31 de mai de 2009

Tô saindo de férias...

Pintei a unha do pé cor de vinho e na maior pavulagem calcei minha sandálias...
Tô saindo de férias, de Heidelberg, de casa e da blogosfera.

Uma semaninha em Barcelona, para descansar a cuca. :)

Mesmo assim, a cuca não pára. Quero participar de um colóquio sobre alimentação e cultura em Tarragona.

Aviso as/os navegantes...
Esse ano não vai rolar o Arraial da Ro :(
Não vai dá, tô cheia de coisas para fazer aqui. E por isso vou ficar off, talvez 90%...não sei.
Voltarei quando der, sem compromissos.
Bjks
Ah e para ir entrando no clima espanhol que tal o trailer do filme Vicky, Cristina, Barcelona, quem assistiu?

28 de mai de 2009

Alimentos Orgânicos - quase tudo o que você queria saber

Sim quase tudo, porque eu não sou uma especialista neste assunto, mas eu estudei um pouquinho sobre isso.
Compartilho aqui algumas coisas que falei na palestra, espero também, responder algumas perguntas que foram deixadas na caixa de comentários.

Alimentos orgânicos:
• São produtos agrícolas produzidos por meios que visam a obtenção de alimentos mais saudáveis levando em consideração a preservação do meio ambiente.
• Seus produtores trabalham de forma a manter seus produtos livres de substâncias químicas (como, por exemplo, os agrotóxicos) e não produzem alimentos transgênicos. Não contém preservativos, corantes artificiais e nem aditivos quimicos.
• A produção de alimentos é baseada no sistema agroecológico que mantém o solo fértil.
Benefícios que tem para a saúde
• Representa menor risco a saúde ao consumidor e ao produtor de alimentos, aumentando a qualidade de vida para ambos. Além de ter menor impacto ao meio ambiente e menos aquecimento global.
Os alimentos orgânicos tendem a ter:
• Menos água, mais concentração de nutrientes, mais teor de vitamina A e C, mais compostos fenólicos com atuação antioxidante e mais aroma e sabor.
Para saber que um alimento é orgânico, é preciso:
• Procurar pelo selo de alimento orgânico ou a certificação de alimento orgânico.
• O selo é emitido por orgãos especializados que emite uma certificação baseada em normas especificas e precisas que visam a obtenção de agrossistemas sustentáveis do ponto de vista social, econômico e ecológico.
O preço dos alimentos orgânicos:
• A produção de alimentos orgânicos não é tão simples e fácil. Existe um intenso trabalho de produtores para não usar pesticidas e contaminantes quimicos. A manutenção de um biosistema sustentável também está embutida no preço. A demanda ainda é pequena. Se aumentarmos a demanda, os alimentos orgânicos ficarão mais baratos.
Como ter acesso a orgânicos mais baratos:
• Comprar localmente r de acordo com a época
• Se tiver que escolher apenas um alimento orgânico, escolha o alimento que geralmente são mais vulneráveis à contaminação por pesticidas, como por exemplo, tomate, morango, alface e outro.
Quanto maior for a procura, mais barato serão os alimentos orgânicos !!!

Outras questões ou curiosidades
1. Ano passado visitei uma escola aqui na alemanha que estava produzido morango orgânico cultiva em estufa. Por isso eu concluo que um produto orgânico pode ser encontrado totalmente fora de época nos supermercados, porque pode ter sido produzido em estufa ou devido a importação de outro país.
2. É possível cultivar alimentos orgânicos em terras que já foram plantadas e tiveram a utilização de agrotóxicos, mas é preciso esperar por 2 a 3 anos para que a terra fique livre de agrotóxicos e resíduos de pesticidas.
3. Alimentos contaminados com pesticidas e agrotóxicos produzem efeitos negativos para a saúde como: anomalias congenitas, dor de cabeça, insônia, ansiedade, irritabilidade, puberdade precoce, câncer, entre outras.

23 de mai de 2009

Pegadas, o que outras pessoas disseram...

Para complementar o post sobre "pegada", aprendi mais algumas coisas...
Deixa-la zonza
Agarrar mesmo, mais no sentido físico.

É muito utilizado no esporte, significa ser brigador, ter raça, estar chegando junto o tempo todo...
É atitude!!!

E no final das contas eu acho que o post deu uma boa pegada!!!

