30 de mar de 2008

Compensando o banzo com...



Chocolate! Chocolate! Chocolate!






Eu só quero chocolate







Só quero chocolate







Não adianta vir com guaraná






Prá mim é chocolate







Não quero chá
Não quero café
Não quero coca-cola
Me liguei no chocolate
Eu me liguei!
Só quero chocolate

29 de mar de 2008

Vinícius de Moraes

Sim, a foto do post abaixo, é Vinicius de Moraes, de avental, colher e panela na mão à beira do fogão.

Encontrei a foto pela net e logo me fez lembrar da "Feijoada a minha moda" que ele escreveu.

Gostei dessa foto assim como da frase deTônia Carrero, dizendo que ele era capaz de tudo, de qualquer baixeza para conquistar uma mulher.
Adorei qualquer baixeza.

Ontem foi uma overdose de filmes brasileiros. Overdose de banzo.

Filmes que mexeram comigo em todos os sentidos.

Primeiro foi Tropa de Elite.

Wagner Moura, está simplesmente maravilhoso, além de ser tudo de bom.

Mas o filme é forte/denso demais para o coração frágil dessa imigrante cheia de pavulagem.

Aí para amenizar meu sofrimento e embelezar minha alma, escolhi Vínicius de Moraes.

O filme, um documentário sobre a vida de Vínicius, é também forte, denso, mas de uma beleza que toca sem ir muito a fundo. É amoroso, e lindo, é apaixonante.
Pra quem ainda não viu, vale a pena assisti.

28 de mar de 2008

Quem é?

Eu assisti pela segunda vez, um filme sobre esse cara que "era capaz de qualquer baixeza para conquistar uma mulher".
Adivinha quem é?
Dicas: Brasileiro, carioca, foi casado 9 vezes.

27 de mar de 2008

A divisão das tarefas domésticas aqui em casa

Há tempos que a Evellyn me perguntou como dividíamos as tarefas aqui em casa. Eu comecei um email, mas achei interessante publicar um post sobre o assunto.

Neste link aqui tem algumas fotos do lugar que moramos.
E aqui, a foto do nosso mural de avisos, que fica na cozinha.

Nesse mural, nós colocamos um calendário, um cartãozinho que o Flavio me deu em 2006, escrito "Você não é açaí, mas deixa minha boca roxinha de paixão", uma frase escrito em alemão mais ou menos assim "o trabalho deixa a vida mais doce, eu não gosto de açúcar" e duas tabelas com as divisões de tarefas.

Uma tabela é permanente, com tarefas de segunda a domingo. Nessa tabela tem a lista de tudo o que precisamos fazer durante os 7 dias da semana. Por exemplo: cozinhar, lavar e guardar louça, comprar pão e colocar o lixo pra fora. São as coisas mais essenciais do dia a dia.

Tudo foi divido irmanamente para não sobrecarregar ninguém. Então eu tenho dias para cozinhar, lavar, guardar... Flavio e Leo também, exceto cozinhar, Leo não cozinha.

E cada pessoa gerencia sua própria roupa, em termos de lavar e passar. Ultimamente deixei de passar minhas roupas.

Sexta-feira e domingo são os dias de dondoca que me dei. Não faço absoluntamente nada das tarefas semanais. Os dois também têm seus dias de dondoco.

A outra tabela é trimestral. E tem somente as tarefas do fim de semana. São as tarefas mais pesadas e mais chatas na minha opinião. São: aspirar e passar pano na casa e limpar o banheiro.
Quem aspira não limpa o banheiro, quem limpa o banheiro não passa o pano, e assim por diante.

As duas tabelas funcionam em rodízio e até agora tem dado certo, díria que 97%.
Os 3% que não funcionam muito bem:

1,5% é atribuído ao Leo. Ele sempre tem preguiça de fazer qualquer tipo de tarefa, mas até faz. O problema é que raramente ele faz tudo completo, por exemplo, no dia de lavar a louça, ele nunca deixa a pia totalmente limpa, sempre deixa uma panela ou uma taça ou esquece de limpar a mesa.
Mas talvez eu seja exigente demais....

Os outros 1,5% não funcionam quando eu realmente estou com preguiça. Então se eu deixar de fazer alguma tarefa no final de semana, eles também não fazem. Mas tudo bem...
Nenhum de nós estávamos acostumados com essa rotina doméstica, agora mudamos de vida e temos que nos adaptar a ela.

