19 de dez de 2010

Um presépio diferente

Nunca tinha visto algo assim, principalmente porque o presépio está dentro de uma igreja, e católica.
Por isso fotografei, pois se eu só contasse ia ter gente que não ia acreditar provavelmente.
Mas é verdade.
É um presépio diferente, moderno e realista.
As fotos falam por elas mesmas...mas vale ressaltar o papa e as criancinhas, pessoas se drogando, imigrantes pedindo esmola, o homem com as chaves, etc...
Cada pessoa pode interpretar esse presépio como quiser, eu já fiz algumas deduções.
E resumindo tudo: achei sensacional, inovador e audacioso!
Tire você mesma(o) suas própria conclusão.

Feliz Natal e um ótimo ano novo!

29 de nov de 2010

Heidelberg está assim...

Branquinha de neve e fria.
Durante três anos que moro aqui, nunca vi nevar em novembro em Heidelberg.

Fiz uma fotos da janela do quarto e da cozinha daqui casa, também coloquei os pezinhos na rua para complementar o álbum que quero compartilhar com vocês.
Clique em cima da tabela abaixo para ver todas as fotos. Vale à pena.
  Tabblo: Heidelberg da minha janela

Eu ando bastante ocupada, de repente perdi o ritmo de postar, blogar, visitar...
Eu dedico esse post para a Cam, do blog Camélia de Pedra, que comentou que meus posts são bacanas e ela aguardava um novo post.
Boa semana!

20 de nov de 2010

Dia da Consciência Negra no Brasil - 20 de novembro

Eu ando bastante ocupada, sem tempo para o blog, mas eu não queria deixar essa data passar em branco, afinal é o dia da consciência negra.

Podemos celebrar a força guerreira de Zumbi dos Palmares, mas infelizmente as disparidades econômicas e socias entre a população branca e negra, ainda é grande no Brasil.
Só para exemplificar isso, a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde de mulheres e crianças realizada pelo Ministério da Saúde em 2006, publicada em 2008, aponta que:
- dentre as mulheres entrevistadas, as brancas tem 17% mais segurança alimentar que mulheres negras.
- as mulheres negras sofrem mais de insegurança alimentar grave do que as mulheres brancas, cerca de 3.8%.

E tem muito mais diferenças entre pessoas brancas e pretas no Brasil. As desigualdade raciais são enormes.
Então celebramos, mostramos que ainda há muitas diferenças, desigualdes  e racismo, e continuamos na luta por um Brasil melhor.

Eu vou finalizar meu post com o vídeo da campanha "Onde você guarda o seu racismo?" para quem veio até aqui possa refletir sobre esse tema.

12 de nov de 2010

As mulheres no G20 em Seoul

Fiquei orgulhosa quando vi Dilma Rousseff e Angela Merkel  em fotos no G2 (via http://blog.planalto.gov.br )
Três poderosas mulheres estavam entre os 17 presidentes de vários países. Elas são a Cristina Kirshener (Argentina), Julia Gillard (Austrália) e Angela Merkel (Alemanha).

 Ano que vem, Dilma Rousseff estará lá como presidenta do Brasil

1 de nov de 2010

Não é mais segredo, estou apaixonada

Eu não pensei que isso fosse acontecer aqui em Heidelberg.
Eu também nunca pensei que iria me apaixonar enquanto meu marido estivesse viajando.
Mas aconteceu, não tive culpa e além de tudo, foi inevitável.

Não foi amor a primeira vista!
Mas me sinto que nem uma adolescente, amando pela primeira vez.
Olho para o céu.
Olho para o chão.
Fico com um sorriso bobo na cara.

Junto folhas do chão, guardo dentro de livros...
Quero lembrar eternamente desse momento.
Saio por aí...batendo fotos.
Fotos da minha paixão, o outono!

E continuo perdidamente apaixonada pelo Flavio.



Este post  foi publicado no dia 03 de novembro de 2007.

31 de out de 2010

O Mundo

O Mundo - Lenine - Paulinho Moska, Chico César, & Zeca Baleiro

24 de out de 2010

A vidinha por aqui

Apesar do frio, e de muita coisa para fazer, a vidinha aqui tá boa.
Tô super ocupada. Voltei a estudar e agora não tenho tempo para mais nada ou entãoeu não estou sabendo administrar minhas coisas.
Estou sem tempo para visitar, comentar e postar na blogosfera.
Por isso acho que vou dar uma sumidinha básica.
Talvez eu apareça no twitter, pois tem sido a forma mais rápida de interação, e tô gostando disso.
Eu posso até postar vez ou outra, mas eu não quero me comprometer por aqui.

