30 de dez de 2008

A blogosfera um pouco menos virtual

Tivemos um agradável e divertido encontrinho da blogosfera no Rio.
Encontrinho, é maneira de dizer, talvez por sermos poucos. Na verdade foi um encontrão de pessoas super legais.

Pessoas que eu só conhecia do mundo virtual.

Marcaram presença o meu conterrâneo Ernani com a esposa Marli, o Marcos e a Denise com o Pedrinho, e eu e o Flavio. Marli, Pedrinho e Flavio não teem blog.
Nosso encontro foi super legal. Em lugar lindo do Rio, com muito verde. Apesar da chuva, deu para ver um pouco da paisagem maravilhosa.

Quando o encontro acabou, fiquei pensando em cada um deles e nos nomes dos blogs.
Penso que o nome do blog é o que marca a pessoa, a característica dela.

Ernâni, do blog ernanimotta.zip.net, tem o nome dele mesmo. Ele já mostra a sua personalidade de cara.

Marcos, do bocadiurna.blogspot.com, abre a boca e fala o que pensa, é uma pessoa diurna.
Denise, do blog goldalecrim.blogspot.com, é exatamente isso, uma jóia, uma mulher forte, sensível e inteligente.
Um a parte sobre Denise, eu copio e colo a velha musiquinha "garota carioca, suingue, sangue bom"...sem dúvida.

O post merecia mais, mas a internet de Macapá é muito lenta e desestimula.

Vou passear pela vizinhança real.

FELIZ 2009 para tod@s nós, merecemos!!!

26 de dez de 2008

Praia, sol, calor, praia, sol, calor...





E eu só quero sombra e água fresca.

24 de dez de 2008

Rapidinho

Estou na cidade maravilhosa. E tirei férias da internet.
Atencäo: Blogueir@s cariocas ou que estejam por aqui, que tal um encontrinho? Recados aqui ou nos blogs do Ernani e da Denise (gold alecrim)
Volto já.

Atualizando

Já comi: pastel, empada, bolinho de bacalhau, sorvete de tapioca e um montäo de coisa.
Já curti um pagodinho na lagoa, vi a árvore de natal lá. Tivemos uma grnade reuniäo de família, fui ao cinema e a praia, mas fiquei de baixo da barraca.
Enfim um montäo de coisa.
Esta é a visäo da janela do meu quarto. O corcovado, com o Cristo de abracos abertos para todo mundo. Bjks
FELIZ NATAL

17 de dez de 2008

Rumo ao Brasil

Eu falei que iria fazer uma grande viagem...vou para o Brasil.
Estou arrumando as coisas, tentando encontrar espaço na mala para levar um pedacinho de Heidelberg e de outros lugares por andei.
A cabeça tá a mil, tentando não esquecer nada.
Eu não sei como ficará esta pavulagem quando chegar lá, então não espere muito de mim.
Desde já desejo a todas as pessoas que passam por aqui um FELIZ NATAL e que 2009 seja MARAVILHOSO para tod@s NÓS.

Bjks

P.S. Retrato da confraternização do meu grupo de ginástica.

16 de dez de 2008

O tomate esteve presente

No livro Afrodite, de Isabel Allende:
TOMATE – Originário da América, deveria estar catalogado entre as frutas. Os espanhóis levavam-no à Europa com o nome de “maçã peruana” e”maçã do amor”. Sua polpa vermelha, suculenta e sensual causou escândalo; confiava-se tanto em seu poder estimulante que pagavam-se fortunas por um tomate. As mulheres virtuosas rejeitavam-no, ao contrário das outras, que podiam jogar a culpa dos seus pecadinhos no irresistível tomate.

Na obra de Picasso

Na obra de Van Gogh
Na sétima arte:
Na sensível história do filme Tomates verdes fritos
E no curta brasileiro, um filme que provoca muitas reflexões
Deve ter mais coisa por aí, se alguém souber me avisa que eu acrescento, ok?

15 de dez de 2008

De volta...