Ah, as tarefas mais pesadas são feitas uma vez por semana, mas com esses 3% acima de preguiça, a casa pode ficar até 10 dias ou mais sem ser limpa.
Como não temos crianças, e tentamos conservar a casa lima, não tem problema.

26 de mar de 2008

É primavera?

Hoje, 7:50 hs, da janela do meu quarto.

O tempo tá meio estranho por aqui. Amanhece caindo flocos de neve. Depois faz sol, de tarde o tempo fecha, chove até gelo, no finalzinho, faz sol, pra me enganar e depois anoitece.
E continua frio...aí meus sais....


Primavera
- Tim Maia

Quando o inverno chegar
Eu quero estar junto a ti
Pode o outono voltar
Eu quero estar junto a ti
Porque (é primavera)
Te amo (é primavera)
Te amo meu amor

Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Meu amor...
Hoje o céu está tão lindo (sai chuva)
Hoje o céu está tão lindo (meu amor)

---------------------------------
Hoje duas pessoas no Rio de Janeiro também postaram fotos da janela de onde moram e isto não foi nenhum MM ou blogagem coletiva. Apenas coincidência na blogosfera.
O Marco do blog Boca diurna e a Denise do Golden Alecrim
Será que mais pessoas também fizeram o mesmo?

25 de mar de 2008

Um pouquinho de pavulagem

Um pouco antes de irmos para o Vietnam, passamos um dia em Stuttgart. Foi num domingo.

O dia estava ensolarado e um pouco frio. Eu nunca tinha ido a Stuttgart, então primeiro passeamos pelo centro da cidade.
Depois fomos almoçar na casa de um casal amigo e ficamos lá até o final da tarde.

A noite fomos para a fábrica de motor da Mercedez. Pois lá teria uma programação especial de uma igreja evangélica. E Flavio seria entrevistado. O tema era sobre fome e imigrantes.

Flavio não tem religão e eu sou católica. Mas achei o programa muito legal. Teve show com um cantor famoso daqui da Alemanha chamado Sebastian Krumbiegel, leituras com depoimentos de imigrantes e uma flautista arrasou na melodia.

Aqui tem um trechinho do programa, está em alemão, mas dá para escutar um pouquinho da voz do Flavio em português. Eu também apareci, mas na verdade não gostei nadica de nada do meu close.

24 de mar de 2008

Os Guarani Kaiowá

No inicio de 2005 a morte por desnutrição de crianças Guarani Kaiowá de Mato Grosso do Sul foi evidenciada na mídia brasileira e, acho, não tenho tanta certeza, que teve repercussão internacional.
Isso trouxe a tona muitas questões que esse povo vem sofrendo ao longo de várias décadas.
O Governo Brasileiro fez uma força tarefa para resolver e/ou amenizar os problemas. Muitas ações foram realizadas, mas a questão é muito mais complexa.

Eu acompanhei tudo de pertinho, pois trabalhava no Governo, tinha amig@s que trabalhavam diretamente com a questão, e sabia da seriedade e compromisso dessas e outras pessoas para promover a reparação das violações que eles sofreram e ainda sofrem.

Em 2006, uma jovem Guarani deu uma entrevista em um jornal local que me tocou muito. Peguei uma das frases, vejam o que ela disse:

"Apesar do esforço que fazemos para sermos reconhecidos e ter um pouco mais de respeito, ainda somos alvo de zombação e humilhação. Para a maioria das pessoas que não nos conhece, é fácil dizer que reclamamos de barriga cheia, que recebemos vários benefícios do governo, que vivemos bem. Mal sabem eles, que vivemos em plena miséria e abandono"

Muitos indígenas já morreram em conflito pela recuperação de suas terras. O munícipio de Coronel Sapucaia, em Mato Grosso do Sul, foi apontado como o município mais violento do Brasil em 2008.
Neste lugar, o conflito pelas terras indígenas é muito forte e várias lideranças foram assassinadas. Muitas crianças e idosos estão com desnutrição. E muitas outras coisas...

Eu sei disso, porque recebi um relatório da Coordenadora do Fórum Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Mato Grosso do Sul. Posso disponibilizar o documento para quem se interessar.

Eu falo muito da minha vida pessoal aqui, mas acho importante usar este espaço para abordar questões sociais que acontecem no Brasil e em outros lugares no mundo.
Gosto muito da frase de Olga Benário " luto pelo bom, pelo justo e pelo que há de melhor no mundo".