Mudando de assunto... Eleições 2010 e passeios
Faltam 7 dias para eleição do segundo turno.
Enquanto muita gente anulou ou votou em branco, ou não exerceu o direito de votar por qualquer motivo, Flavio e eu pagamos para votar. Sim pagamos.
É que a nossa zona eleitoral fica em Frankfurt, e nós queríamos votar, por isso decidimos juntar a fome com a votade de comer, fomos para a cidade grande votar.
Gostei muito de Frankfurt. Tem ar de cidade grande. Prédios novos, altos, espelhados, mas com muito verde também.
Aqui compartilho algumas fotos

21 de out de 2010

Alguém vai se preparar para o exame do TOEFL?

Eu tenho alguns livros preparatórios para a prova do TOEFL e gostaria de vendê-los.
Os livros são usados, mas eles estão bem conservados.
Infelizmente, por algum problema técnico no meu blog, não tô conseguindo adicionar figuras. Então por enquanto vou colocar os nomes dos livros:



-          TOEFL Test Strategies with Practice Tests and 5 Audio Compact Discs
-          Longman Preparation Course for the TOEFL Tests IBT – 2º Edition

-          The Official Guide to the TOEFL iBT with CD-ROM, 3º Edition

-          Speaking and Writing Strategies for the TOEFL iBT with one audio CD

 

E se alguém tiver interesse em melhorar o inglês, tenho esses dois livros de inglês, mas com explicações em alemão.
-          A New Start – English Refresh B1 – Cornelsen with CD
-          Grundwortschatz English nach Themen Übungsbuch – A1-B1

Se alguém tiver interesse, podemos negociar, posso vender ou trocar por outros livros.

15 de out de 2010

16 de outubro - Dia Mundial da Alimentação

Desde 2004, quando comecei a blogar, eu escrevo sobre o dia mundial da alimentação, com exceção de 2006, por alguma razão eu não postei nada.

Este ano, o tema é: "Unidos contra a fome"
Eu estou super ocupada e sem tempo para postar alguma coisa sobre isso, mas eu não queria que essa data passasse em branco.

Aqui neste síte tem informações em espanhol sobre o tema deste ano. Vale à pena ler.
http://www.fao.org/getinvolved/worldfoodday/es/

Tem também uma petição online pelo fim da fome no mundo por meio deste síte


E o Brasil, o que está fazendo para diminuir a fome?
Alguns dados:
- 27 milhões e 300 mil pessoas saíram da extrema pobreza
- 20.4 milhões de pessoas saíram da pobreza
- A desnutrição em 1974 era de 37%, em 2007 estava 7%
 Fonte: http://bit.ly/acMqYC - A população aumentou o cosumo de frutas e hortaliças, segundo Ministério da Saúde.

Você sabe se houve alguma comemoração na cidade onde você mora?

14 de out de 2010

Veja esse vídeo e depois assine a petição pelo fim da fome

10 de out de 2010

Julgar, discriminar e jejuar?

Há tempos que ando pensando sobre o nosso julgamento sobre comida e muitas por discrimnação não comemos ou jejuamos.
É nesse contexto que quero refletir aqui sobre a diversidade alimentar x preconceito alimentar.
Sobre diversidade alimentar, me refiro sobre a forma de comer. O que se come e como se come em diferentes culturas e povos.
Compartilhando minhas reflexões a partir da prática e começo por um fato recente.

No fim de semana passado, por conta das eleições no Brasil, Flavio e eu passamos o final de semana na cidade grande.
Juntamos a fome com a vontade comer, ou seja, cumprimos nossa agradável obrigação de votar e ainda aproveitamos para passear e conhecer um pouco de Frankfurt.

Lá, fomos em um restaurante Etíope. Pedimos um prato que combinava pequenas porções de diferentes pratos típicos. Diferentes carnes, diferentes preparos e diferentes saladas. Tudo delicioso.
Flavio tomou uma cerveja nigeriana, que para nossa surpresa, foi servida na cuia. E eu tomei uma taça de vinho de mel.
Esse prato que pedimos era acompanhado de panquecas. A forma como se come, é que é diferente de como nós, brasileir@s e/ou de outras culturas comemos.

Esse prato deve ser comido com as mãos. Vou tentar explicar.
Pega-se uma panqueca, rasga-se um pedaço e com este pedaço pega-se um pouquinho de alguma das porções, como se fosse o recheio.
Um pequeno grupo que estava na mesa ao lado, pediu o mesmo prato, mas comeram com garfo e faca. Talvez porque no julgamento deles, não era adequado comer com as mãos.
Vale ressaltar que nós lavamos as mãos antes de nos deleitarmos no que para nós, era "exótico".

Outro episódio que me chamou atenção sobre essa temática (diversidade alimentar x preconceitos), aconteceu em uma das minhas viagens de trem.

