30 de set de 2007

Brasil e Alemanha - Futebol Feminino


E o Brasil está perdendo por 1 a zero.
E elas venceram e nós perdemos por 2 x 0...
buá, buá, buá

29 de set de 2007

Diálogos no MSN

Heidelberg (Alemanha) e Santpoort (Holanda)
Santpoort: Eu li no seu blog que você gostou muito de Madri.
Heideberg: É sim, queria morar lá.
Santpoort: Se você morasse lá, já estava falando bem melhor.
Heidelberg: É verdade. Ou em outro país que o idioma fosse inglês. Pô... bem que a gente podia morar em Madri, Barcelona, New York, Londres ou até Paris...
Santpoort: Pois é, eu também queria morar em um desses lugares ou Milão. Esses nossos maridos...

----------------------------------------------------
Heidelberg e Estocolmo (Suécia)
Heidelberg: Que número você e sua filha calçam no Brasil?
Estocolmo: 35 e 40
Heidelberg: Eu também calço 35. É que tenho dois sapatos praticamente novos, e não uso aqui, pois estou com um problema no calcanhar e queria vender ou trocar.
Estocolmo: Como eles são? Se forem baixos...
Heidelberg: Vou pegar, liga a WEBCAM...
Heidelberg pega os sapatos e mostra
Estocolmo: Gostei do baixinho, quando você vier aqui traz para eu experimentar, se gostar, eu compro.

-----------------------------------------------------

Heidelberg e Macapá (Amapá - Brasil)
Macapá: Tu vens passar o natal?
Heidelberg: Vou sim, mas te peço pra não comentar o dia, ok?
Macapá: Mas por que isso já?
Heidelberg: É que vou fazer uma viagem longa e cansativa, quase 24 horas viajando e ainda tem a diferença de fuso.
Macapá: Sei, mas todo mundo quer te encontrar, conversar...
Heidelberg: Eu também quero, mas primeiro vou querer descansar, vou chegar um caco velho, vou chegar aí de madrugada, quero ficar um pouco de colo e depois encontrar todo mundo, entendes?
Macapá: Mas que pavulagem é essa agora? Tá virando alemã é? Descansar?!! Descansar nada...

-----------------------------------------------

Heidelberg 1 e Heidelberg 2
Heidelberg 1: Ei, por que tu não faz um álbum virtual de fotos? Tens tantas fotos e bate tão bem...
Heidelberg 2: Pois é sou meio atrasada com essas coisas...
Heidelberg 1: Eu tenho vários álbuns e assim minha família e amig@s no Brasil podem ver minhas fotos..
Heidelberg 2: É uma boa idéia, como faz?
Heidelberg 1: Entre nesse síte, tem até em português: www........
Um minuto depois
Heidelberg 2: Tens certeza que é nesse síte que se faz álbum?
Heidelberg 1: Tenho sim, por que?
Heidelberg 2: Porque eu entrei e é um síte de paquera, de encontros e um pouco pornográfico.
Heidelberg 1: Per'aí, que eu vou ver...vixe escrevi o endereço errado...eh eh eh

28 de set de 2007

E o maridon tá chegando...



Estou feliz, bem feliz!!!

27 de set de 2007

Brasilia, amig@s, saudades...



Uma amiga querida me enviou essas fotos lindas!!! E eu me derreti que nem manteiga...








Ela está no lado esquerdo e Flavio no lado direito.










Foi em um encontro no Bar Mercado Municipal em Brasília.






Brasília...saudades do planalto central...

"ando tão a flôr da pele que até beijo de novela me faz chorar"

Momento juvenil

Quem quiser ver uma foto minha e de Chantal em momento juvenil é só ir no blog dela( aqui).
A foto foi tirada em uma loja de departamentos aqui em Heidelberg sábado passado e a gente estava experimentando chapéus para usar no inverno.
Foi muito divertido!!
Minha enquente continua valendo, é só votar aí na direita, ok?

25 de set de 2007

Passe em Casa - Tribalistas

Eu adoro essa música, e essas meninas fizeram um vídeo bem legal e divertido.
Lembrei da minha adolescência...