Eu amo o Brasil, sinto banzo, e acredito que haverá uma transformação social, cultural e econômica. Sei que este processo será a longo prazo, mas não perco as esperanças.
Pois vejo os movimentos sociais cada vez mais fortes, e vi nos últimos 10 anos muitos avanços e conquistas de grupos que foram ao longo dos anos discriminados.
Essas conquistas me enchem de orgulho, porque também faço a minha parte.

E como disse Graciela:
"Um dia esperamos ter oportunidade de dormir sem medo, em paz, de não ter que carregar mais o peso do preconceito da humilhação que nos atormentam todos os dias"

No post abaixo eu explico melhor a campanha que estou fazendo em solidariedade ao povo Guarani Kaiowá de Mato Grosso do Sul, e como enviar uma carta ao Presidente da República solicitando que ações de reparação das violações seja realizadas.

Como já disse, estou a disposição para quem quiser mais esclarecimentos.
A foto acima é do nosso arquivo pessoal.

22 de mar de 2008

Dia Mundial da água e os Guarani Kaiowá


É hoje e tem blogagem coletiva. Vi no blog da Luma
Você sabia que em algumas aldeias dos povos indígenas Guarani Kaiowá de Mato Grosso do Sul estão tomando água contaminada? E isso tem provocados diversas doenças e mortes...
E isso é apenas uma das violações de direitos humanos que afetam os Guarani Kaiowá.
Por isso peço ajuda de vocês para enviar uma carta ao Presidente da República pedindo que a situação deles seja resolvida e/ou amenizada.
Mais informações no post abaixo.

Explicando melhor....

Eu já falei que trabalho voluntariamente no Secretariado Internacional da FIAN.
"A FIAN Internacional consiste de secções nacionais presentes na Africa, Asia, Américas e Europa. Com membros individuais em mais de 50 países. A FIAN tem status consultivo perante as Nações Unidas. É uma organização sem fim lucrativo e afiliação política e nem religiosa.
A visão da FIAN é
um mundo protegido contra a fome, em que toda pessoa possa desfrutar plenamente de seus direitos humanos dignamente, em especial o direito a alimentação adequada."
Ainda tem muito mais sobre a FIAN, mas não quero correr o risco do post ficar longo demais.
Um dos meus trabalhos lá é acompanhar a situação dos Guarani Kaiowá de Mato Grosso do Sul.
Os Guarani Kaiowá vêm sofrendo várias violações de direitos humanos, e por esta razão fazem parte do rol de casos da FIAN.
A Fian adota esses casos com fins de divulgar a situação, apoiar e solicitar ao Estado a melhoria do grupo afetado.
Quando o caso é adotado, realiza-se também uma campanha de cartas denominada Ação Urgente. Acreditamos que esse instrumento pode melhorar ou amenizar a situação dos grupos afetados.
No caso dos Guarani Kaiowá, está no síte da FIAN, uma carta que pode ser enviada ao Presidente da República, aos Ministros do Desenvolvimento Social, dos Direitos Humanos e da Justiça (Lula, Patrus, Paulo Vanucci e Tarso Genro, respectivamente).
Esta carta pode ser visualizada diretamente aqui. E qualquer pessoa ou Instituição pode enviar.
O prazo para este caso permanecer no síte da FIAN expira no dia 30.04.08.
Você também pode enviar por fax ou correio esta carta. Se quiser participar, basta preencher as informações solicitadas para que a carta chegue com o seu nome. Eu já preenchi e enviarei por fax na terça-feira.
Quanto mais cartas chegarem, mais o Governo se sentirá pressionado para resolver a situação dos Guarani Kaiowá. E issó será muito bom para esse povo que estão com seus direitos humanos violados.
Gostaria de contar com a ajuda de vocês, se vocês acharem que a questão é importante. Basta enviar uma cartinha e/ou divulgar no seu blog e com amig@s por email.
Qualquer dúvida ou sugestão é só me falar!

Como enviar a carta

Primeiro você entra neste link aqui, entra direto no caso dos Guarani Kaiowá.
O link que peguei está em espanhol, mas pode ser visualizado em inglês também.

A página entrará com as informações sobre a situação dos Guarani Kaiowá, e no final dessas informações, aparecerá a carta escrita ao Presidente.

E bem no finalzinho,vem a parte a interativa, caso você queira participar e enviar também uma carta.
Mas é preciso preencher algumas informações como nome,sobrenome, endereço......

Depois que você preenche com seus dados, você pode ver a carta, clicando em cima do "ver a carta para o destinatário...."