Eu peguei um trem em Stuttgart voltando para Heidelberg. O trem estava lotado, além de ser uma sexta-feira, as pessoas ainda estavam em ritmo de férias de verão, e o destino final do trem era Berlim.
Sentei ao lado de uma mulher, aparentemente entre 35 a 45 anos. Desconfio que era alemã. Nós trocamos pouquíssmima palavras em alemão, e como aqui tem muito estrangeir@s, não dá para saber se era nativa.
No meio da viagem, esta mulher abre um mochila e tira duas marmitinhas. Ela abriu uma que tinha um sanduiche. Quando terminou, abriu outra marmita, que parecia conter uma sobremesa. Eu estava lendo uma revista, mas percebi tudo pelo rabo do olho.
De repente, entrei em estado de choque. A mulher, sem nenhum pudor, começou a lamber a tampa do pote, e bem antes de comer a sobremesa.
No meu julgamento, eu achei isso nojento e a mulher mal educada. Mas será que isso não é parte da cultura dela?

E por fim quero relatar outro caso que aconteceu comigo. Quando fui para o Vietnam, em 2008, quase jejuei. Passei os três primeiros dias, só comendo frutas, verduras, arroz ou macarrão. É que eu descobri que cachorro era um prato bem típico e eu fiquei com medo de comer carne, pois temia ser de ser cachorro.
Reconheço que foi puro preconceito meu, já que, nem sou vegetariana e tão pouco gosto de cachorro. Além disso, cachorro, assim como vaca, galinha, porco, e etc, deve ter alto teor de proteína, então pode até ser bom nutricionalmente, mas mesmo assim dispensei.

Na tentativa de liberar meus preconceitos alimentares, tomei milk shake de feijão preto com tapioca. E gostei!

Reflexão:
É assim mesmo, nós seres humanos, digo eu, por mais que tentamos ter a mente aberta e livre de preconceitos, muitas vezes julgamos e discriminamos certas comidas e /ou comportamentos que fogem ao nosso padrão. Só não podemos deixar que esse comportamento nos prive do contato social com diferentes culturas ou julga-las inferior.
Ninguém é obrigado a comer algo que não lhe apetece, mas devemos aprender a conviver com o que é diferente ou fora do "nosso" padrão, porque para a outra pessoa, nós é que somos diferentes.

5 de out de 2010

Me divertindo

O mês de setembro foi bastante agitado por aqui.
Resumindo a parte divertida foi assim:
No Museu da Mercedes em Stuttgart: brinquei de play station e sentei em carro (imitação) de fórmula 1.
Visitei uma fábrica de champagne em Esslingen, brindei amig@s, e saí com quatro garrafas de champagne para tomar com o maridón.
Aprendi a fazer brezel (pretzel) no centro de tecnologia de alimentos na universidade de Hohenheim em Stuttgart.
Adorei tudo!!!

29 de set de 2010

A Portinha

A Portinha é uma lanchonete localizada na cidade velha em Belém.
O nome "Portinha" pegou de tal forma, que todo mundo conhece esse lugar por este nome, mas não existe nenhuma identificação desse nome na lanchonete.
A Portinha é chamada assim porque é uma lanchonete super pequena, tem um balcão de talvez 1 metro e meio de comprimento. Duas atendentes, uma pessoa que trabalha no caixa.
A Portinha foi indicada por aquela revista com uma das melhores lanchonetes de Belém, e vem liderando por alguns anos.
Dira Paes, a atriz e militante de direitos humanos, foi uma das juradas e votou na Portinha como uma das melhores lanchonetes em Belém.
O dono da Portinha é tão cheio de pavulagem, que ele só abre a lanchonete no final de semana. Começa na sexta-feira a partir das 17 hs e segundo me disseram, lá pelas 19 horas ele fecha porque não tem mais nada para vender.
Quem quiser provar dos quitutes vendidos na Portinha tem que ir cedo.

A Portinha está sempre lotada. Eu fui cheguei cedo lá e já enfrentei fila.
Dentro da Portinha quase não tem lugar para sentar.
Fora da Portinha, existem umas 3 cadeiras na estreita calçada.
Como a Portinha fica localizada na cidade velha e as calçadas nesse bairro são bem estreitas, assim como as ruas, acho que dá para imaginar como é o conforto dessa lanchonete.
Mas se na Portinha não existe conforto, porque faz tanto sucesso?
Porque os quitutes de lá são diferentes e maravilhosamente deliciosos. E o preço é justo, preço de mercado. 3,50 reais cada salgado.
Eu, Flavio, meu pai, minha mãe e minhas irmãs comemos:
- Esfirra de pato
- Pão de queijo cuia
- Bolinho de bacalhau
- Esfirra de camarão com jambú
- Esfirra de frango com queijo

Tem outros quitutes, mas não deu tempo e apetite para provar todos.

Não deu para fazer foto das delícias, a única foto que consegui fazer, foi do Flavio saindo da Portinha.