24 de set de 2007

Testando enquete

Eu achei meus últimos textos (ou posts) muito grandes.
Fiquei me perguntando: será que foi chato? Alguém leu eles do inicio ao fim sem pular alguma parte?
Eu vi um novo acessório no bloguer. É para fazer enquete, então resolvi testar.
Quem quiser reponder é só ir aí do lado direito.

23 de set de 2007

Mundo Virtual x Mundo Real

O primeiro presente que ganhei dela foi esta camiseta de Recife com um cartão de natal.

Foi do primeiro amigo secreto virtual que participei.

A Chantal era minha amiga secreta. Isso foi em 2004. Eu ainda estava em Brasília.

Depois deste ano o nosso contato era mais na blogosfera.

Quando vim morar na Alemanha, começamos a trocar emails, experiências, dicas, etc.

Várias vezes tentamos nos encontrar e não dava certo. Ela mora em Frankfurt e eu em Heidelberg.

Ontem deu certo e foi muito legal. Ela me trouxe chocolates de presente.

Mais uma blogueira que veio do mundo virtual para o real.

Olha só a listinha de pessoas que conheci na blogosfera e que JÁ conheço pessoalmente, começando por ondem de chegada:

  • Cris, mora em Fortaleza e não tem mais blog.
  • Rozany, mora em Macapá;
  • Alcilene, de Macapá, a gente se conhecia de vista, ela era amiga da minha irmã na adolescência e o blog nos aproximou;
  • Denise, que conhecia pessoalmente o meu marido que também era amigo do marido dela;
  • Vânia, irmã da Rozany e mora em Rondônia;
  • Sandra, que conheci quando vim morar aqui;
  • Ciça, que mora na França;
  • Ana, mora em Frankfurt;
  • Thamie, mora aqui na Alemanha, mas perdi o endereço do blog dela;
  • Chantal, mora em Frankfurt;
  • Erlen, Antônio e Eliane, que conheci antes deles terem blog, será que vale?
  • Marcia, com quem troquei muitas informações até decidir vir morar na Alemanha.

Se eu não tiver esquecido de alguém, e se os três últimos valerem, são 13 pessoas que fazem parte do mundo virtual/real, da minha rede ou da minha teia, com direito a beijinho e abraço.

Eu tenho outra lista de blogueir@s que parecem que fazem parte do mundo real.

Parece até que somos amig@s de longa data, trocamos emails, confidências, conversas via msn/skype/orkut,...eu conheço suas vidas, já entrei na casa real, sei o nome d@s filh@s, maridos, esposas, testei a receita feita naquele dia especial, me ajudam, me ajudam, me dão dicas, etc...um mundo de coisas reais que começaram no mundo virtual.
Adoro isso.

22 de set de 2007

Quando eu pensei que estava perdendo...

Elas vieram para me ajudar.
A batalha foi grande, eu estava cansada e sem forças, já estava quase caindo e dando como perdida a batalha. Mas elas vieram e foi fácil vencer o baixo astral.

Minha sexta-feira e sábado foi assim:
Depois que o feijão ficou pronto, metade dele foi congelado e a outra metade guardada na geladeira.
Dentro da mochila, coloquei um pijama, meia, escova de dente, desodorante, dvds (sex and the city), vinho e uma fatia bem grande de bolo de cenoura.
Com a mochila nas costas me toquei para casa da Carla.
De lá fomos ao supermercado e compramos camarão.

Camarão no leite de coco no fogo, arroz branco na panela e Claudia chegando com geléia de cereja.
O papo rolou solto...bebemos vinho, falamos do Brasil, da vida de imigrantes, dos alemães, dos maridos, dos filhos, de comida, sobre crianças vegetarianas (Andrea, lembrei muito de você), etc.
O jantar foi estava delicioso, matei a vontade de comer camarão.
Após o jantar que ainda teve um mousse delicioso de goiaba, fomos assisti os dvds que levei.
A Claudia já estava rindo que era uma beleza e eu já tinha até relaxado e nem lembrava mais o que era baixo astral.