A palestra sobre alimentos orgânicos será na segunda-feira. Qualquer hora tô respondendo as perguntas sobre esse tema aqui.

Bom final de semana!!!

21 de mai de 2009

Juro que tentei disfarçar, mas...

Uma paparazza me descobriu, e justo quando eu estava saindo de casa sem maquiagem e nem um pouco arrumada para jogar vidros no lixo e garrafas pet na máquina.
E não satisfeita em me fotografar ela publicou uma foto no jornal...E depois me enviou outras fotos


Brincadeirinha... :)
A minha cunhada fez essas fotos, mas eu nem tinha percebido...
Aí quando ela passou para o computador eu achei interessante o olhar dela para a minha ação...

É que aqui na Alemanha existe um incentivo (bem saudável) contra o despedício de algumas coisas, como sacolas plásticas, vidros e etc.

Na foto de cima, a do jornal, eu estava jogando garrafas e vidros no container de vidros recicláveis.
São 3 containers que separa os vidros pelas cores. Branco, vidro branco, verde, vidro verde e marrom, para vidro marrom, é claro.

Já nas fotos coloridas, eu estava inserindo garrafas de cerveja na máquina para pegar a notinha com o valor total das garrafas inseridas. Que depois eu troco por mais cervejas, é como se eu ganhasse um desconto.
A máquina cinza é para garrafa pet. Que também dá uma notinha que depois eu troco por cerveja.

Assim eu economizo, e não desperdiço. Vocês não acham interessante isso?

Eu só vi algo parecido em Brasília para garra pet, mas não tinha notinha com valor financeiro.

19 de mai de 2009

Direito à Alimentação na Constituição

O Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional lançou a campanha para aprovação da proposta de emenda constitucional que inclui a alimentação entre os direitos sociais estabelecidos (previstos) no Artigo 6º da Constituição.
Apesar do Brasil já ter ratificado diferentes tratados internacionais, o Consea avalia como prioritária a inclusão de explícita do direito à alimentação no conjunto de direitos fundamentais garantidos pela Constituição. Isto irá fortalecer todo o processo de institucionalização do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e o conjunto de políticas públicas de segurança alimentar e nutricional em andamento, assim como para evitar retrocessos na sua continuidade.
Aqui neste síte tem um abaixo assinado e muito mais informação sobre este assunto.
http://www4.planalto.gov.br/consea/pec-alimentacao


Vamos lá participar!!!

17 de mai de 2009

Amor, antropologia, internet

Olhando as notícias do dia ontem, encontrei essa entrevista do Jorge Pontual com a antropóloga Helen Fisher. Achei bem interessante por isso compartilho.
O vídeo "A química por trás do amor" é um pouco longo (22 minutos), mas é uma boa pedida para o domingão.

Este é o link do blog para quem quiser ler os comentários e etc:
http://especiais.globonews.globo.com/milenio/

E para o maridão que atravessou o Atlântico e foi para a América Central, deu saudades...
Então vai uma poesia, é de Carlos Drummond de Andrade, porque hoje eu estou bem romântica, saudosa e com uma espinha enorme no rosto

Amar

Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados, amar?

Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,
e o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,
é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?

Amar solenemente as palmas do deserto,
o que é entrega ou adoração expectante,
e amar o inóspito, o áspero,
um vaso sem flor, um chão de ferro,
e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de rapina.

Este o nosso destino: amor sem conta,
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada a uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor a procura medrosa,
paciente, de mais e mais amor.

Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa
amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.


Bom final de semana!!!

12 de mai de 2009

Muita coisa para postar, mas pouca atitude

É isso mesmo...
Eu tenho tanto assunto para postar, mas tô devagar...
Eu queria postar sobre:
- Os comentários feitos sobre o post da "pegada", super interessante e agrega muito ao conceito que eu tinha;
- Responder as perguntas sobre alimentos orgânicos;
- Café, alguém lembradaquela história?
- Os passeios que fiz pela linda Heidelberg com minha cunhada na semana passada;
- A primavera que esquentou, esfriou, e voltou a chover novamente...
- O acidente que tive de bicicleta;
E muitos mais...
Mas a única coisa que é mais importante neste momento é pedir o apoio de vocês no abaixo-assinado pela campanha para aprovação da inclusão do direito à alimentação na constituição.Para assinar o abaixo assinado, entre neste link:
https://www.planalto.gov.br/Consea/exec/abaixoassinado/losan_form.cfm
Infelizmente não tem a opção para quem mora no estrangeiro, então aconselho que ao preencher o formulário, escreva o nome de sua cidade natal ou que está morando atualmente.
E para quem nunca morou no Brasil, que tal escrever Macapá-Amapá, a cidade onde nasci?