E re-organizando a casa, os emails, documentos e a mala.
O evento sobre o Brasil foi super legal. O encontro de duas culturas, alemã e brasileira, foi muito interessante, divertido e um bom aprendizado.
Além das excelentes palestras sobre o Brasil, a troca de experiência, os contatos e o encontro com novas amigas foram a melhor parte do evento em Nordwalde.
E eu tive o prazer de encontrar mais uma blogueira.
Uma blogueira que eu pensava que era brasileira e descobri que ela é chilena peruana, mas foi criada no Brasil e já mora há 6 anos na Alemanha.
O senso comum na blogosfera, seja no Brasil, seja na Alemanha, é que ela é um doce de pessoa.
Eu comprovei isso. Ela realmente é um doce, meiga super prestativa. O marido, o Eno, também. Eu achei eles tão parecidos, parece feito um para o outro.
Nós tivemos pouco tempo para conversar, devido o corre-corre do próprio evento, mas tomamos café, almoçamos e jantamos juntas. Foi super legal.
Michele me enviou algumas fotos, mas eu gostei muito dessa em preto e branco que compartilho com vocês.

12 de dez de 2008

Vou viajar

Mas não será a passeio. Viagem de trabalho. Quando o trabalho é prazeiroso, é bom. Espero que seja um bom trabalho.
Vou participar do evento sobre o Brasil, em Nordwalde, aqui mesmo na Alemanha.
Mais informações estão no lado direito, na figura.

Acho que vou pegar mais frio pra lá, pois é ao norte da Alemanha.
Inté...

10 de dez de 2008

60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Há 60 anos foi assinada a declaração universal de direitos humanos - DUDH.
Mas os direitos humanos não tem apenas 60 anos, são anos e anos, ou milênios de anos que a humanidade luta pelo reconhecimento da igualdade e pelo direito à dignidade.
Foi após a segunda guerra mundial, que vários países, inclusive o Brasil, assinaram a DUDH.
No preâmbulo da DUDH diz:
"Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo"

Eu quero falar sobre o direito humano à alimentação adequada- DHAA. Afinal o que é isso?
O DHAA realiza-se quando cada homem, mulher, jovem, criança, sozinho ou em companhia de outras pessoas, têm acesso físico e econômico, initerruptamente, à alimentação adequada ou aos meios para sua obtenção.
Não deve ser interpretado como um pacote de calorias e nutrientes específicos, pois o alimento deve adquirir outradimensão, a de transformar seres humanos em pessoas saudáveis e cidadãs.
Tem muitas coisa que eu queria falar sobre isso, mas um post muito longo algumas vezes corre o risco de não ser lido ou lido com pouca atenção.

A quem interessar possa...
A FIAN escreveu um comunicado sobre os 60 anos da DUDH que pode ser lido espanhol aqui e em inglês aqui
Este link pode ser muito útil para quem quer pesquisar sobre os mecanismos de direitos humanos em vários paises.
E aqui tem o link de um cordel sobre os direitos humanos muito legal (em português)
No lado direito do blog tem alguns links sobre direitos humanos.

E a maravilhosa blogosfera está fazendo uma blogagem coletiva sobre esse assunto.

Direitos humanos é uma utopia ou um sonho?
Não, de forma alguma. Muitas vezes nos sentimos impotentes divido a tantas atrocidades pelo mundo afora, mas continuamos lutando por um mundo melhor e possível e como disse Eduardo Galeano:
Ela está no horizonte – me diz Fernando Birri. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais a alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para caminhar

9 de dez de 2008

Quem vive de blogs

Blogueir@ virou profissão.
"Qualquer pessoa pode ser um blogueiro. Mas produzir um bom conteúdo a ponto de atrair leitores e anunciantes, é uma outra história. Quem consegue isso, tem ótimas experiências e até ganha dinheiro.
Vejam a reportagem neste link

Doce de tomate

A Marcia do blog Farinha com Rapadura, sempre me deu altas e boas dicas, desde que eu morava em Brasília.
No post sobre o Tomate, ela comentou do doce de tomate, feito com tomates colhidos por ela mesma.