Depois de assistimos uns 4 ou 5 episódios de 'Sex and the City', a Claudia foi embora para a casa dela e nós ligamos o computador para falar com a a Eliane, uma brasuca que morou aqui na Alemanha e recentemente mudou para Austrália.

Um a parte: Eliane é um doce de pessoa, muita querida e agora tem um blog em português e alemão. Muito chic!!!

Depois chegou outra brasuca, a Aline para dá um alô pra gente. Ela mora em uma cidade em Manheim, e estava badalando na sexta em Heidelberg.

No sábado, depois de um delicioso café cremoso com direito a croissant com doce de leite, fui para casa.
Uma outra guerreira cheia de estórias saía de Frankfurt para ajudar a combater meu inimigo baixo astral.
Chantal é uma graça. Depois vou contar uma estória dela.

Nos encontramos no centro da cidade em frente a uma grande loja de departamentos aqui.
Entramos nessa loja para ir ao banheiro, mas nos deparamos com uma bancada de bijou em liquidação.

Não resistimos, ficamos mais de meia hora procurando, olhando, experimento, brincos, pulseiras, colares, broches...

Passeamos no comércio, fomos nas lojas, experimentamos roupas e depois fomos comer alguma coisa.
Marcia sabe onde nós comemos??? Naquela famosa rede de fast food...
Há mais de 9 meses que eu não colocava na boca uma batata ou qualquer coisa feita por eles.
Comi um big alguma coisa...e conversamos horas lá, falamos dos nossos maridos, do aprendizado dessa língua tão dificil, da universidade, e de tantas outras coisas.

Carla e Claudia me fizeram rir, discutir sobre o Brasil, comemos coisas deliciosas que fazem bem pra alma.
Chantal me colocou pra cima...
Pena que não bati foto, minha máquina foi passear no Brasil junto com o Flavio.
Agora vou descansar um pouco porque não sou de ferro e depois da sexta e sábado muito bem acompanhada, fiquei cheia de pavulagem.
Obrigada pela força e torcida de vocês.
Bom findi!!!


21 de set de 2007

Foto


Lutando contra o baixo astral

Hoje eu tinha tudo pra ficar pra baixo...
  • Marido no Brasil - saudades dobrada
  • Sexta-feira - dia internacional da paquera, do chopp, de sair da dieta, etc...
  • O alemão indo de mal a pior - após seis meses de curso e eu não consigo me comunicar e tirar uma nota descente nas provas.
  • Outono chegando....ui ui ui, o frio também!!!
Mas decidir brigar contra o baixo astral:
  • Peguei feijão preto comprado em Madri, vindo da Venezuela ( Hugo Chaves), com salsicha porque não tenho charque... e já escuto o apito da panela de pressão.
  • A farofa com farinha de Brasília já está pronta.
  • E Bis para sobremesa, meu enteado trouxe do Brasil recentemente.

Mas preciso também alegrar meu coração, desanuviar a mente, então um pagode, embora não tenha o molejo, é o melhor remédio...

Que tal Zeca Pagodinho??? Tocou no meu casamento, e foi muito divertido....

Como diz meu amigo Ernâni, a música para o fim de semana com alto astral é:

Verdade - 1996
Nelson Rufino / Carlinhos Santana -

Descobri que te amo demais
Descobri em você minha paz
Descobri, sem querer, a vida

Verdade

Pra ganhar teu amor fiz mandinga
E fui à ginga de um bom capoeira
Dei rasteira na sua emoção
Com o teu coração fiz zoeira

Fui à beira de um rio e você
Uma ceia com pão, vinho e flor
Uma luz pra guiar sua estrada
Na entrega perfeita do amor

Verdade

Descobri que te amo demais
Descobri em você minha paz
Descobri, sem querer, a vida

Verdade

Como negar essa linda emoção
Que tanto bem fez pro meu coração
A minha paixão adormecida