Para saber mais sobre a campanha visite este link:
http://www4.planalto.gov.br/consea/pec-alimentacao

Recado do Marcos Santos, do blog Boca Diurna, para quem não tá conseguindo entrar no link e assinar o abaixo assinado:
"Diga a suas amigas que assim que entrarem no link, eles devem permitir a exceção de segurança, senão não entra"

7 de mai de 2009

Estou na maior pavulagem

Fui convidada para fazer uma palestra na Universidade de Heidelberg.
Vou falar sobre os benefícios do consumo de alimentos orgânicos.

A palestra é gratuíta e aberta ao público em geral. E falar sobre alimentos e comida é um assunto que interessa para muitas pessoas, por isso eu quero apresentar algo bem interessante e de fácil entendimento.

Eu já comecei a preparar o material, mas tem muita coisa.
Tenho um tempo razoável, mas não quero falar demais e nem de menos.

Eu fiquei matutando aqui... e resolvi pedir ajuda de vocês.

Eu gostaria de saber que curiosidade ou questionamento vocês teriam a respeito de alimentos orgânicos?

1 de mai de 2009

Um jantar persa

Já tem mais ou menos uns 15 dias que fomos jantar na casa de um casal do Irã.
Nós sempre fomos pontuais no Brasil e aqui tentamos não mudar, até porque aqui a pontualidade é muito respeitada. Chegamos conforme a hora marcada no convite, mas....eles não estavam prontos. Eh eh eh eh...
A dona da casa nem estava em casa.
Um dos filhos (de 13 anos) nos recebeu e ficou fazendo companhia, até o pai aparecer, isso durou uns 15 ou 20 minutos.
Depois que o pai apareceu, ele nos ofereceu café, chá ou água, e sementes salgadinhas como acompanhamento ou petisco. Isso foi bem gostos, por sinal.

Depois de um certo tempo, talvez 50 minutos, chegou a esposa... conversa vai, conversa vem...e haja tomar chá. Eles não tomam bebidas alcoólicas.
Depois nos serviram uma bandeja com várias frutas.
E eu já me perguntava se iam servir jantar, pois estava morrendo de fome.
E lá pelas 20:30 hs, a esposa disse que ia começar a preparar o jantar, pois eles continuavam com os mesmos costumes do Irã, isto é, jantavam depois das 21:30 hs.
Nesse período em que a gente comia sementes, frutas e tomava chá, a gente também conversou e eles nos mostraram clipes musicais persas.
Deu para perceber que as musicas persas são bem emotivas...no clip a platéia chorava bastante.
Aí eles pediram uma sugestão de clip de carnaval. Eles tinha curiosidade de saber como era o verdadeiro carnaval.
E eu escolhi Ivete Sangalo...a primeira música que apareceu no youtube foi Piriri...e colocamos pra rodar...assim que vi os olhos deles arregalados, me arrependi.
Na verdade, eu não conhecia a música e nem tinha visto esse clipe, foi um mico(!!) e me arrependi da escolha, então me levantei e pedi o controle e parei o clip dizendo que ia procurar por outra música melhor.

Depois desse choque cultural musical, a anfitriã foi preparar o jantar e o anfitrião ficou batendo papo com a gente. E eu já tava morrendo de fome.

O marido nos mostrou livros persas. Eu não sei se vocês sabem, mas a escrita persa é diferente da nossa. É escrito da direita para a esquerda. E os livros também são lidos assim. Então é preciso virar a página ao contrário de como estamos acostumados a virar.
O jantar foi servido por volta das 22 hs, e pela ordem foi assim:
Primeiro uma sopa de pele de galinha e legumes com pão.
Depois frango assado de forno com cogumelos e arroz.
Havia 2 tipos de arroz, um com açafrão e outro com uma frutinha azeda cor de rosa. Isso conferiu beleza e um sabor diferente para o arroz.
Por último uma salada de alface.
Para beber refrigerante e água.
A sobremesa foi sorvete, desses que a gente compra em supermercado.
Foi tudo muito bom, a comida, a companhia e mais um aprendizado cultural.

Viva a diversidade humana e seu patrimônio cultural!!!