20 de ago de 2012

A quebradeira de regras

Entre a Tati Quebra Barraco, eu escolhi ser a Ro Quebradeira de Regras. Uma alusão as famosas e batalhadoras quebradeiras de coco babaçu no Maranhão, Tocantins, Pará e Piauí.
Por que? É que na Alemanha existe regra para tudo e de vez em quando eu quebro essas regras, por isso eu me intitulei Ro, a Quebradeira de Regras.

Onde se vê algumas regrinhas básicas no país de Goethe, Alemanha, que em Alemão é Hausordnung:
 Na escola, no prédio onde se mora, na estação de trem, nas lojas, e por aí vai.
No país de Goethe, as estações de ano são muito importantes, por várias razões, uma delas está relacionada a comida. Muitas comidas são típicas e às vezes até exclusivamente ofertadas em uma determinada estação do ano. Tudo bem que as frutas sejam sazonais, mas seguir a risca isso não existe na nossa casa, afinal sou a quebradeira de regras. Vejam algumas delas:

  1. Sopa no verão: sim eu tomo sopa quente no verão e daí, eu gosto. Imagina só, eu  que fui criada tomando tacacá em pleno calor paraense, por que não tomar sopa quente nesse verão europeu? Mas como explicar tacacá para a senhora alemã?
  2. Comer bolo e tomar vinho: eu fiz isso e logo fui criticada, pois bolo deveria ser servido com chá, café ou champanhe. Essa crítica eu escutei dentro da minha própria casa.
  3. Bolo de frutas  só no natal: quando fui comprar gengibre seco adocicado para criar uma receita de bolo, a vendedora da loja logo me criticou porque eu ia fazer o bolo de frutas com gengibre fora da época do natal.
Essas foram algumas críticas relacionadas a regras&comida que lembro. Como eu sou da paz, detesto barraco e pago para não entrar em brigas, nunca retruquei ou respondi, apenas sorrio e digo: mas eu faço isso! Depois da música  Velha e Louca da Mallu Magalhães eu canto: ¨pode falar eu não ligo, agora eu sigo o meu nariz¨

Esta estória toda é para postar uma receita de um bolo que fiz neste final de semana e me pediram a receita e a estória porque eu era a quebradeira de regras.
Como toda quebradeira de regras, e eu só péssima em seguir receita, esse bolo por exemplo eu criei a partir de 2 receitas, uma de bolo de laranja com gengibre e a outra de bolo de frutas natalino (natalino é ótimo).
Aqui está a receita da forma como fiz.

Bolo de Laranja com Frutas Vermelhas secas e Gengibre

2 ovos
1/2 xícara de óleo
1/2 xícara de suco de laranja
Laranja raspadinha
Baunilha

Bater no liquidificador e depois colocar em um tigela. Acrescentar 1 1/2 xícara de trigo, 1 xícara de açúcar. Misturar tudo. Acrescentar a gosto as frutas secas (molhadas no vinho branco, já que eu não tinha vinho do porto) e cubos de gengibre seco acúcarado bem picados. Por último uma colher de fermento em pó.
Colocar em uma forma, eu usei uma forma de bolo inglês pequena, e levar ao forno por 45-50 minutos.

É fácil, não é mesmo?


Já ia esquecendo, aqui em casa também tem regras, e está pendurada na cozinha, mas pergunta se alguém segue? Somos rebeldes por natureza.

7 Comente aqui:

Elaine Pasquim disse...

Hahaha... Quebradeira de regras é ótimo!! Bjs

Rosângela da Luz Matos disse...

Então, por aqui todo dia é dia de bolo. Mas lá no sul tem isto também. Alguns quitutes só fazemos em determinadas festas. Por exemplo, bolachinhas confeitadas de natal. Hehe...Só as fazemos no natal para dar de presente aos amigos... Tem também aquelas gostosuras que fazem parte do café da tarde. Lá no sul tem isto. O Café da tarde é tudo de bom. Então, sua receita casaria bem com um café da tarde no Rio Grande. Por sinal vi um filme Brasileiro, Diário de um NOvo Mundo que fala da colonização do Rio Grande e da disputa com a colônia espanhola em Sacramento, hoje Uruguai. Uma boa pedida para conheceres mais sobre o Chuí.
abçs,

Anônimo disse...

Ro,
Este post está uma belezura: inteligente, doce,cheio de humor e, de quebra, ganha-se uma receita de um bolo que parece ser delicioso!

Interessante é que estava pensando em tacacá (que eu adoro), depois que li a foto daquela bebida que leva tapioca... temos também tanta mistura gastronomica exótica, né?

Amei o cartaz "regras da casa": lindo e bem bolado!

Beijos, Claudia

Anônimo disse...

oh, "...depois que vi..." ao invés de "...depois que li..."

Beijos, Claudia

Chant disse...

Adorei Rô! Como dizia uma prima-filósofa minha: "quem anda na linha o rem pega!"...haahahahahhaha

Esse bolo vou testar, hein? Laranja com gengibre...delícia!

Bjão

Cláudia disse...

Ro,

Vou fazer esse bolo, parece uma delícia. Adorei o quebradeira de regras. É bom chutar o pau da barraca de vez em quando.
beijoooooooo

Ane disse...

Oi Roseane!Eu acho que é típico de nós brasileiras quebrar as regras,não acha?Os alemães aprendem desde cedo a seguir as regras e pronto.Mas cá pra nós,viver seguindo regras,sempre e eternamente,é muito chato,a vida precisa de novidades,de mudanças,de sair do comum.Também sou uma quebradeira de regras!Beijos!