31 de mai de 2008

A vida na alemanha

Há um ano e quase 4 meses morando em Heidelberg, já dá para escrever sobre minhas impressões aqui.
Tudo baseado na minha vivência aqui. Eu não fiz nenhuma pesquisa.

A lingua alemã é terrivelmente difícil para aprender e falar, especialmente para quem já passou dos 30, como eu, e ainda morando em uma casa em que a língua falada é o português.
Chegamos aqui, nós três, marido, enteado e eu, sem falar alemão.

Como eu já falei (aqui) sobre o transporte na Alemanha...mas eu esqueci de dizer que NÃO existem catracas ou cobradores dentros dos ônibus e bondinhos.
Exporadicamente fiscais fazem seu trabalho solicitando o ticket e no caso da pessoa está sem a passagem recebe uma multa, atualmente, no valor de 40 euros por pessoa.

O cinema...tudo dublado em alemão. :(
Somente em sessões pra lá de especiais, que podem acontecer uma ou duas vezes por mês em um único horário, é que os filmes são exibidos na língua original.
No caso do Festival Latino, todos os filmes são na língua original.
O Festival acontece uma vez por ano.

Os Supermercados são em geral pequenos, se comparado aos do Brasil. As sacolas são vendidas e isso incentiva as pessoas levarem suas próprias sacolas.
Viva o consumo consciente e saudável!!!
Não existe ajudante para embalar as compras.
Os carrinho são presos por uma corrente, e precisamos depositar um euro para soltá-lo. Se quisermos o dinheiro de volta temos que guardar e prender novamente o carrinho.

Eu nunca vi segurança policial dentro do banco.

Existe uma infinidade de cerveja aqui. São deliciosas. E eu gosto mais da cerveja escura.
Tem gente que mistura cerveja com refrigerante, mas eu não gosto.

Aprendi no curso de alemão que o café é a bebida mais consumida na Alemanha.


Tem castelos por toda parte, já nem sei quantos castelos eu já visitei aqui na Alemanha, mas o de Heidelberg é o mais imponente de todos os que já vi.

Qualquer hora tem mais!!!
Bom findi!







30 de mai de 2008

Biocombustível


A causa é importante e o pedido veio com urgência para divulgar aqui e eu nem tive tempo de trabalhar o assunto.
Mas aqui vai...

Neste síte aqui (é só clicar em cima da palavra aqui) tem uma enquete sobre o biocombustível na Europa.

A pergunta é:
A UE deve manter o seu objectivo de alcançar uma percentagem de 10% de biocombustíveis até 2020?

Por uma série de problemas relacionados a violações de direitos humanos, nós somos contra isso e votamos não.

Para a FIAN, só a intenção de estabelecer a meta ja aumentou o problema de despejos violentos, de ocupacao de terras dedicadas a producao de alimentos com açúcar ou outro cultivo, e vem agravando as condicoes de trabalho na cana, o aumento de ocupacoes de terras da amazonia, desmatamento, etc.

Infelizmente, na enquete nós estamos perdendo, se você é contra, visite o link e vote não.

Quem quiser um documento sobre o impacto do Biocombustível na América Latina pode visitar o link da FIAN ou me solicitar que envio o arquivo em PDF.

Newsletter e tarefas


Eu estou com uma pilha de coisas para fazer e encasquetei que quero aprender a fazer uma newsletter, alguém sabe?

28 de mai de 2008

Sessão besteirol: bustela

Alguém sabe o que é bustela???
Um dia, há alguns anos, meu enteado chegou da escola, lá em Brasília, dizendo:
- Ei Ro, tu sabes o que é bustela?

Ele tava rindo e com a cara muito cínica. Ele tava achando que eu não sabia e queria fazer uma pegadinha com certeza....

- Claro que eu sei...

Depois ele ficou perguntando para o pai, o irmão... Eles não sabiam.

Bustela é meleca do nariz. Bustela é uma palavra que eu aprendi desde criança lá em Macapá, e acho que todo mundo da região norte também.