A carta aparecerá com o seu nome e endereço.
Aí você pode imprimir, enviar por correio ou fax ao Presidente da República, e se quiser com cópia para os demais Ministros.

Se tiver alguma dúvida é só me falar.

21 de mar de 2008

Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial

A Organização das Nações Unidas - ONU - instituiu o dia 21 de março como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial em memória do Massacre de Shaperville.

Em 21 de março de 1960, 20.000 negros protestavam contra a lei do passe, que os obrigava a portar cartões de identificação, especificando os locais por onde eles podiam circular.

Isso aconteceu na cidade de Joanesburgo, na África do Sul. Mesmo sendo uma manifestação pacífica, o exército atirou sobre a multidão e o saldo da violência foram 69 mortos e 186 feridos.

O dia 21 de março marca ainda outras conquistas da população negra no mundo: a independência da Etiópia, em 1975, e da Namíbia, em 1990, ambos países africanos. (Fonte: Ibge Teen).

Acontece em Macapá
O movimento Afro Jovem do Amapá vai celebrar o dia com um debate sobre a questão racial.
Uma boa pedida, apesar do feriado.

20 de mar de 2008

Brincando com celebridades



Eu me pareço com alguma delas ou deles?

Bom feriadão!!!

Ha Long Bay - Vietnam

Fotos de um passeio que fiz para Ha Long Bay...simplesmente maravilhoso. Pena que o dia estava nublado!
Ha Long Bay é Património Mundial pela UNESCO. A baía de Ha Long é caracterizada por milhares de um calcário especial e ilhas em vários tamanhos e formas.

Ha Long Bay

18 de mar de 2008

Celebridades

Definição da Wikipédia:

Uma celebridade é uma pessoa amplamente reconhecida pela sociedade. A palavra deriva-se do latim celebritas, sendo também um adjetivo para célebre, que quer dizer "famoso, celebrado".
A fama é o principal pré-requisito para o status de celebridade.

Eu li no blog da Andréa que ela já encontrou várias celebridades holidianas casualmente, como simples mortais. Resolvi fazer minha listinha também.

As celebridades que encontrei fora de cena, sem holofotes, sem seguranças...

Nos aeroportos:
Netinho, cantor baiano.
Marília Pera, atriz.
Marcos Frota, ator.
Tony Garrido, cantor
Paula Bularmaque, atriz.
Luisa Brunet e Iasmin Brunet, modelos
Martinho da Vila, cantor
MuriloRosa, ator

Por aí:
Priscila Fantin, atriz
Nilson Chaves, cantor paraense
Carla Camurati, diretora de cinema
Fernanda Torres, atriz
Elisa Lucinda, atriz
Cosme Santos, ator
Lucélia Santos, atriz
Marcos Winter, ator
Thierry Figueira, ator

E se ser blogueira é ser uma celebridade, já conheci algumas pessoalmente.
Cris, não tem mais blog; Rozany, Alcilene, Denise, Vânia, Sandra, Ciça, Ana, Chantal, Célia; Marcia;
Willy, Erlen, Antônio e Eliane, que conheci antes deles terem blog.

No mundo da política, do movimento social, da ciência, da saúde e nutrição:
Já perdi a conta...

17 de mar de 2008

Ainda um pouco mais de Ha noi

Ha noi - Vietnam
Basta clicar em cima da foto que vai para o álbum.
As primeiras impressões estão aqui.

Só acrescento:

- A poluição sonora é demasiada. Começa cedo e termina tarde.

- O jovens parecem ser bem alegres e acolhem bem os turistas. Acho que entendem o crescimento do país para o mundo e o retorno disso por meio do turismo.

- Existem muitos funcionários em lojas, hotéis e restaurantes. Acho que o salário mínimo deve ser bem baixo.

- Eles não gostam quando barganhamos preço. A alegria transforma-se em cara fechada e diálogos vietnamitas.

- Ele servem gelo no copo da cerveja. Achei estranho isso.
- Bia Ha Noi é o nome da cerveja nacional, por sinal deliciosa.

- Para sair do Vietnam o recomendável é chegar 3 horas antes do vôo. Mas a coisa lá é muito diferente de nossa organização ocidental, o melhor é chegar 4 hs antes.
Nós chegamos 3 hs e meia antes, e gastamos 30 minutos para entrar no aeroporto, encontrar a fila correta e enfim fazer o check in.
As pessoas ficam no aeroporto, eu não sei se quem vai viajar ou se é quem apenas está passeando.
A entrada fica tão lotada, que a gente demorou alguns minutos para entrar lá. E depois ao entrar a gente não conseguia identificar a fila para check in. Gastamos meia hora...mas no final deu tudo certo e não tivemos problema com extravio de mala.
Essa foto eu fiz quando estávamos no balcão de atendimento. Ficou escura, mas acho que dá para ter alguma noção, né?







