.

LIBRA
Mistura palavras, carinhos e gestos românticos enquanto está beijando. Gosta de muito mimo também. E não tem pressa. Beijo para ele tem que ser bem devagar e repleto de carícias.

ESCORPIÃO
Tem o beijo mais erótico e quente. Primeiro envolve a pessoa em sua magia, mistério e romantismo, depois dá o bote. A sensualidade é marca registrada em seus beijos.

SAGITÁRIO
Vai beijar alguém de Sagitário? Cuidado e concentração: o beijo dele, que fala com as mãos e derruba objetos, pode terminar com vocês dois atracados, rolando pelo chão. Até aí, tudo bem, se for isto mesmo que vocês querem, mas o problema é se não for pelo motivo certo, e sim porque o sagitariano, naquela afobação toda, se enrolou nas próprias pernas e caiu por cima de você, depois de derrubar uma estante e algumas cadeiras junto... Evite esses desastres, mantenha seu amor sagitariano bem preso, entre seus braços, diga pra ele não se mover. Aí você vai poder curtir um beijo atirado, quente e bastante empolgado, empenhado em agradar você.

CAPRICÓRNIO
Pode ser uma caixinha de surpresas. O seu beijo começa tímido, meio sem graça, mas depois se transforma em um beijo quente, explosivo, cheio de desejo. Essa é sua arma secreta na hora de seduzir.

AQUÁRIO
Adora inovar até quando vai beijar, por isso seus beijos nunca são iguais. Gosta de abraçar a pessoa amada enquanto beija. Precisa estar envolvido por inteiro para desfrutar do beijo.

PEIXES
Sua característica principal é dar prazer ao outro. Faz de tudo para que seu beijo seja leve e suave. É muito romântico e gosta de se sentir amado e querido na hora dessas intimidades. Escolha o seu signo, feche os olhos e mande brasa no mais gostoso beijo da sua vida.

8 de jul de 2007

Ah @s Italian@s...

Essa semana que passou escutei muitas histórias sobre @s italian@s...cada uma!!!
Fiquei pensando quem teria mais malícia, brasileir@s ou italian@s?
Malícia, malevolência, esperteza, maladrangem, sei lá mais o quê...
É que brasíleir@s tem uma fama não muito boa por aí...
Mas o que escutei nesses últimos dias parece que quem deita na cama mesmo são @s Italian@s?
O que você acha Meire?
Resumindo um pouco do que escutei...
"Quem chega junto de mulheres brasileiras, pelo menos aqui na Alemanha, ou é Brasileiro ou Italiano." Italiano é tão bom ou melhor que os brasileiros na hora de passar a cantada.
Conversando com algumas brasileir@s que convivem com e entre italian@s, chegamos a conclusão que italian@s sempre querem tirar proveito e vantagem das situações até na desgraça.
Mas se é com brasileir@s, a coisa muda um pouco, pois brasileir@s também tem malevolência e não deixa por menos quando se trata de italian@s.
Italian@s por aqui adoram furar fila, vão chegando devagar, mas falando alto, rindo e quando menos se espera estão na frente da fila. Mas se tiver brasileir@s na fila pode-se ter um barraco...
Outro dia escutei da própria italiana que de vez em quando ela entra no bondinho e não paga.
Pra quem não sabe, nos ônibus, bondinhos, metrôs daqui da Alemanha, não têm catraca.
Quem controla a entrada de passageiros é a própria consciência. De vez em quando aparece um fiscal e pede seu bilheite.
O bilheite deve ser caribado dentro do ônibus em uma maquininha próxima as portas de entrada. Quem tem bilheite, semestral ou mensal não precisa carimbar. Se a pessoa não tiver o bilheite na hora que o fiscal solicitar, uma multa é aplicada a pessoas. Essa multa varia entre 30 a 40 euros.
Pois não é que a tal italiana contou que foi abordada pelo fiscal e sem bilheite, disse que não entendia o que fiscal falava, só que o fiscal começou a falar em inglês, ela continuou dizendo que não entendia, então ele puxou um papel dizendo que ela tinha que pagar uma multa no valor X. Este papel estava escrito em português, espanhol, italiano, russo, japonês, inglês, etc...
Como ela disse que era turista para o fiscal, pensando que ia pagar menos, quebrou a cara, a multa como turista tinha valor mais alto (não sei porquê).
Então finalmente ela contou a verdade, disse que morava aqui, era estudante para a multa ter valor reduzido.
Isso ela contou isso com o maior sorrisão na cara, e falando bem alto é claro sem a menor vergonha.
Ainda bem que toda regra tem exceção! E deve existir pessoas mais honestas por esse mundão afora independente do país de procedência.
Pelo menos eu acredito que tenha.