Eu li que o técnico de futebol da Alemanha estava limpando o salão e achei engraçado.
Ele tava era tirando bustela.
:) :)

27 de mai de 2008

Signos e decisões

*Por que o Ariano atravessou a rua?
Certamente para bater boca com alguém que estava do outro lado.

*Por que o Taurino atravessou a rua?
Porque encasquetou com a idéia.

*Por que o Geminiano atravessou a rua?
Se nem ele sabe, como é que eu vou saber?

*Por que o Canceriano atravessou a rua?
Porque estava se sentindo só e abandonado deste lado de cá.

*Por que o Leonino atravessou a rua?
Para chamar a atenção, sair nos jornais, revistas, etc.

*Por que o Virginiano atravessou a rua?
Ele ainda não atravessou porque está medindo a largura da rua, a
velocidade dos carros, se essa experiência é válida, qual seria a melhor hora de atravessar essa rua, etc...

*Por que o Libriano atravessou a rua?
Nem precisou atravessar. Alguém acabou oferecendo carona para ele.

*Por que o Escorpiano atravessou a rua?
Porque era proibido.

*Por que o Sagitariano atravessou a rua?
Porque a idéia pareceu maneira e deu vontade.

*Por que o Capricorniano atravessou a rua?
Porque foi pechinchar nas lojas do outro lado.

*Por que o Aquariano atravessou a rua?
Porque isso faz parte de uma experiência que trará incontáveis avanços tecnológicos no futuro.

*Por que o Pisciano atravessou a rua?
Que rua?

Eu sou capricorniana e você?

26 de mai de 2008

Benício Del Toro...




Acho ele lindo e sou super fã dele.







Ele ganhou o prêmio de melhor ator no Festival de Cannes pelo filme Che.

25 de mai de 2008

Momento vale a pena ler de novo

Especialmente para pessoas que começaram a me visitar há pouco tempo.
Post publicado em 16.02.07 com algumas modificações.

Recapitulando

Para quem não sabe ou esqueceu como eu vim parar aqui em Heidelberg, Alemanha?

Meu marido recebeu uma proposta de trabalho em uma Organização Não Governamental, a FIAN. Decidimos aceitar.
Sim a decisão foi de nós dois. E começou que nem relacionamento amoroso, pelo menos é assim que vejo. Mais ou menos assim:- Fase do "fica": final de 2004
- O namoro: junho de 2005. Visitei Heidelberg pela primeira vez.
- Noivado: outubro de 2005
- Fim do noivado: fevereiro de 2006
- Uma reaproximação aconteceu na América Central: junho de 2006
- Noivado, o retorno: julho de 2006
- Marca-se o casamento em agosto com data para oficializar a união em janeiro de 2007.
- Casamento adiado para fevereiro de 2007.
- Casamento concretizado: fevereiro de 2007.

Não foi uma decisão fácil. Colocamos tudo na ponta do lápis, vantagens e desvantagens, tanto para meu marido, como para mim e meu enteado.

Conversei com blogueiras brasileiras que moram no exterior, e as experiências delas nos deu uma visão do que seria morar no estrangeiro. Isso nos ajudou a tomar a decisão.

Bem...agora cá estamos...

Atualmente, hoje, 1 ano e 3 meses, alguns dias, algumas horas....avalio como uma decisão corajosa, viemos sem falar alemão e hoje já falamos alguma coisa. E sabemos que ainda precisaremos de mais alguns anos.

Meu lema é "viver um dia de cada vez" e extrair que há de melhor nesse exílio voluntário.

Piada de mal gosto

Uma alemã ofereceu um bebê de 7 meses em leilão no site Ebay e acabou perdendo a guarda do menino, de acordo com uma reportagem o jornal alemão Bild deste sábado.

A mulher de 23 anos afirmou ao diário alemão que tudo não passou de uma piada, mas a polícia abriu um inquérito sobre o caso e o Juizado de Menores do Estado alemão da Baviera levou o menino Merlin para observação em uma clínica.

A jovem também vai ser submetida a uma avaliação psiquiátrica, e só então as autoridades vão decidir se ela voltará a ter direito à guarda da criança.