Eu nunca tinha imaginado que se fazia doce de tomate, por isso logo pedi a receita e qualquer dia eu vou tentar fazer.
Parece bem fácil, vejam:
DOCE DE TOMATE
1- Você pela os tomates, corta e tira o miolo.
2- O miolo você poe para escorrer numa peneira, pois vc vai querer aquele caldinho, mas não as sementes
3- Daí vc usa mais ou menos 800 g de acúcar para 1 kg de tomate, paus de canela, 2 ou 3 cravos
4- O segredo é cozer os tomates, sem água, sem nada, por uns 10 minutos, tirar do fogo, deixar esfriar um pouco, misturar com os outros ingredientes.
E aqui vc pode resolver se quer com pedacos ou homogeneo (é só usar um mixer/liquidificador)
5- Ferver, depois colocar em vidros esterelizados

1,5 kg, dá quase 1 kg de tomate sem pele e sem sementes

"eu fiz com tomates verdes e coloquei coco, ao invés de acúcar normal, usei aquele açúcar de fazer geleia (Gelierzucker), mas o para diabetico, com frutose, sem adocante. Usei 1,5 kg de tomates verdes e 200 g de coco verde, que eu comprei congelado, descongelei e bati no liquidificador com alguns tomates, pois eu gosto dele com pedacinhos" Marcia

Não parece delicioso?
Se alguém fizer o doce avisa a gente tá?

8 de dez de 2008

Será o famoso fotoshop?

Sei que Alcione não negar sua raça e Juliana será uma indiana na nova novela...mas a cor das duas me pareceu bem estranha...será fotoshop?

Ando super ocupada. Passei mais um final de semana fora de Heidelberg. Tô arrumando a mala para uma longa viagem. E ainda tenho uma viagem neste final de semana aqui mesmo na Alemanha.

Então não esperem muito de mim.

Os posts que escrevi sobre tomate (ainda tem mais 2 a caminho) e Córdoba tiveram a publicação programada.

É a famosa correria de final de ano.
Boa semana!!!

7 de dez de 2008

As comidinhas de Córdoba

Os restaurantes e bares também são imperdíveis.
Vale a pena experimentar as deliciosas tapas.
Dizem que os doces típicos de Córdoba também são espetaculares, mas eu evitei. Provei apenas dois, que são de origem árabe e eu não sei o nome.
O pastel cordobês, muito famoso, lamentavelmente não provei.
O motivo de ter evitado doces, é que eu me excedi demasiadamente nos tapas.
Tabblo: Comidinhas de Córdoba

Aqui tem tudo. Frutas no café da manhã. Tapas de manhã, de tarde e de noite!

Tapas variados, desde com queijo, vegetariano, batatas, frutos do mar, rabo de touro, etc. ... See my Tabblo>

5 de dez de 2008

Lugares imperdíveis em Córdoba

Falar dos lugares imperdíveis não é fácil. É que são muitos lugares, mas esses eu visitei e indico:

Palácio Viana - fiz muita questão por conta do sobrenome, o mesmo da minha família e com um N, só. Tem muitos jardins internos e por dentro é lindo. Mas só pode visitar com visita guiada. Não deu para bater fotos por dentro. Uma das coisas que mais me chamaram a atenção, foram as camas e a portas. Eram pequenas demais. Fiquei me perguntando se as pessoas eram menores, menos gordas há mais de 500 anos atrás?
Em 1984, a última realeza Viana, dona do palácio não tinha filh@s e negociou com o banco espanhol a venda do Palácio com a exigência de que virasse museu e se conservando tudo, as peças, livros, artesanato, tapetes, quadros, móveis, baixelas, etc... Tudo desde a época de seus riquissímos ancestrais.

Mesquita ou Catedral - é impressionante, e talvez por isso seja o grande ponto turístico local. O sincretismo religioso é muito presente. A mesquita foi construída por volta de 700 pelo árabes, que dominavam Córdoba. Mas por volta de 1200, os cristãos iniciaram uma guerra contra os árabes, foram expulsos e a mesquita foi parcialmente destruída nesse período e transformada em uma catedral católica. Atualmente ela está sendo recuperada e apesar de vários altares e símbolos católicos estarem ainda presentes, dá para perceber o que a mesquita representava na época do califado.

