12 de abr de 2015

Para as amigas

Esse texto eu recebi por email e compartilho aqui, porque achei muito real.

Quando eu era pequena, acreditava no conceito de apenas
UMA melhor amiga para toda a vida.

Depois, como mulher, descobri que se você permitir que seu coração se abra,
você encontrará o melhor em muitas amigas.

É preciso uma amiga quando você está com problemas com seu homem.

 É preciso outra amiga quando você está com problemas com sua mãe ou irmã.


Uma quando está se sentindo muito gorda, ou muito magra, muito alta ou muito baixa...

Uma outra quando você quer fazer compras, compartilhar, curar, viajar, rir, ferir, chorar, meditar, brincar, ir ao cinema, ao teatro, ir ao salão de beleza, se divertir na praia ou apenas ser você mesma.

Uma amiga dirá 'vamos rezar', uma outra 'vamos chorar',
outra 'vamos  lutar', outra 'vamos fazer compras', outra 'vamos saltar de pára-quedas'...

Outra 'vamos numa vidente', ou 'vamos tomar um porre',
outra 'vamos paquerar', outra 'vamos para um SPA', ou...

Uma amiga atenderá às suas necessidades espirituais, sempre saberá dar o melhor conselho e você sentirá que é uma resposta divina...

Uma outra amiga atenderá à sua loucura por filmes, livros e DVDs...
uma outra à sua paixão por sapatos ou bolsas...

Uma outra por perfumes, jóias, velas ou incensos, uma outra por cultura, aventuras e viagens...

Uma outra amiga atenderá seu desejo por chocolates, outra por quadros, decoração,
outra por música e dança...

Outra enviará uma resposta que você precisa por email,
outra estará com você fisicamente em seus períodos confusos,
outra estará a milhares de KM, mas dará um jeitinho de se fazer presente...
Outra será seu anjo protetor e uma outra será como uma mãe.

Mas onde quer que ela se encaixe em sua vida,
quer você a veja pessoalmente ou não, independente da ocasião,
quer seja o seu casamento, ou apenas uma segunda-feira chuvosa,
todas são suas melhores amigas e estarão presentes como puderem.

Elas podem ser concentradas em uma única mulher ou em várias...
 Uma do ginásio, 
uma do colegial, várias dos anos de faculdade...
Umas da academia, outras do clube, outras daquela viagem...
Algumas de antigos empregos, algumas da igreja ou da Yoga...

Outras da internet, outras amigas de suas amigas,
ex cunhadas, ex rivais, ex chefes ou ex colegas...

Pode ser até mesmo aquela escritora famosa que te ajuda através de um bom livro ou de um programa na TV...
Em alguns dias uma "estranha" que acabou de conhecer e em outros até mesmo sua filha ou neta.

Pode ser ainda sua irmã, cunhada, prima, tia, madrinha, mãe, vó, bisa, vizinha...

Enfim, as possibilidades são infinitas!

Assim, podem ter sido 30 minutos ou 30 anos
o tempo que essas mulheres passaram e fizeram a diferença em nossas vidas,
elas sempre deixam um pouquinho delas dentro da gente!

Muito obrigada por fazer parte do círculo de mulheres maravilhosas
que eu tenho o prazer de conviver e que fizeram
e ainda fazem a diferença em minha vida.

Adoro todas vocês, independente do nível de amizade e com a intensidade que até mesmo a distância ou o tempo não diminuem!

8 de abr de 2015

A farinheira

Em casa de paraense, amapaense ou nortista, existe um utensílio que não pode faltar: a farinheira.
Não importa se ela é inoxidável, de alumínio, madeira ou de plástico.
Uma casa sem farinheira, não é uma casa nortista.

A farinheira fica em cima da mesa, da bancada, e será servido na na hora do almoço ou jantar para acompanhar o prato principal.
Há àquelas pessoas que não resistem. Ao passar por uma farinheira, destampam, e sorrateiramente pegam com a própria colher da farinheira, algumas as vezes até com as mãos, enchem de farinha e jogam dentro da boca rapidamente.
Depois vão saindo de fininho, fingindo não ter feito nada.

Como se surrupiar um punhado de farinha a qualquer hora do dia fosse um pecado muito grande, ou uma desonestidade que precisa ser feita às escondidas, na moita.

Tem gente, que além da farinheira, tem dentro do armário, uma lata de tamanho médio a grande, para guardar grandes quantidades de farinha e mantê-las torradinhas.

Aqui em casa tem uma farinheira, e quando não tem farinha, eu apelo para a família, amigas lá do Brasil, já comprei até farinha de Gana, mas não posso ficar sem farinha.

2 de abr de 2015

Visual de primavera para a Quimiolândia

Reza a lenda que a primavera começa em março. 

Hoje, chovia e fazia 5 graus de manhã.

Hoje era dia de exame de sangue, e conversa rápida com o oncologista.

Hoje eu a minha cabeça, estava com flores, afinal apesar do casaco, da sombrinha e do frio, já é primavera.

1 de abr de 2015

As mulheres e os filmes

É um post que ficou um pouco junto e misturado. 
Quis tratar de de vários tópicos ao mesmo tempo, porque penso que eles estão interligados.
- Dia Internacional da Mulher 
- A presença das mulheres nos filmes que assisti recentemente 
- As doenças que afligiram os personagens do filme  

Dia 08/03 e o dia internacional da mulher. Há muitas coisas a serem escritas e debatidas sobre isso.
Mas eu pensei em fazer minha homenagem as nós mulheres falando sobre esses dois filmes que vi reentemente.

Quando eu assistir os filmes: ¨A teoria de tudo¨ e ¨Um momento para mudar tudo¨ , me emocionei muito com a história dos personagens que tem uma doença degenerativa que não tem cura: esclerose lateral amniotrofica (ELA). 

O filme "A teoria de tudo" conta a história do físico Stephen Hawking que tem ELA.
Claro que me impressionei com a história dele, mas a força que vi na mulher dele Jane, foi incrível.

Penso que ela exerceu um papel fundamental na vida do físico, um apoio inquestionável para que ele não desistisse da vida e das teorias que fizeram dele um renomado cientista.
Eu achei legal que o filme não deixa Jane em segundo plano, ela é tão importante quanto o Stephen.

O outro filme que me emocionei muito foi " Um momento pode mudar tudo".
O filme conta a história de Kate, uma pianista clássica que tem ELA.
O filme mostra Kate já com a doença. Ela é rica, casada e depende de outra pessoa para os cuidados pessoais. Por esta razão ela contrata uma moça sem experiência nenhuma com ELA porque ver na moça uma sinceridade e expontaneadade que ela queria.

A vida das duas mulheres mudam durante a convivência delas. Achei o filme incrível e  não tinha como não me impressionar.

Enfim os dois filmes mostram histórias de mulheres fortes que lutaram pela vida, seja do outro, no caso do Stephen Hawking, seja no caso da Kate.

Dois filmes que valem a pena serem vistos.