31 de jan de 2014

Quimioterapia, o retorno e o riso a toa

Estou voltando para o tratamento quimioterapico. O Avastin não teve o resultado esperado, então agora é tempo de quimioterapia.
Cansei de usar a frase ¨Hoje é dia de quimo baby!¨. Pelo menos hoje.

Também tomei uma decisão importante, mudei de médico e de lugar, mas o tratamento é o mesmo, apenas optei por ter mais humanidade, que apesar de ter no outro lugar, não era o suficiente.

Aí eu escutei esta música e achei que ela representa bem este momento.
Canta comigo, vai...

Rindo à Toa - Fala Mansa

Tô numa boa
Tô aqui de novo
Daqui não saio
Daqui não me movo
Tenho certeza
Esse é o meu lugar
Aah Aha

Tô numa boa
Tô ficando esperto
Já não pergunto
Se isso tudo é certo
Uso esse tempo pra recomeçar
Aah Aha

Doeu, doeu, agora não dói
Não dói, não dói
Chorei, chorei
Agora não choro mais
Toda mágoa que passei
É motivo pra comemorar
Pois se não sofresse assim
Não tinha razões pra cantar
Ha ha ha ha ha

Mas eu tô rindo à toa
Não que a vida
Esteja assim tão boa
Mas um sorriso ajuda a melhorar
Aah Aha
E cantando assim
Parece que o tempo voa
Quanto mais triste
Mais bonito soa
Eu agradeço por poder cantar
Lalaiá laiá laiá Iê

28 de jan de 2014

Desigualdade de gênero: placas de trânsito que falam

Uma explicação mínima sobre gênero e sexo antes de falar sobre placas de trânsito.

Gênero é o resultado de regras socio-culturais que são (re)criadas e definidas a partir da percepção do que é feminino e masculino. Ou seja, o que cabe às mulheres e aos homens de forma diferenciada.
Gênero é diferente de sexo.
Sexo é definido pelo cromossoma XX (mulher) e XY (homem).

A desigualdade de gênero está nas relações sociais entre homens e mulheres, pode ser observado por exemplo na diferença salarial entre homens e mulheres, na divisão desigual de tarefas domésticas, no esporte, etc.

Placas de trânsito, o assunto em questão:

Desde 2010 venho coletando fotos de placas de trânsito aqui na Alemanha.
Porque uma simples imagem de desvio de caminho, ou de passagem de pedestre representa muito mais que alguém deve ficar atento no trânsito, representa também o contexto da sociedade em que vivo.

 Durante todo esse tempo que fui fazendo essas fotos, fiz uma reflexão sobre as imagens e de como elas estão embutidas de machismo, reforçando o papel da mulher exclusivamente como mãe, dona de casa, cuidadora das crianças.
Essa reflexão, sem nenhum aprofundamento técnico, ficou comigo mesma e somente algumas vezes foi confidenciada para outras pessoas.
Agora vou compartilhar aqui.
Em algumas imagens, aparece a figura de um homem com um menino, aparentemente estão na rua, brincando de bola, claro porque quem brinca de bola é menino e não menina.
Menina brinca de boneca, de panelinha e dentro de casa.

Mas eu poderia pensar que essa figura representa o momento em o homem está cuidando da criança. Mas então ele só cuida na hora da brincadeira?
Por que não colocar uma representação de uma garota jogando bola também? Meninas jogam um bolão também.

 A placa que eu mais vejo por aqui é a representada pelo desenho uma mulher com uma criança. A placa indica de quem é a preferência. Geralmente esta placa está perto de uma escola, então pra  mim, essa imagem diz de quem é a responsabilidade para com a criança.

Ano passado quando estive em Genebra, vi a placa abaixo e achei excelente, afinal o pai também tem responsabilidade para com a criança, e isso perpassa pelas indas e vindas da escola, além de outros cuidados.

É assim que eu vejo essas imagens.
Com exceção da última foto (do homem com uma criança), as demais foram feitas em diferentes cidades aqui na Alemanha, em Heidelberg, Roschbach, Frankfurt e Essligen.
Já perguntei para diferentes pessoas o que elas acham das imagens, mas geralmente elas acham normal e não vêem o que eu vejo.
No meu entender elas reforçam as desigualdades de gênero.
Gostaria de saber sua opinião, se puder e quiser comentar alguma coisa vai ser muito legal.