25 de set de 2010

Encontro familiar

O encontro em Belém foi familiar.
Revi meus pais, irmãs, um irmão, tia, tio, primas e primos.
A minha sobrinha Sofia estava cada dia mais linda.
Foi muito bom está entre a família. Me divertir muito.

21 de set de 2010

Grandes Encontros

Em Brasília foi massa. Vários grandes encontros.

19 de set de 2010

Grandes encontros

Tenho postado bastante sobre as comidinhas da minha última viagem ao Brasil.
Mas esta viagem também foi para re-encontrar amig@s e familiares.
Eu vou chamar de "grandes encontros"
O primeiro grande encontro foi em São Paulo.
Re-encontrei 2 grandes amigas. Uma fazia 10 anos que não nos víamos. E a outra, 30 anos.
É isso mesmo 30 anos.
A Silvana foi minha vizinha em 1980-1981. A família dela foi embora de Macapá em 82 e depois disso perdemos o contato. Graças ao 'orkut', nos encontramos nesta rede social e quando fui à São Paulo não perdi a oportunidade de encontrá-la depois de 30 anos.
Foi muito bom. Conversamos um monte, relembramos a nossa infância, as brincadeiras, o nosso primeiro jeans, os patins, além de outras coisas maravilhosas também.

Fazia 10 anos que eu e a Artionka não nos víamos. A última vez foi em 2000 em São Paulo, quando morei lá neste ano. Eu conheci Artionka quando tinha 12 anos. Estudávamos juntas na mesma escola. Uma coisa que não esqueço dessa epóca, era quando eu ía na casa dela e fica admirada de ver tantos livros que a família dela tinha. Nessa época em Macapá só lembro de ter duas livrarias, a Zola e a Transamazônica. E muitas vezes era necessário encomendar os livros. Foi com a Artionka que eu comecei a ler Jorge Amado, Zélia Gattai, "O Diário de Anne Frank", "Olga",  entre outros.

Além de ter encontrado Silvana e Artionka, nós também conhecemos a nossa "sobrinha-neta" Valentina. A mais nova integrante da família.
Valentina é muito fofa.
Tá vendo só como nem só de comidinhas vivem os homens e as mulheres.

17 de set de 2010

Comidinhas de Belém

Para o deleite de quem passa por aqui.
Tacacá, micro pastéis de charque, vatapá e era uma vez açaí....
A tigela vazia de açaí pode ser uma obra de arte.
:)

13 de set de 2010

Comidinhas de Brasília

Os pratos tem quase um pouco de tudo do Restaurante Mangai em Brasília. O meu enteado nos levou lá para almoçarmos logo que chegamos em Brasília.
Tinha tanta coisa boa que nós não sabíamos nem o que escolher.
Essas coxinhas enormes são de camarão e caragueijo do Bar Boteco.
Essa bola escura, é um tomate recheado com queijo. Em volta do tomate tem uma fina camada de carne.
Antes de saber que era tomate, pensava que era um petisco bem pesado, mas tava enganada. É super leve e delicioso.

11 de set de 2010

Comidinhas em Sampa

Quando fui ao Brasil em agosto, eu comecei as férias por São Paulo. Cheguei na sexta-feira e fiquei até segunda de manhã cedo.
Os dias foram poucos, mas deu para curtir  parte da família, re-encontrar amigas e me deleitar com as comidinhas.
No Mercado Municipal me comi o famoso pastel de bacalhau e o sanduiche de mortadela. Também fiz fotos de frutas (amo isso), feijões e pimentas.
O mangostão estava arrasando no meio de outras frutas.
Conheci o Bar-Restaurante Pirajá, e tomei caipirinha de mini laranja, caldinho de feijão e cafézinho no copo. Comi petiscos deliciosos, mas esqueci de bater foto.
Voilá...para o deleite de quem passa por aqui.

8 de set de 2010

Eleições 2010 - Não deixe para última hora

Fui confirmar meu local de votação  no síte do TSE, e descobri que meu domícilio para votar é em Frankfurt, e não em Munique como eu estava pensando.
Para não ficar que nem barata tonta no dia da eleição, sem saber para onde ir ou deixar para última hora, já enviei emails para o consulado de Munique e para o TSE em Brasília para confirmar o meu local de votação.
Quero exercer minha cidadania brasileira, no qual muitas pessoas lutaram durante o período da ditadura para ter o direito ao voto.

