26 de dez de 2007

Feliz 2008!!!

Que 2008 seja colorido, saboroso e saudável.
Com mais pessoas se alimentando e menos desperdícios de alimentos.
Com mais justiça social e igualdade de direitos.
Tudo de bom para tod@s nós!!!

21 de dez de 2007

Estou em Macapá

Tanta Saudade - Composição: Djavan / Chico Buarque

Era tanta saudade
É pra matar
Eu fiquei até doente
Eu fiquei até doente, menina
Se eu não mato a saudade
É, deixa estar
A saudade mata a gente
A saudade mata a gente

Quis saber o que é o desejo
De onde ele vem
Fui até o centro da terra
E é mais além
Procurei uma saída
O amor não tem
Estava ficando louco
Louco, louco de querer bem
Quis chegar até o limite
De uma paixão
Baldear o oceano
Com a minha mão
Encontrar o sal da vida
E a solidão
Esgotar o apetite
Todo o apetite do coração

Mas voltou a saudade
É, pra ficar
Ai, eu encarei de frente
Ai, eu encarei de frente, menina
Se eu ficar na saudade
É, deixa estar
A saudade engole a gente
A saudade engole a gente, menina

Ai amor, miragem minha
Minha linha do horizonte
É monte atrás de monte, é monte
A fonte nunca mais que seca
Ai, saudade, inda sou moço
Aquele poço não tem fundo
É um mundo e dentro um mundo
E dentro um mundo e dentro um mundo
E dentro é o mundo que me leva

******************************
Feliz, mas com saudades de Flavio.
Atualizando:
Hoje completamos 2 anos que oficializamos nossa união.
Macapá, a cidade que já foi a jóia da Amazônia, é uma cidade abandonada, esburacada, sem lei, feia. Uma tristeza total, infelizmente.
O Bispo Frei D. Cáppio foi internado e Lula não cede o apela pelo fim da transposição do Velho Chico.
Este blog tem muitas informações. http://baixosaofrancisco.blogspot.com/

14 de dez de 2007

Meus melhores momentos em 2007

Ano passado eu decidi que não faria mais promessa para o ano novo. Achei que seria melhor relembrar os melhores momentos do ano corrente, e, agradecer por tudo de bom que tem me acontecido.

Este ano foi bem bem atípico, uma mudança de 360 graus na minha vida. Cada dia é dia: de aprender, de engolir em seco, de aflorar a mulher selvagem e viver um dia de cada vez.

Meus melhores momentos em 2007 estão nos posts abaixo, com fotografias e tudo. Outras coisas foram maravilhosas também, como emails, comentários e frases ditas pessoalmente que valeram os anos anteriores.

Este blog entrará em recesso por tempo indeterminado...aparecerei por aqui quando der. Estou a caminho do Brasil e ainda tenho que providenciar muitas coisas por aqui e minha intuição diz que não vou dar conta.

Desde já quero desejar um FELIZ NATAL e um ano novo maravilhoso e com muitos momentos de diversão, saúde, amor, paz e muito mais, porquê nós merecemos.

Melhores momentos em 2007

Aprendendo uma nova língua, convivendo com diferentes culturas, acreditando ainda mais nos direitos humanos, enfrentando o frio, conhecendo as diferentes estações do ano, re-descobrindo o sentido da vida em pequenas coisas, mas de grandes valores e feliz como uma criança.

Melhores momentos em 2007

Conhecendo novos lugares, realizando sonhos... recordações para sempre!

13 de dez de 2007

Melhores momentos gastronômicos em 2007

Experimentando novos, velhos e inesquecíveis sabores


Melhores momentos em 2007

Amizades, despedidas, encontros, diversão, saudades...

12 de dez de 2007

Vale a pena fazer de novo

Eu publiquei ano passado este post e vou fazer minha listinha novamente deste ano.

Faça uma lista de seus "melhores".

Faça uma lista de seus "melhores momentos".

O filme que mais gostou.

O cabelo que lhe ficou melhor.

O melhor beijo que já recebeu.

Vale tudo.

Para se divertir mais ainda, que tal fazer um "álbum ilustrado" com os seus melhores momentos?

Reproduções de fotos, papel de bala, tudo que remeter ao que você fez de melhor na vida ou achou melhor em 2007.

Isso traz muitas alegrias.