5 de jul de 2007

Churrasco Alemão


Ando devagar por aqui...100 criatividade (que trocadilho besta)!!!
Então por que não mostrar essa foto que tirei do churrasco alemão na casa de um amigo?
Muitas salsichas e carne de porco, mas tinha carneiro, frango e cevapicci.
Tudo delicioso!!!
Só faltou a farofa...

3 de jul de 2007

Um pouco de poesia...

Porque poesia também é uma delícia!!!

"o que não
escrevi
calou-me.

o que não
fiz,
partiu-me.

o que adiei,
adeu-se."

Affonso Romano de Sant'anna

2 de jul de 2007

Republicando dois em um...

Cajarana ou caja-manga?
Quando tomei picolé de cajá-manga, lá em Caldas Novas, Goiás, falei: "esse sabor é familiar"...fiquei sugando lentamente o liquido congelado e pensando...
"Que coisa engraçada, lembra a minha infância"...
Falei para o Flavio, parece uma fruta que comi quando ia para o interior...
Bem lentamente fui tomando aquele picolé de caja-manga e tentando lembrar o nome da fruta...Antes de terminar lembrei:
- É cajarana! Eu conheço por cajarana.

O Brasil tem uma diversidade humana, biológica, ecológica...imensa...Essa mistura, variedade toda caracteriza bem a população brasileira, no seu mosaico humano e cultural. Isso é uma delícia!!!
Ops, delícia isso lembrou comida..falando de comida, e resgatando o post sobre cajarana ou será cajá-manga? quero falar disso da diversidade de nomes e sabores da gastronomia brasileira.

Nome diferente, sabor igual:
FRUTAS
cajarana = cajá-manga
cajá = taperebá
ata = fruta do onde
açaí = jussara

OUTROS
Castanha do Brasil = Castanha do Pará

COMIDA
curau = mingau de milho branco = canjica
Detalhe: esse prato é comum ser preparado/servido nas festas juninas e pode ter outro sabor também, pois tem o branco, que é um sabor, e o amarelo, que é outro sabor.

Nome igual, sabor diferente
COMIDA
Maria Isabel - arroz com carne
Maria Isabel - pão de ló com creme de cupuaçú
Vatapá, tem variações de ingrendientes que alteram o sabor, por exemplo, tem vatapá de pão, vatapá com creme de leite, vatapá com amendoim, vatapá com peixe...

VEGETAL
chicória, a do norte é completamente diferente da chicória do sul
E por aí vai...

1 de jul de 2007

Manihot esculenta


Este é o nome científico pro que eu chamo de macaxeira ou/mandioca.
Tem gente que conhece por aipim.
Acho engraçado um alimento ter vários nomes, depende do lugar.
Já escrevi sobre isso no blog anterior, acho que vou re-publicar.

A receita do bolo de macaxeira, foi meio na intuição.
Eu comprei em uma loja asiática um pacote de mandioca ralada congelada e um pacote de coco ralado congelado.
Coloquei o pacote da mandioca na tigela e acho que dava 1 1/2 xícara e meia, coloquei 1 xícara de coco ralado, meia lata de leite condensado, dois ovos e uma colher manteiga.
Untei a forma com manteiga e açúcar, derramei a massa no tabuleiro e deixei assando por 50 minutos.
A vontade de comer era grande, que nem esperei esfriar totalmente, por isso não desenformei, cortei logo um pedaço e fiquei soprando para esfriar um pouquinho.