E eu fiquei arrasada quando descobri que minhas anotações sobre comida se perdeu em algum lugar.

16 de mar de 2008

Museu das Mulheres em Ha noi

O Museu da Mulheres é pequeno, simples mas tem fotos e histórias impressionantes.
Uma das coisas que me chamaram a atenção foi um pedaço de cabelo amarrado por um fio.

O cabelo era de uma guerrilheira. Ao ser presa, rasparam seus cabelos, e ela conseguiu esconder alguns fios e guardou por muito tempo.

Fiquei pensando na moça e no que aquele pedaço de cabelo representava para ela e rapidamente me veio a história de Sansão quando perdeu os cabelos e sua força.

Outra coisa que não esqueço, foi a carta de uma outra guerrilheira aos pais. Ela dizia para eles não ficarem preocupados com ela, pois estava bem e feliz, lutando pelo que acreditava e que um dia eles ainda iam sentir orgulho dela.

E por aí vai...

Eu não li no Museu, mas me disseram que lá havia uma informação interesante, que após a guerra, o Presidente Ho Chi Min criou uma homenagem para as mães que tiveram filhos que lutaram na guerra.

O nome da homenagem é Mãe Heróica. E toda mãe reconhecida como heróica ganhava uma certificado e alguns metros de seda. Parece que isso persistiu até meados da década de 90.

Mais informações e fotos no Síndrome de Estocolmo.

14 de mar de 2008

Comidinhas no Vietnam

Chegamos em Heidelberg. A viagem foi longa, cansativa e com uns probleminhas que depois conto.
Por enquanto algumas imagens atualizadas de comidinhas no Vietnam.
Estou testando o álbum do picasa. É clicar em cima da figura que vai para o link do álbum.
Andréa eu comi um tofu maravilhoso lá, lembrei de você e acho que você iria gostar também.
Comidinhas no Vietnam
Não deu certo :(
Mas o link com as fotos está aqui.

13 de mar de 2008

Voltando para casa

Saio hoje de Manila e finalmente volto para Heidelberg. A viagem será longa.
Eu näo tive muitas facilidades para acessar a internet, mas fiz algumas anotacöes em um caderninho e em papéis (alguns até perdi, infelizmente) sobre Ha noi e Manila.
Espero postar tudo quando chegar.
Por onde andei o teclado era em alemäo ou de outra forma e näo tinha acentos, me desculpem pelos erros...
E ainda descobri que näo terminei o blog, faltam alguns links. Vou ter que arrumar a casa quando voltar.
Até breve.

12 de mar de 2008

A charada de Ha noi

Alguém lembra da charada que fiz quando ainda estava em Ha noi?

"O que duas blogueiras, uma leonina e outra capricorniana, cheias de pavulagens ou exibicionistas, como queriam definir, fazem quando se encontram?"

Eu e Denise (Síndrome de Estocolmo) nos encontramos em Ha noi.
Nós passeamos pelas redondezas do Hotel e fomos até o Museu das Mulheres.
No blog da Denise tem fotos fantásticas. Eu näo tirei fotos, porque acho Denise muito boa nisso, me acomedei e emprestei minha máquina para ela nesse dia. É que a maquina dela testava sem bateria.
O engracado é que quando vi Denise pela primeira vez em Ha noi, foi no local do evento e ela estava fotografando tudo. Flavio e eu até brincamos com ela.

Estivemos batendo perna em duas tardes. Conversamos bastante, especialmente sobre nossos amores, nosso homens...um pouco sobre a blogosfera e artesanato também (a nova paixao dela).

Foram duas tardes muito divertida e gostosa. Comemos milho cozido, fomos ao mercado Dom, andamos e sentamos no banquinho a beira do lago, falamos e falamos.... e eu fiquei cheia de pavulagem de andar com alguém täo alto astral, positiva e descolada como Denise.
Infelizmente só batemos uma foto juntas, que foi a foto com o Ministro que recortei para colocar aqui. Me perdoe Denise.

Eu perdi o grande lance que foi ver Ted cochichando no ouvido dela no auditório do evento. Eu estava sentada um pouco atrás deles e tentei fazer uma foto da conversa ao pé do ouvido deles, mas me atrapalhei tentando desativar o flash e a foto acabou näo saindo.