Juderia - também muito badalado por turista, tem um charme muito especial e nos remete a uma sensação de está no Oriente médio. Pelo menos a mim, que nunca estive nas Arábias, Turquia, Iran, Iraque, etc. E lá tem muitas lojas de artesanato.
Como eu já falei as casa são pintadas de branco e algumas colunas são coloridas. Algumas janelas são arqueadas. E as ruas são muito estreitas.

Salão de Chá - é uma graça. A decoração é em estilo árabe, e tem uma variedade de chás imensa. Eu estive lá duas vezes. Na primeira tomei chá de menta, uma delícia. Tive a sensação que depois do chá, meu corpo cansado estava renovado e pronto para continuar o passeio. Na segunda vez tomei chá de rosa, jasmim e flor de lótus. Achei muito cheiroso e não gostei muito. Mas valeu a pena.

Museu da Torre de Calahorra - é pequeno, simples, mas muito bonito. Este museu mostra Córdoba da época dos Califas e da colonização islamica. Com concepção de convivência com a natureza, a paz e outras religiões, tudo bem diferente dos dias atuais.

E aqui neste link você pode conferir mais fotos de igrejas e da mesquita por dentro e por fora.

3 de dez de 2008

Córdoba, Espanha

A primeira vez que estive na Espanha foi em 2004. Conheci San Sebastian, Alicante e Madri.
Ano passado, eu estive em Madri por quase uma semana. Foi uma das melhores viagens que já fiz. Mas é claro eu gosto muito de viajar e conhecer novos lugares. Mas a Espanha, tem um quê de não sei o quê...que me encanta.

Córdoba, é uma cidade um pouco maior que Heidelberg. Tem o dobro de habitantes, em torno de 350 mil.
É uma cidade turística, muito acolhedora. Eu fiquei impressionada com sua beleza.
É uma cidade cheia de laranjeiras por toda parte.

A comida, o artesanato e a arquitetura guardam resquícios árabes, pois durante muitos anos Córdoba foi dominada pelos árabes.

É uma cidade com muita história. Primeiro foi dominada pelos romanos, depois destruídas e reconstruída pelos mouros. Depois parcialmente destruída e reconquistada pelos espanhóis. Foi gueto judeu.

Na cidade velha, onde tem a famosa mesquita e a juderia, as ruas são bem estreiras e as casa são todas brancas. Algumas colunas e janela são coloridas. Ao passear por lá tive a sensação de está pisando em outro país.
O colorido dos azulejos e dos pátios internos conferem muita beleza para a cidade.
A Mesquita éimpressiona muito. É e-nor-me e ali tem um sicretismo religioso intenso, entre o islamismo e o catoliscimo.

Mas Córdoba é sem dúvida uma cidade católica, há muitas igrejas espalhadas por toda a cidade.

Eu fiz todos os meus passeios a pé. Me perdi várias vezes, pois não é cidade planejada, e eu sou muito perdida em mapas.

Quem quiser ver mais fotos sobre a cidade, basta ir neste link

http://picasaweb.google.com/nutriane/CRdobaEspanha#slideshow/5273465033850623442

2 de dez de 2008

Extrato, Molho, Polpa e Purê de tomate

Já estou em Heidelberg...e com muitas coisas para resolver. Minha caixa de emails está aborrotada...em breve retribuirei as visitas e falarei de Córdoba.

Enquanto isso deixo os tomates...para vocês.

Você sabe qual é a diferença entre essas preparações?

Os molhos de tomate são feitos a partir da polpa do tomate. É feito com óleo e cebola e adicionados de temperos como salsa, alho e aipo.
Polpas e purês são feitos também da polpa do tomate, sem pele e sem sementes. São preparados somente com açúcar e sal.
O extrato de tomate é o mais concentrado de todos, feito da polpa madura do tomate e não contém condimentos, além de sal e acúcar.
Eu li isso aqui e aqui.