Os comentários do post anterior foram super interessantes, mas este aqui incluiu mais uma informação que eu não sabia e por isso compartilho:
Muito bem cidadã brasileira, seu post está ótimo, com informações importantes, inclusive quero ratificar que nessas eleições será necessário além do título de eleitor, a apresentação de um documento com foto, como os que vc cita, ou seja, o título e um documento com foto, por isso quem quiser votar e perdeu ou não sabe onde está o título, terá somente até o dia 23.09(5ª-feira) para emissão de segunda via. Nem posso imaginar como é votar no exterior, deve ser um pouco sem graça, pelo fato de não presenciar a festa que fica o Brasil neste dia, mas o importante é que se pode votar para Presidente. Será a segunda vez que vou trabalhar nas eleições como voluntária e parece que um bichinho morde a gente, pq a gente fica ansioso pra chegar o dia e ver o "circo pegar fogo", é uma experiência única(Sandra)

O link do consulado de Frankfurt mais informações sobre como votar para quem mora no exterior. Vale a pena conferir. É só ir aqui.

5 de set de 2010

O que acontece no Amapá é uma vergonha

Acompanho notícias do meu Estado e fico chocada com o que está acontecendo lá.Querem calar a boca, tapar os ouvidos e vendar as pessoas para que não conheçam a realidade que o Amapá vive neste momento.
Blogueir@s são processados por emitir opinião ou denunciar a verdade.
Ameaçam jornalistas, destroiem equipamentos, queimam documentos e ateiam fogo em salas.
O que é isso? Não vamos cruzar os braços. Vamos gritar e denunciar ao mundo o que está acontecendo lá.

Entenda melhor...

Não dá pra ficar de braços cruzados, Por Alcinéia

A cada ano eleitoral no Amapá a liberdade de expressão é violentamente golpeada. Tenta-se de todas as formas arrancar do cidadão o direito que ele tem de manifestar seu pensamento, tenta-se colocar mordaça nos jornalistas e blogueiros, tenta-se, a qualquer custo, roubar da sociedade o direito que ela tem à informação.

Leia mais aqui
http://www.alcinea.com/sem-categoria/nao-da-pra-ficar-de-bracos-cruzados

2 de set de 2010

Eleições e voto no exterior

Dia 03 de outubro teremos eleições no Brasil.
Dia 31.10, se houver segundo turno, teremos eleição novamente.
E nós, brasucas morando no exterior podemos exercer nossa cidadania brasileira por meio do voto.
Podemos votar para presidente(a) do Brasil. Isso é uma maravilha, não é mesmo?
São mais de 200 mil pessoas que cadastraram o título no exterior, ou seja mais de 200 mil pessoas que vão poder votar para presidência da república.

Eu transferi meu título no inicio de 2007, assim que tive certeza que mudaríamos para Alemanha. Consciente dos meus direitos deveres, e, sabedora das eleições em 2010, não abri mão da transferência. Embora com algumas decepções políticas, faço questão de votar para presidência do Brasil.

Em Heidelberg não tem seção para votar, então terei que ir para Munique. Como a eleição cairá em um domingo, acho que será uma boa oportunidade para passar o final de semana nesta cidade.

Ninguém é obrigado(a) a votar se estiver no exterior, no entanto, justificar a ausência nas urnas é obrigatória.

Informações sobre o voto no exterior:

Votação no exterior. Síte do Tribunal Superior Eleitoral:
http://www.tse.gov.br/internet/servicos_eleitor/votacao_exterior.htm

Justificativa de voto:
Quem se cadastrou no exterior para exercer a cidadania por meio do voto para presidência da república e se por alguma razão não conseguir votar, poderá justificar a ausência.
Informações sobre isso, aqui neste link.
 A justificativa pela ausência nas urnas é muito importante, quem não justificar sofrerá penalidades, entre uma delas, é não obter passaporte ou carteira de identidade.
Informações completas aqui.

Representações do Brasil no exterior
Neste síte você pode encontrar a lista de cidades no exterior em que temos representação brasileira.
Como já disse, na minha cidade, Heidelberg, não tem representação, mas a região onde ela esta localizada tem representação em Munique e é para lá que eu vou.

Tudo sobre como votar no exterior
Este é o síte mais completo. Tem muitas informações úteis, desde a transferência de título para o exterior até cancelamento da inscrição eleitoral.
http://www.tre-df.gov.br/default/atend_eleitor/info_eleitor_exterior.jsp

Prazo para providências de 2ª via do título:
Se você precisa fazer segunda via do seu título e está no exterior, corra que ainda dá tempo, o prazo encerra no dia 23.09.2010.
Aqui tem informações.


Documentos necessário para votar:
O título e outro documento com foto, que pode ser:
a) Carteira de identidade ou documento equivalente;
b) Carteira de trabalho;
c) Carteira de habilitação com foto;
d) Passaporte;
e) Certificado de reservista.
Mais informações aqui

Se você tiver outras informações para acrescentar, fique à vontade.
:)

31 de ago de 2010

31 de agosto dia da(o) Nutricionista

Eu podia escrever muitas coisas nesse dia, mas eu ainda não me refiz da viagem do Brasil.
A minha caixa de emails tem mais de 500. Ontem, Flavio e eu organizamos as coisas aqui em casa. Flavio ainda está de férias. Mas amanhã voltamos para o batente, e minhas pavulagens ficaräo escassas.
Mas como hoje é meu dia, pois não sei se você sabe, sou nutricionista, eu gostaria de saber algumas coisas das pessoas que passam por aqui.
Será que dá para responder?