Teu amor, meu amor incendeia
Nossa cama parece uma teia
Teu olhar uma luz que clareia
Meu caminho tal qual lua cheia

Eu nem posso pensar te perder
Ai de mim, esse amor terminar
Sem você, minha felicidade
Morreria de tanto penar

Verdade


---------------------------------------------------------------------------
*** Se eu tiver feito tudo certinho, dá para escutar aqui

20 de set de 2007

Meu marido está no Brasil

Ele foi a trabalho. Fiquei com inveja dele :(, mas tudo bem...agora é só esperar a volta.
Eu estou acostumada com tantas viagens que meu marido faz, esta vai ser a mais longa desde que chegamos aqui na Alemanha.
Quando a gente morava no Brasil, ele sempre viajava muito a trabalho, às vezes eu ia com ele, às vezes não.
Eu também viajei muito a trabalho. Posso dizer que já estive em 25 estados brasileiros. Infelizmente em alguns lugares, a estadia foi tão rápida que nem pude conhecer a cidade.
Os únicos estados que não fui, foi o Acre e Rondônia.
O que eu fazia nessas viagens a trabalho??
Eu participava de reuniões, fazia palestras, testava materiais educativos, participava de eventos...
Nem tudo era um mar de rosas, mas eu gostava.
Lembro uma vez que fui para o interior de Minas. Meu avião, na época VASP, atrasou para chegar em Belo Horizonte e eu perdi o último ônibus leito para Capelinha.
Dormir em um Hotel no centro da cidade e peguei o ônibus às 5:45 hs. Deveria chegar lá 11:45 hs...
Só que aconteceu de tudo nessa viagem. Trocamos duas vezes de ônibus. A primeira o pneu tinha furado, Tivemos que esperar por outro ônibus.
Depois o ônibus que veio, andou na estrada por uma hora e não funcionou mais.
Tivemos que esperar por mais de uma hora o outro ônibus.
Cheguei em Capelinha, que fica há uns 500 km de Belo Horizonte, mais 18 horas.
Foram mais de 12 horas de viagem.
Eu fiquei um bagaço, mas quando terminei meu trabalho lá, que foi muito interessante, voltei feliz com a sensação de dever cumprido.

19 de set de 2007

Algumas fotos de Madri

As fotos desapareceram, uma pena. Qualquer hora eu atualizo.

************************************************************

Sofia você me pediu algumas informações, mas não deixou contato, deixa teu email, para eu te escrever, ok?

18 de set de 2007

Fazendo dever de casa...

Quando o dever de casa é NÃO do curso de alemão eu só faço quando tenho vontade e às vezes nem faço.
Já faz tempo que a Kiara me passou um dever.
Eu tinha que re-publicar um post, para o momento vale a pena ler de novo
Como ando ocupada, resolvi fazer hoje o dever da Kiara. Eis:
Cajarana ou caja-manga?
Quando tomei picolé de caja-manga, lá em Caldas Novas-Goias, falei: "esse sabor é familiar"...fiquei sugando lentamente o liquido congelado e pensando...
"Que coisa engraçada, lembra a minha infância"...
Falei para o Flavio, parece uma fruta que comi quando ia para o interior...
Bem lentamente fui tomando aquele picolé de caja-manga e tentando lembrar o nome da fruta...Antes de terminar lembrei:
- É cajarana! Eu conheço por cajarana.
Ontem fomos a feira dos importados e logo na entrada tinha um ambulante vendendo frutas, advinha o que tinha???
Cajarana!
Aí eu perguntei, que fruta é essa?
É caja-manga.
Quanto custa?
Cinco reais o balde.
Então vê um balde de cajarana pra mim.
Essa fruta eu não tenho não.
Tá bom, então vê um balde de cajá manga.
Cajarana é uma fruta do mato, ácida e lembra um maxixe, com espinhos no caroço e a polpa que no início, próxima a casca é ácida, quando se aproxima do caroço espinhoso vai ficando doce e fica difícil de comê-la bem".

16 de set de 2007

Olha o Bar do Pavón aí gente...

Fica em Madri.

