13/04/2014

O vestido que anda sozinho

Esse vestido verde, eu adoro. É de malha, fresquinho, e a cor é bem primavera-verão.
Comprei em 2012, por apenas 10 euros, e já usei tanto este vestido, que o custo-benefício dele saiu mais barato ainda.

Veja só, na colagem abaixo, aparecem 5 fotos em que usei o bendito vestido em diferentes ocasiões, então posso dizer que o vestido não saiu por 10 euros, e sim por 2 euros.
Esse vestido, que eu tanto gosto, foi um super achado, e é claro que eu usei mais de 5 vezes. Fazer o desapego dele tá difícil.

E você tem algum achado desse tipo, ou alguma roupa que anda sozinha?

11/04/2014

Organizando a casa

Na minha última viagem ao Brasil, em março deste ano, fico hospedada na casa de uma amiga em Brasília. A casa dela era tão organizada, que eu morri de inveja dela.
E por coincidência, quando estive lá, vi um programa de tv, sobre organização da casa. A apresentadora dava várias dicas, e eu achei bem interessantes e legais.

Eu não sou o tipo de pessoa que gosta de arrumar a casa. Mas isso não quer dizer que eu não goste de casa arrumada, pelo contrário, adoro casa arrumada.
Com a mudança de temperatura por aqui, estamos na primavera agora, fiquei mais animada com coisas da casa. Começando pelo guarda-roupa.
Já guardei as roupas de frio, e estendi as peças primavera-verão do ano passado.
Percebi que tenho muita roupa e muitas vezes eu nem uso. Agora quero usar e aproveitar mais minhas roupas. Para isso senti que precisava enxergar minhas roupas, então uma limpeza e organização no armário foi fundamental.

Primeiro, eliminei várias peças de roupas que não vou mais usar e coloquei tudo em uma sacola para doação.
Segundo, foi preciso organizar as gavetas também. Aí fiz rolinhos com pijamas, camisolas e camisetas. Foi incrível como coube mais roupas e a visualização delas ajuda mais na hora de escolher a peça a ser usada.

Nesse espírito de organização, decidi fazer um painel com imas para geladeira. Minha geladeira é embutida e a porta é de madeira, por isso tinha guardado todos os imas que vinha colecionando a muitos anos. Alguns estava quebrados, esses joguei fora.
Agora meu painel de ima ficou cheio, veja:
Eu também mudei os cintos, eu vi ou li em algum lugar que os cintos deveriam ficar enrolados. Meus cintos antes ficavam pendurados dentro do guarda-roupa em um porta-cinto estilo cabide. Só de vez em quando algum caia. Resolvi fazer um teste, enrolei todos eles e coloquei dentro de um porta cd. Mas está na fase de teste, vamos ver se realmente é mais prático.
Nest post aqui, escrito em 2012, eu mostrei como organizei meus acessórios, mas acho que vou re-organizar novamente.

10/04/2014

O livro me fez companhia hoje na quimioterapia

Estava participando de um workshop em outra cidade aqui na Alemanha, e como só voltei ontem, não tive tempo de escolher uma música legal para o dia da quimio, que foi hoje.

O maridón também não pode ir comigo, então levei um livro que comecei a ler no inicio de março e ainda não terminei.

O livro é sobre a vida de Barack Obama. Estou quase terminando e tô gostando muito do livro.
Foi uma boa companhia durante a infusão laranja.

Minha nova quimo é cor laranja, essas foram as fotos que fiz há duas semana.



04/04/2014

Cabelos à la Audrey Tautou

Cortei o cabelo há algumas semanas.
Eu estava no maior cuíra para cortar. O cabelo que já batia na nuca e perdendo o corte, me deixava agoniada.
E pensar que já tive cabelos longos...

Com a primavera chegando, achei que era bom renovar um pouco e mandei ver na tesoura.
Qualquer semelhança não é mera coincidência, escolhi o corte da atriz francesa Audrey Tautou e gostei muito.
A minha cabelereira é tão boa que eu achei o corte ficou igual o da atriz, e tanto faz se o cabelo está na escova ou enrolado, que como mais gosto.
O que você achou?

03/04/2014

Mimos brasucas

Olha só quanto mimo ganhei na minha última viagem ao Brasil...adoro!
E teve mais, só que alguns estavam na maleta do Flavio e não coincidiu de desarrumarmos a mala no mesmo período.




27/03/2014

E fui de Magal hoje na quimo

Sandra Rosa Madalena é a música, vamos cantar?

Quero vê-la sorrir
Quero vê-la cantar
Quero ver o seu corpor dançar sem parar

Ela é bonita seus muito negors
E o seu corpo faz me corpo delirar
O seu olhar desperta em mim uma vontade de enlouquecer de me perder de me entregar
Quando ela dança todo mundo se agita
E o povo grita o seu nome sem parar

É a cigana Sandra Rosa Madalena
É a mulher com quem eu vivo a sonhar


25/03/2014

Um adolescente tentou me aplicar um golpe aqui em Heidelberg

Estou passada com o que me aconteceu ontem.

Ao sair da dentista próximo de minha casa, por volta das 10:30hs, estava caminhando na calçada quando um adolescente vindo em direção contrária se abaixou, juntou algo do chão e me chamou.

Ele falava em um alemão muito ruim, e me mostrou uma aliança muito grossa, talvez de ouro, que tinha acabado de achar no chão.
Ele me disse para ver a inscrição por dentro da aliança.
Eu não entendia o que ele falava, mas logo disse que a aliança não era minha.

Ele falava de forma estranha e seus traços físicos me fizeram pensar que era imigrante.
O rapaz, de idade entre 16-18 anos, colocou a aliança no dedo e mostrou me que esta, estava apertada e insistiu para eu colocar no meu dedo, mesmo eu dizendo que a aliança não era minha.

Ele mesmo colocou a aliança no meu dedo anelar e ficou muito grande.
Aí ele me disse para colocar em outro dedo, e eu coloquei e devolvi, pois também estava grande.
Ele então disse: fique com o anel.

Eu olhei e vi que o bonde estava vindo, e disse está bem e já ia embora, quando o rapaz disse que ele teve a sorte de achar o anel que não deu no dedo dele, no entanto ele me dava, mas queria dinheiro.
Eu devolvi o anel, sai correndo e entrei no bonde.
Vi que o rapazinho continuou andando.

Depois fiquei pensando, se o rapaz estava drogado e tinha roubado aquela aliança de alguém da família ou se ele queria me assaltar.
Mas ainda bem  que não aceitei a aliança e corri.

Pelo visto a crise financeira que acomete a Europa já vem trazendo as consequências até para esta pacata cidade que é Heidelberg. Que pena!