Você já foi aconselhada(o) por um(a) Nutricionista?
Valeu a pena?
Você gosta quando escrevo sobre comidas?
Gostaria que eu escrevesse mais sobre isso?

Se não quiser responder não tem problema também.
Feliz dia d@ Nutricionista!!!

30 de ago de 2010

De volta ao Reino das Brotolândia

Chegamos no sábado bem no finalzinho da tarde.
A viagem foi longa e cansativa.
Ainda estou sofrendo com o jetleg e com a diferença de temperatura.
Ainda nem passei as fotos para o computador, mas estou louca para compartilhar com vocês sobre esta viagem, que por sinal foi maravilhosa.
Querendo saber novidades é só dar uma espiadela no meu twitter aí na direita. De vez em quando apareço lá.

23 de ago de 2010

Notícias cheias de pavulagens

Estou em Belém.
Mas antes passei por Sampa e Brasília.
Essa viagem tem sido maravilhosa.
Em São Paulo, Flavio e eu revemos parte da família e a nossa sobrinha-neta que nasceu recentemente.
Também re-encontrei amigas, uma eu não via há 10 anos e outra que eu não via há 30 anos.
Em Sampa, fomos ao Mercado Municipal para comer pastel de bacalhau e o famoso sanduiche de mortadela.
Fomos conhecer o Pirajá, bar com comidinhas de boteco, dica do Milton Toshiba.

Em Brasília, também encontramos uma parte da família. Logo que chegamos lá, meu enteado nos levou para almoçar no Mangai, filial do restaurante de João Pessoa.
Nós também encontramos noss@s amig@s de BSB, participamos de um evento sobre o Direito Humano à Alimentação, promovido pelo CONSEA.
Aproveitamos para matar a saudade de Brasília e comemos muita comida de boteco no Armazém do Ferreiro e no Boteco, filial do bar-restaurante em Recife.

Em Belém, onde também mora parte da minha família, estou matando as saudades da família e dessa terra que eu amo.
Claro que já tomei açaí, tacacá, creme de cupuaçú, picolé de tapioca, comi peixe, pato, vatapá e muito mamão.
Para experimentar comida de boteco paraense fomos na Portinha, que merece um post a parte.

Por enquanto é isso, aguardem com paciência as fotos. Agora vou curtir a minha sobrinha, que é a criança mais linda e amada de todos os reinos e ilhargas.

14 de ago de 2010

Curtindo o findi com música paraense

Belém, Belém - Mahrco Monteiro

Belém, Belém, Belém, será que tá tudo bem?
Belém, Belém, Belém, será que tá...
tudo bem, tudo bem?

A música na praça, o boi fazendo graça
é Ronaldo e seus meninos ensinando a nação
que o futuro tá no centro da cultura,
da cultura popular.

E taca carimbó de Pinduca, de Lucindo,
Cupijó, Verequete, Pavulagem dos meninos,
Eduardo, Taynara e Cavalero
vão tocar no Preamar, Preamar.

Belém, Belém, Belém, será que tá tudo bem?
Belém, Belém, Belém, será que tá...
tudo bem, tudo bem?

O couro treme a terra de Fabico, de Setenta,
Malhadinho do Bandeira, "seu" Rufino, "seu" Joaquim,
Laurentina muito linda quando canta
dá vontade de chorar.

O grande capitão nos "boca de ferro"
da Pedreira, Marambaia, Terra Firme, Sacramenta,
Marituba, Ananindeua, Icoaraci,
do Benguí pro Guamá.

Belém, Belém, Belém, será que tá tudo bem?
Belém, Belém, Belém, será que tá...
tudo bem, tudo bem?

6 de ago de 2010

Rumo a terra brasilis

Sim, estou indo para o Brasil. Decisão tomada de última hora.
Estou na maior ansiedade. Nesse período vou parar em três cidades. Vou re-encontrar amig@s, colocar papos em dia, trabalhar um pouquinho, comer coisas da terrinha e muito mais.

Conforme acesso e vontade, aparecerei por aqui para contar as novidades.

4 de ago de 2010

Frutas que eu amo


Mamão
Eu gosto de comer assim, puro ou com granola e leite, ou ainda com iogurte natural e mel.


Abacate
Gosto de comer com tomate e cebola, tipo "guacamole", batido com leite, mas minha receita preferida é amassada com leite, açúcar e farinha.


Manga
Gosto de comê-la verde, madura, batida com leite, ou  batida apenas com água, também gosto de "mango lassi" (iogurte natural batido com manga). Ultimamente, a moda tem sido maioneses de batata com manga e camarão. Uma delícia.