15 de set de 2007

Os endereços em Madri





Eu achei lindos...

14 de set de 2007

Madri

Eu li em uma revista lá em Madri, que a Espanha compra 80% da energia de outros paises. Fiquei pasmen!!!

Explicando melhor sobre minha over dose de cinema, é que aqui na Alemanha os filmes são dublados, e meu alemão é muito escasso, não entendo quase nada, apesar de gostar muito de cinema, prefiro não ir. Um dia eu arrisco, mas agora ainda não dá.

13 de set de 2007

Antes que eu esqueça......Madri, pra sempre!!!

Chegamos em Madri por volta de 19:30 hs.
Já era noite, mas o céu estava bem claro, com sol tinindo, parecia que era 4 horas da tarde.
Deixamos as maletas no Hotel, e resolvemos passear, aproveitar a noite quente.

Entre o bairro La Latina e Chueca, decidimos ir para Chueca.
Chueca é o símbolo da liberdade e tolerância sexual. A "pegação" rola solta, entre os casais, homem com homem, homem com mulher, mulher com mulher. Tudo é muito natural e sem encheção de saco.

Como eu já tinha falado, nós andamos muito em Madri, a pé e de metrô.

Todos os dias que ficamos lá, estava quente e com um maravilhoso céu azul e sem nuvens.
Fizemos muitas coisas, entre algumas:
  • fomos no La Latina, bebemos e comemos coisinhas deliciosas.
  • visitamos os Museus do Prado, de Arte da Rainha Sofia e ao de Antropologia. Nós só pagamos entrada no Museu de Arte da Rainha. Os demais tivemos sorte de pegar o dia que a entrada era livre, claro que no Prado a fila foi grande e tinha muita gente nas galerias, mas valeu a pena.
  • fui em várias Igrejas, inclusive na Catedral, onde ocorre as cerimonias reais.
  • visitei praças e jardins.
  • conheci o comércio popular e o não popular
  • me permitir ir ao cinema, fomos três vezes.
  • tomei margarita em bar mexicano e comi pastel de queijo.
De tudo isso, aconteceu uma coisa comigo que eu não pensava que iria acontecer, senti saudades de Brasília, muitas mesmo. Depois eu explico sobre isso.

Algumas comidinhas deliciosas, algumas bem saudáveis outras menos, mas aquelas que fazem muito bem para alma:
"croquetas de jamón"
"chorizo e chitoras"
"patatas alioli"
"tortilla de patata e atum"
"albondeguillas"
"empanadilla"
"solomillo"
e outras.

Os filmes escolhidos, de acordo com o horário, localização e fácil acesso foram:
El buen nombre - um filme e tanto, mexeu muito com a gente, nessa nova condição de imigrante.
Chanson Damour - filme francês, fiquei meio decepcionada com o filme, esperava mais.
2 dias em Paris - marrom menos...acho que exagerou no modo de vida francês

12 de set de 2007

Esse vídeo é bem mais bonito

No Brasil


Deputados e seguranças trocam socos no senado, veja a matéria aqui

11 de set de 2007

Madri- Espanha

Quando voltei para casa, vim com a sensação de que queria morar lá, na Espanha.
Podia ser em Madri ou em San Sebastian.
Nunca estive em Barcelona, mas podia ser lá também, a Chantal fez fotos maravilhosas quando esteve lá recentemente.
Tudo bem eu estava de férias, no verão europeu (onde tudo fica mais bonito), mas sei lá...voltei e fico aqui pensando, como foi muito bom lá.
Como eu já tinha falado, Madri lembra o Brasil, e eu me senti um pouco em casa.
Eu passeei muito, andei, bati algumas fotos, comi coisinhas deliciosas, fui ao cabeleleiro, cortei um tiquinho de cabelo, fui ao cinema, aos Museus, praças, igrejas, vi tantas coisas lindas...
Aí, aí, aí...quero voltar...qualquer dia, um dia, qualquer hora...
Eu ainda não passei as fotos para o computador, mas assim que passar coloco algumas aqui.
Podem me chamar de tartaruga, sei que estou devagar
Ou será que estou a vagar em minhas calorosas lembranças debaixo do meu casco?
Agora depois desse post vou chamar meu cobertor de casco, aqui tá um frio danado...é o outono chegando.