10 de dez de 2007

10 de dezembro, dia dos Direitos Humanos

Esse dia foi criado para celebrar a Declaração Universal dos Direitos Humanos, assinada por vários países logo após a segunda guerra mundial, em 1948.

A Declaração Universal de Direitos Humanos reafirma os direitos básicos e as liberdades fundamentais que são inerentes a todos os seres humanos, sem distinção de raça, cor, sexo, idade, religião, opinião política, origem nacional ou social, ou qualquer outra.

Os DH são aqueles que os seres humanos possuem, única e exclusivamente, por terem nascidos e serem parte da humanidade.

Os Direitos Humanos representam a luta dos povos há milênios de anos pela equidade, dignidade, diversidade e liberdade.

O Direito Humano à Alimentação Adequada ( é um dos direitos e eu até diria, o meu prato preferido) só se realiza quando cada homem, mulher, criança...sozinho ou em companhia de outros tem acesso físico e econômico, ininterruptamente, à alimentação adequada ou aos meios para sua obtenção.

E ainda, não deve ser interpretado como um pacote mínimo de calorias, proteínas e outros nutrientes específicos, é importante consideras outras dimensões, como a cultura de cada povo.

Resgatando um dos maiores intelectuais brasileiros que trabalhou com o tema da fome, Josué de Castro, a fome e a má alimentação não são fenômenos naturais, mas sim sociais.

Portanto somente por meio de ações sociais e coletivas poderemos supera-los. Somente por meio da implantação progressiva de um modelo de desenvolvimento humano sustentável, tendo como um dos eixos centrais a promoção de políticas de Segurança Alimentar e Nutricional seremos capazes de transformar em realidade o Direito Humano à Alimentação Adequada para todas as pessoas.

Este texto é um resumo e faz parte de palestras que eu ministrava em eventos e capacitações sobre segurança alimentar e direitos humanos quando morava e trabalhava no Brasil.

Eu fiz a transcrição para participar da blogagem coleitva sobre os direitos humanos e não deixar esse dia passa em branco aqui.



9 de dez de 2007

Amanhã tem blogagem coletiva



Amanhã, dia 10 de dezembro, é o dia dos direitos humanos. E vai ter uma blogagem coletiva comemorando este dia. Eu vou participar.

6 de dez de 2007

O trabalho voluntário

Antes de mudar para cá eu já sabia que não poderia trabalhar aqui. Avaliamos muito o que isso poderia acarretar na minha vida pessoal e profissional e mesmo assim decidimos vir.

Eu não tenho permissão para trabalhar aqui. Talvez daqui a 5 anos. As leis para imigrantes estão cada vez mais rigorosas.

No início tudo era novo e eu não tinha muito tempo para pensar bobagens. As aulas de alemão e os deveres tomavam muito meu tempo. Afinal aprender do zero, o be-a-bá, não é mole não, principalmente para quem já passou dos 35.

Nos últimos 3 ou 4 meses eu comecei a sentir falta do meu trabalho. Comecei a ter insônia frequentemente, inclusive durante as viagens, quando eu deveria está bem mais relaxada. Ficava nervosa a toa e sonhava (nem sei ser era dormindo ou acordada) com meu trabalho no Brasil, com as pessoas, e com tudo que relacionava ao meu trabalho lá. Tive momentos bem ruinzinho e tive medo de ter depressão.

Desde que cheguei aqui fui convidada para ser voluntária na FIAN, mas eu relutei muito. Meu marido é o secretário geral e eu não queria que misturassem as coisas.

O trabalho voluntário aqui na Europa é levado a sério, é bastante concorrido, e tem até seleção.
Conheci pessoas que começaram com trabalho voluntário, ficaram anos e finalmente conseguiram um posto remunerado.

Ser voluntário por essas bandas é um bom começo de carreira. E também é bom para currículo.
Duas pessoas foram fundamentais na minha decisão de ser volountária na FIAN, a Gracy (uma amiga desde Brasília, que mudou há dois anos para Holanda) e a Célia, do blog Esperança e Amor.

Eu comecei o trabalho em novembro, primeiramente lendo artigos, mas agora, já estou indo uma vez por semana e tenho até email. Tô me sentindo mais gente!!!