2 de ago de 2010

Fim de festa

Encontro divertido
Copo quebrado
Prato vazio
Amizade guarantida

30 de jul de 2010

Postais da Alemanha e do mundo afora, quer receber algum?

Lembram de um post que eu ofereci um postal da Alemanha?
Se não lembrar, entra neste link aqui.

Eu ainda tenho muitos postais, se você quiser receber um postal da Alemanha, me manda o teu endereço.

Eu tenho postais de outros lugares também, Portugal, Espanha, Vietnan, Itália, Brasil, Praga, Bélgica e Budapeste.
Diz aí, qual país você gostaria de receber um postal?
Neste link aqui, eu explico como mandar o endereço.
Ou me manda um email ou deixa seu email na caixa de comentários que eu entro em contato.

27 de jul de 2010

A vidinha por aqui...

O tempo mudou por aqui. Tem chovido bastante e a temperatura não passa de 21 graus.Esse é o verão. :(
Aquelas temperaturas acima de 35 graus e os dias de sol acabaram, e minha pavulagem ficou em baixa também.
No entanto, vou compartilhar algumas fotos com vocês, e espero que isso não faça o blogue demorar para abrir.


Um pouquinho do meu bairro...
Como eu falei em outro post,  gosto muito do meu bairro, porquê tem muito verde em volta. Aqui algumas fotos dos parques espalhados pelo bairro. Sim são muitos parques para um bairro tão pequeno, mas isso é legal, especialmente para crianças.

Comidinhas
Eu declarei aberta a temporada para saladas e sorvetes, no período em que a temperatura chegou a 43 graus.


O calor era tanto, que Flavio protegeu a cabeça com o chapéu de Portugal em nossas caminhadas e eu cortei as madeixas.

12 de jul de 2010

Aproveitando o verão e as frutas vermelhas

O verão finalmente chegou aqui em Heidelberg.
A temperatura está variando entre 35ºC a 41ºC.
Eu tô adorando isso. Depois de 8 meses de inverno, eu só quero é aproveitar e me derreter neste calor. Além, é claro, de tomar 2 ou 3 banhos por dia com água fria.

Querid@s tod@s, a blogosfera ficará em segundo plano e a minha pavulagem será curtir o verão e as frutinhas vermelhas que são típicas dessa época. E eu adoro. :)
Ontem fiz uma salada de frutas para refrescar e adoçar o domingo.
A salada de fruta é bem simpleszinha: morango, mirtilho, framboesa e groselha. Uma camada de quark, leite condensado e suspiro, porque sou uma formiguinha.

Aceita uma colherada?

7 de jul de 2010

O passeio de barco em Berlim

Esse passeio foi muito legal. Foi um jeito diferente de ver a cidade. O passeio começou às 8.30 horas da noite, mas como estamos no verão, o céu estava claro e azul.
A companhia de amigas e amigos no barco foi formidável. Me divertir muito.
Compartilho algumas fotos com vocês.
Para ver todas as fotos é só clicar em cima da foto abaixo.

5 de jul de 2010

Esporte e cultura

Vi este vídeo no blog do Rogério, gostei muito e por isso compartilho aqui.

Acho que esporte também é cultura. E confesso que fiquei emocionada com o vídeo.
Acho uma besteira essa rivalidade entre Argentina e Brasil.
Minha mãe se surpreendeu quando eu disse que estava triste com a derrota da Argentina pela Alemanha.
Ela me disse que o Brasil inteiro (ou quase inteiro) torcia pela Alemanha. E que o Maradona e seu time, tinham falado umas besteiras para a imprensa.
Eu disse que não sabia, pois quase não assisto tv, não tenho canais brasileiros em casa, e que a única coisa sobre a copa que vi, na tv, foram os jogos do Brasil, e olhe lá.

Eu já expliquei no post anterior porque eu torcia para Brasil, Gana, Argentina, Paraguai e Uruguai (este, como dizem, desde que nasci). Então eu não vou explicar novamente, mas reintero que respeito quem tem outra opinião.

A minha percepção sobre a copa, e também de tudo o que vejo aqui em Heidelberg, onde moro, é de uma mulher, imigrante, brasileira, logo latina, casada com um brasileiro, nortista, mestiça, com sangue indígena e negro, quase quarentona, duplamente capricorniana...e por aí vai.

Mas voltando para o vídeo...
O que ele mostra vai além do chute de bola, são diferenças culturais também no dia a dia.
Os atores estão sempre reinforçando que as diferenças são óbvias e justificam que "é cultural".
Sim cada país, cada nação, cada povo tem sua cultura. A percepção das diferenças culturais fica mais vísivel quando você vive fora da sua cultura.
A música do vídeo é belíssima, vale a pena escutar e assistir. Independente se você é imigrante, torcedor@ da Alemanha, Argentina, ou outro país.
Depois me diz se gostou ou não ou se concorda comigo ou não.