O blog de Denise recebe mais de 2.000 visitas diárias por dia. A mulher sem dúvida é uma celebridade, mas sem frescuras.

11 de mar de 2008

08.03 - Blogagem Coletiva

Fiquei sem internet e perdi a blogagem coletiva....
Estou em Filipinas e nao tenho acesso facil a internet, uma pena.
Pra mim fica essa musica para os dia da mulher e para a blogagem coletiva

Maria, Maria
é um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece viver e amar
Como outra qualquer do planeta
Maria, Maria
é o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que ri quando deve chorar
E não vive, apenas agüenta
Mas é preciso ter força, é preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
mistura a dor e a alegria
Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz a fé nessa marca
Possui a estranha mania de ter fé na vida
Mas é preciso ter força...
Mas é preciso ter manha...
Ah-Eh / Ah-Eh-Ah-Ah-Eh.

6 de mar de 2008

Comidinhas em Hanoi

Logo que cheguei aqui fiquei uns 3 dias comendo somente frutas, vegetais e arroz. Estava com medo de comer carne, qualquer tipo. Uma pavulagem boba.

No quarto dia, comi no hotel onde acontecia o evento Moussaca, feito com carne moída. Näo deu para segurar só nos vegetal. Dai fui experimentando outros pratos com frutos do mar...

Hoje a noite saí com Flavio e pedi uma sopinha de frango com bambu e Flavio comeu macarräo de mandioca com cobra. E eu experimentei!!! Bem eu fechei os olhos, tentando me enganar ou como quem näo acredita no que tá fazendo.

Infelizmente näo bati foto do prato. Mas era bem bonito e colorido.
Aqui tem neste link mais fotos de comidinhas que Flavio comeu nos primeiros dias e eu só fiz o registro.

E a charada de ontem continua valendo...

5 de mar de 2008

Charada

O que duas blogueiras, uma leonina e outra capricorniana, cheias de pavulagens ou exibicionistas, como queriam definir, fazem quando se encontram?

O colorido das frutas

Aqui em Hanoi as frutas säo bem parecidas com as do Brasil.
Deliciosas!!!
Eu näo sei o nome dessa fruta, ela näo existe no Brasil. Ela tem uma boa textura, mas achei um pouco sem gracinha. Vou comer outra vez, quem sabe mudo de opiniäo.

3 de mar de 2008

Hanoi

Eu vim com meu marido participar da reuniäo do Comite de Nutricäo da ONU.
Essa é a terceira reuniao que participo.

Aqui encontrei a poderosa blogueira Denise Arcoverde, do Sindrome de Estocolmo. Quem passa pela pracinha dela, vai encontrar fotos e as impressöes dela sobre Hanoi. Além de ser hors concours em termos de blog, ela é ótima fotografa.

Minhas primeiras impressöes:
- O povo é bem simpático aqui...mesmo sem falar a língua global (ingles), eles parecem ser receptivos e nos deram informacöes sobre os lugares, fazendo gestos, afinal podemos nos comunicar com as mäos também.

- O tränsito é bem caótico. Muitas motocicletas, alguns carros e bicicletas nas ruas...A sorte é que eles näo correm muito, mas andam na contra mäo, avancam sinal vermelho é meio salva-se quem puder...a gente sempre atravessa na faixa para pedestres, enquanto estamos atravessando, eles apenas desviam da gente, mas nao param nao.
Ah, eles buzinam por tudo, mas nada é mal humorado nao.

- Aqui parece ter muita vida também. Vida que digo, em termos de movimento de rua, nos bares, na música, nas conversas...

- A comida popular é vendida na calcada, em banquetas baixinhas...eu ainda näo me permitir sentar nesses lugares (preconceitos e tabus alimentares que preciso vencer).

- Aqui tem muitas frutas que tem no Brasil, como manga, mamäo, tamarindo, tangerina, etc...

- Interessante foi ver cabelereiros e manicures trabalhando na calcada...

Por enquanto é isso...em breve terá fotos, pois a descolada Denise já me emprestou uma maquininha para transferir minhas fotos.

2 de mar de 2008

Ha noi

Já estou em Hanoi...
Chegamos ontem no final da manha.
A viagem foi longa e cansativa, mas passamos a tarde batendo pernas pelas redondezas do Hotel que estamos hospedados.
Já deu para ter algumas impressöes do país...em breve eu venho postar.
As fotos ficaräo para depois, pois näo trouxe o cabo.