Post publicado em 09/09/2012

25 de jan de 2014

Filmes que eu não me canso de assistir

Tem filme que eu gosto tanto, que não me canso de assistir.
Aqui estão alguns, dos quais eu vi na tv recentemente, mas que eu já tinha visto no cinema e umas trocentas vezes a tv.







Tem outros filmes também, mas no momento eu não lembro.
E você, tem algum filme que já assistiu mais de uma vez?

22 de jan de 2014

Cogumelo fresco, eu gosto!


Quando morava no Brasil eu só tinha comido dois tipos de cogumelos, aquele que é processado e vem na lata ou no vidro, e o in natura shimeji.
Aqui na Alemanha, tive acesso a uma infinidade de cogumelos, e me apaixonei.
Eu substituo carne por cogumelo tranquilamente, adoro!

Sancha
Há alguns dias li a noticia (aqui) que o renomado Prof. Dr. Lawrence Cheskin da Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health disse que cogumelo podia ser uma boa opção alimentar para quem quer perder peso, pois tem pouca caloria e gordura zero. Poderiam ser comidos crús e substituírem até carne.

Achei ótima a notícia, dei uma pesquisadinha para ver o que encontrava e assim compartilhar aqui.
Cogumelos cultivados
Claro que eu encontrei um mundo de coisas, e muita propaganda deste alimento.
Muita coisa, eu diria que é mais nutricionismo, como diz Pollan, do que nutrição.
Nutricionismo para Michael Pollan não é ciência, mas sim achismo, e que muito gente vem escrevendo sem comprovação científica.
Por isso é preciso ter cuidado com o que se lê por aí.
O melhor é consultar um(a) nutricionista para saber qual o melhor plano alimentar para você.

Chanterelle
Uma informação que gostei e acho que faz sentido foi esta:
Os chineses e tibetanos já usam cogumelos há milhares de anos como alimento medicinal.
Alguns benefícios:
1- Contribui para perda de peso
2- Contribui para uma melhor qualidade da alimentação e nutrição
3- Aumenta os níveis de vitamina D
4- Melhora o sistema imune
Eu li isso aqui.

Meus comentários relacionados aos benefícios acima:
1- O consumo de cogumelo contribui para a perda de peso porque tem baixa caloria e nenhuma gordura. É ótima opção para ser incluído no cotidiano alimentar e dar uma variada nos alimentos.
2, 3 e 4- Preciso pesquisar cientificamente mais sobre isso.

O Instituto Americano para Pesquisa de Câncer está pesquisando sobre os efeitos do cogumelos no combate ao câncer, mas até agora não publicou nada. Que pena!
Só me resta aguardar mais um tempo para saber os resultados deste estudo.

Alguns dos meus pratos preferidos:
- Omelete de cogumelo.
- Macarronada de cogumelo.
- Fricassê de cogumelo.
- Misto quente de cogumelo.
- Risoto de cogumelo.
- Sopa de cogumelo.
- Cogumelo recheado.

Aqui neste post, eu falei sobre a primeira vez que preparei Risoto de Chanterelle, feito com quinoa e não com arroz.
Neste link outro uma salada orgásmica com cogumelo, que por sinal tá fazendo o maior sucesso não só na cozinha, como em outros lugares da casa, das minhas leitoras.

Bom apetite!

4 de jan de 2014

2014, aniversário e o meu ano 7

Relembrando meu aniversário de 5 anos hoje, mas fazendo 43.
Eu acho que poucas vezes meus pais fizeram festinha de aniversário para mim.
Também fazer aniversário logo depois do natal e ano novo não é fácil.

Do registro de fotográfico, guardo a memória da festinha dos 5 aninhos, e que aqui compartilho com vocês.
Tenho pensado em números...
2014
43
A soma deles dá 7.
Eu também completarei 7 anos morando na Alemanha.
Este será meu ano 7.