Talvez minhas idas e vindas na blogosfera fiquem mais escassas, talvez não...vamos ver no que vai dar né?

5 de dez de 2007

Dia Internacional do Voluntariado

Cinco de dezembro é o Dia Internacional do Voluntário. A data foi instituída em 1985 pela Assembléia Geral das Nações Unidas a fim de estimular este tipo de trabalho, reconhecendo sua importância para o desenvolvimento socioeconômico dos países. Embora o tempo doado pelas pessoas em tais atividades seja importantíssimo e às vezes até essencial para a existência das instituições, o depoimento de quem se dedica a fazer algum tipo de ação social costuma apontar que quem mais lucra são os próprios voluntários.

4 de dez de 2007

Uma viagem pai d'égua

Sábado passado tive um evento social em outra cidade aqui na Alemanha.

O evento social foi um "Baby Shower" em Mainz da querida Pri. Uma manaura muito simpática que conheci aqui na Alemanha, mas que não tem blog.

Ir para Mainz de carona, escutar tecno-brega rasgado no caminho, chegar com duas horas de atraso sem perder a pavulagem... não tem preço!!!!

A maninha que me deu carona é essa aqui...

É claro que a viagem foi hilária. Ao som do novo ritmo que encanta o Pará, nós rimos pra caramba, falamos muito sobre Belém, as danças, o modo nortista de viver e agradar as pessoas.

Lembramos do "tapioqueiro!!!" e do "Sorverte de cupauçu, tapioca, açaí...traga a vasilha, traga a vasilha".

Valeu demais a viagem Ciça!!!

3 de dez de 2007

Um pouco sobre a FIAN

Para quem ainda não sabe, estou trabalhando voluntariamente na FIAN. Depois escrevo sobre o trabalho voluntário e o que faço lá. Ok?

FIAN
significa em ingles Foodfirst Information & Action Network.

Criada em 1986, foi a primeira organização internacional de direitos humanos a lutar pela realização do direito à alimentação adequada, como prevê a Declaração Universal de Direitos Humanos e outros instrumentos internacionais de direitos humanos.

A visão da FIAN é um mundo protegido contra a fome, em que toda pessoa possa desfrutar plenamente de seus direitos humanos dignamente, em especial o direito a alimentação adequada.

Faz parte do trabalho da FIAN investigar e denunciar ações que impedem pessoas de alimentar a si próprias e suas familias. A luta contra a discriminação de gênero e outras formas de exclusão também fazem parte integralmente de sua missäo.

A FIAN desempenha um papel chave no fortalecimento do sistema de proteção de direitos humanos, por exemplo, em nível nacional por meio da apresentação de informes paralelos sobre direitos econômicos, sociais e culturais no sistema de direitos humanos da ONU (Organizacäo das Nacöes Unidas); na elaboração do comentário geral 12 sobre o direito a alimentação em 1999; e na aprovação em 2004 das diretrizes voluntárias sobre o direito a alimentação por parte dos Estados membros da FAO.

Mais informacöes nos links abaixo.
www.fian.org e http://www.face-it-act-now.org/


A FIAN Internacional tem uma secção no Brasil com sede em Goiânia
http://www.fianbrasil.org.br/

2 de dez de 2007

Dia Mundial de luta contra a Aids

Eu nem sabia da blogagem coletiva sobre o assunto, descobri por meio de um comentário do Nando.
Mais um vídeo do Ministério da Saúde.

1 de dez de 2007

Dia mundial de luta contra a aids

Boletim Epidemiológico 2007

Noventa por cento das pessoas com aids no Sudeste continuam vivas cinco anos após o diagnóstico. No Norte, o índice é de 78%

O Boletim Epidemiológico 2007 traz, pela primeira vez, dados sobre a proporção de pessoas que continuaram vivendo com aids em até cinco anos após o diagnóstico. O estudo foi feito com base no número de pessoas identificadas com a doença em 2000. Os dados apontam que, cinco anos depois de diagnosticadas, 90% das pessoas com aids no Sudeste estavam vivas. Nas outras regiões, os percentuais foram de 78%, no Norte; 80%, no Centro Oeste; 81%, no Nordeste; e 82%, no Sul.

Eu vi no síte do Governo dois vídeos bem interessantes. Alguém sabe se circulou na mídia?

Aqui tem um deles. No próximo post insiro o outro.