10 de set de 2007

Voltei

"alegria de pobre dura pouco"
Então estou de volta...na terra da salsicha e do chucrute.
Vou colocar as visitas em dias, providenciar algumas coisas aqui em casa e depois conto sobre a viagem
Boa semana!

8 de set de 2007

O lugar onde estou...

Lembra o Brasil;

As pessoas, as mulheres, quando se encontram ou se despedem, se dáo dois beijinhos;

Está quase 40 graus, e eu estou adorando;

Lembra Brasília, pois é um pouco seco, mas Flavio diz que também parece o Rio de Janeiro;

Eu näo falo o idioma, mas entendo quase tudo;

As pessoas säo mais alegres, usam roupas e sapatos coloridos;

As mulheres estäo sempre de unhas pintadas (eu fico olhando para unhas);

Andamos de mêtro para todos os cantos;

É lindo!!!

Os ídolos säo Radal, Alonso e os brasileiros Ronaldinho e Robinho;

Estou em Madri.

4 de set de 2007

Uns dias fora...

3 de set de 2007

Aceita um pedaço?


Esse final de semana fiz esse bolo de queijo com cobertura de geléia de goiaba.
A receita original é com goiabada, mas eu não tinha... então, "quem não tem cão, caça com o gato"

Bolo da Tia Rosa (aqui vai a receita para uma fôrma pequena)
2 colheres de manteiga
2 xícaras de açúcar (se for açúcar do Brasil, usar menos, pois é mais doce que o daqui)
2 xícaras de trigo
1 xícara de leite de coco
1 pct de queijo parmesão ralado ou 100 grs. queijo cuia ralado
2 ovos
1\2 pct de fermento para bolo
Baunilha
Bater o bolo a moda da casa

Cobertura
Se usar goiabada, cortar em pedaços e adicionar água (um pouco)
No caso de geléia eu usei água para render, pois só tinha um potinho e maridon queria que deixasse um pouquinho pra ele comer com pão.
Usei 1\2 cálice de vinho do porto.
levei ao fogo para engrossar um pouco e joguei em cima do bolo.

2 de set de 2007

Alergia

Ainda guardo vestígios (marcas) da alergia que tive na Inglaterra. E já fazem mais de 20 dias...essa alergia foi braba.

Eu esqueci de contar, mas assim que voltei de lá fui em um médico aqui. O médico daqui disse que era picada de inseto e que a gente, meu marido também foi, talvez tivesse desenvolvido uma alergia.

O Flavio não acreditou muito, não ficou convencido.

Eu acreditei pois tinha visto insetos no quarto do Hotel. Mas eu fiquei pensando, como que eu, que fui criada no meio das carapanãs, murissocas, mucuin, etc..podia ter desenvolvido uma alergia a insetos?

Como assim, se saí lá do norte do Brasil, lá da única capital brasileira onde a linha do equador passa, onde o rio amazonas banha a frente da cidade? eu já fui mordida várias vezes por insetos amazônicos e nada tive...como assim alergia a insetos?

Será que era muita pavulagem minha, passear na terra do império mundial, só porque eu conheci o castelo da rainha Elizabeth, vi fotos de seu casamento, fui na igreja onde a Princesa Diana casou, ouvi a banda...?

Per'aí será que Toni Blair, quando ainda era presidente e por influência de Bush, desenvolveu algum inseto para atacar Brasileiros anti-imperialistas e que trabalham com direitos humanos?

Não, não pode ser...
Mas se até o Big Ben parou de funcionar no dia que estávamos lá, por que não poderia ser uma alergia a insetos da capital do império mundial?

Afinal tudo é possível nesse mundo afora...

1 de set de 2007

Acordei pensando...

"Quando entrar setembro, e a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão onde a gente plantou
Juntos outra vez"