Respeitar e conviver com as diferenças culturais é que nos faz mais human@s.

3 de jul de 2010

Porque eu torcia para Gana e para quem estou torcendo agora

Primeiro quero dizer que estou completamente arrasada com o resultado do jogo Brasil e Holanda. Nunca a exclusão do Brasil em uma copa do mundo me afetou tanto.

Deve ser minha condição de imigrante em um país europeu. A aproximação da chegada dos quarenta, perdas na família, sonhos em vista de serem realizados, novas experiências de vida, entre outras coisas.

Fernanda me perguntou e eu quero explicar para ela, para outras pessoas e até para eu mesma, porque eu torcia por Gana.
Primeiro, porque Gana era o único país africano que se classificou para as quartas de final.
Segundo, tenho muito simpatia e vontade de conhecer Gana e outros países do continente Africano.
Terceiro, Gana nunca venceu uma copa.
E quarto, motivos pessoais e profissionais. Porque eu tenho uma aproximação enorme com a população negra brasileira. Entre outras coisas que já fiz, tenho orgulho de dizer que estudo há mais de 15 anos quilombolas no Amapá. E fui relatora da comissão de segurança alimentar e nutricional das populações negras no período de 2005 a 2007 no CONSEA.

Acho que esses sãoos principais motivos que me faziam torcer por Gana.
Mas Gana agora está fora, assim como o Brasil.
E agora, por quem torcer?

Citando Milton Nascimento:
Eu sou da América do Sul, eu sei, vocês não vão saber .
Por que eu sou da América do Sul, eu torço por Argentina, Paraguai e Uruguai.
A semi-final da copa está dividida entre países ricos da  União Européia e países em desenvolvimento ou sub-desenvolvidos da América do Sul.

Hoje o jogo entre Alemanha e Argentina, quase me divide.
Alemanha é o país que vivo e sobrevivo; Eu tenho grandes amigas alemãs e eu gosto e admiro algumas coisas na Alemanha.
Mas eu sou da América do Sul. Eu sou latina. Eu sou imigrante. Então eu torço pela Argentina.
Eu também admiro Maradona. Ele e Pelé foram excelentes jogadores, considerados os melhores do mundo. Admiro Maradona por ele enfrentar e tentar se livrar do vício do uso de droga.
E se a Argentina perder?
Fazer o quê? Faz parte do jogo.

Se a final for entre Alemanha e Espanha, eu continuarei dividida. Porque eu simplesmente adoro a Espanha e sua cultura, comida e seu jeito de viver. Embora, eu não viva lá.

O único time que eu não torço para ganhar esta copa é a Holanda, afinal eles fizeram uma laranjada com o time de Dunga.

E por fim quero ressaltar a emoção de ter escutado Lúcio lendo o texto contra discriminação no jogo de ontem.
Os capitães do Brasil e Holanda disseram:
"Rejeitamos com toda nossa força o racismo e qualquer forma de discriminação (...) Acreditamos no poder do futebol para unir os homens e as mulheres de todas as raças, todas as religiões e todas as nacionalidades", indicou Van Bronckhorst. "Se todo mundo se unir, poderemos vencer o racismo', concluiu Lúcio. Eu li aqui.
Foi lindo e emocioante. Foi a parte mais bonita do jogo.

Diga NÃO ao RACISMO, HOMOFOBIA, PRECONCEITO e VIOLÊNCIA.

2 de jul de 2010

É copa...É verão...é calor em Heidelberg

Ontem eu resolvi dar uma voltinha pelo meu bairro para disparecer um pouco. O clima estava ótimo, 31 graus. Adoro sentir calor, especialmente poque esse inverno foi barra, eu cheguei a pensar que ia morrer de tanto frio.

Às vezes eu reclamo do silêncio no meu bairro, mas descobri que sou privilegiada, moro em um bairro com muita natureza em volta. Desde a primavera tenho  acordado com os passarinhos cantando.
A montanha é o meu quintal. E tem vários parques para alegria da criançada.

Ontem, decidi parar um pouco o meu trabalho.Era mais de 11 horas da manhã, peguei minha câmera e fui registrando algumas coisas, em fotografia e palavras.
Em tempo de copa...


As bandeiras enfeitam janelas, carros e jardins.
Camisetas do países são vendidas sem discriminar cores e países.
As vuvuzelas estão em promoção para fazer muito barulho.
No verão tudo isso fica ainda mais bonito.
E eu, mais feliz ainda.
Vejam...

Posted by Picasa
Perceberam a dobradinha brasuca germânica na janela?

O Brasil tá fora. Tô arrasada. Agora torço por Argentina e Gana!