'Barulhento demais'

O neném foi anunciado no popular site de leilões ao lado de uma foto com a seguinte descrição:

"Vendo meu bebê quase novo, porque ele ficou barulhento demais para o meu gosto. Trata-se de um bebê masculino, com cerca de 70 cm. Pode ser usado no pano para carregar bebê ou em carrinho."

O lance inicial para o bebê era de um euro ou pouco mais de R$ 2,50.

24 de mai de 2008

O transporte coletivo na Alemanha

Minhas conclusões a partir de Heidelberg

Uma das coisas que eu mais gosto aqui é da organização do transporte coletivo.
Acho tudo muito prático, seja de trem, bonde ou ônibus.

A pessoa chega na parada ou na estação e vai ver uma tabela com os horários que o trem, bonde ou ônibus vai passar ali.

Nós não temos carro. Quando precisamos do transporte coletivo, andamos muito de bonde ou ônibus. E viajamos muito de trem também.

A minha casa fica uns 100 metros da parada do bondinho. Eu já sei os horários que ele passa. Então eu desço um minuto antes dele passar. Isso não é um barato???

Claro, que existe exceções e às vezes eles atrasam, mas é tão pouco tempo de espera que não dá nem para reclamar.

Quando viajei para Nuremberg, comprei minha passagem de trem e estava incluído no meu ticket, o uso de transportes coletivos na cidade durante minha permanencia lá. Achei isso uma maravilha.

Outra coisa muito legal aqui são: os tickets do semestre, usado por estudantes, o ticket mensal, usado pela maioria das pessoas. Ainda tem o job ticket, mas esse eu não sei como funciona.

O ticket semestral é usado por estudantes e ele abrange várias cidades. O pagamento é realizado por semestre e pode ser usado durante o período semestral quantas vezes a pessoa quiser.

O ticket mensal, é usado pela maioria das pessoas, inclusive euzinha. Pago por mês e utilizo várias vezes.

A principal vantagem do uso desses tickets, é que pode ser usado várias vezes ao dia. E isso representa uma boa economia para quem precisa do transporte muitas vezes ao dia ou por semana.

Se a pessoa fosse comprar uma passagem individual para cada viagem que fizesse, gastaria muito mais.

Uma outra vantagem do ticket mensal, é que durante a semana a partir das 19 horas, a pessoa que comprou o ticket pode levar até 4 pessoas da família com ela durante um percurso sem que as 4 pessoas paguem a trecho da viagem. E vale também para os finais de semana, durante todo o dia.

Essa vantagem do ticket nós descobrimos recentemente, e olha que já estamos há mais de um ano aqui. Fico imaginando se não tem outras vantagens que a gente não sabe.

22 de mai de 2008

Sant@s e milagres na era digital

Eu recebi um vídeo por email e não tem nada haver com o título, mas estou sob a influência do feriado católico e fiz uma reflexão que compartilho aqui.

A internet chegou e o mundo aderiu a essa tecnologia prática, rápida, interativa, entre outras coisas.

Eu acredito em sant@s e milagres. Mas não acredito em correntes enviadas por email.
Eu recebo até santinho por email.

Não sou descrente, mas acho isso uma palhaçada ou ainda sou uma católica a moda antiga. Rezo terço, vou a novena quando estou no Brasil, e já distribuí santinho pessoalmente por conta de uma promessa.

Mas não quero me dispersar do assunto que é o título do post...

Sant@s e milagres na era digital
Uma amiga me mandou um email dizendo: "graças ao santo orkut eu lembrei do aniversário do Flavio..."

Esse santo não falha. Além de nos fazer lembrar dos aniversário, nos ajuda a encontrar pessoas que há anos não tínhamos notícia.

Assim como o orkut, outras redes sociais estão aí para nos socorrer.

Mas santo milagroso mesmo é o photoshop...

Vejam a produção de uma coelinha da playboy.

video

18 de mai de 2008

Eu quero assistir!!!!

Sex and the city


Eu vi na tv, que as atrizes do filme estiveram em Berlim para promover o filme.
Aqui em Heidelberg a estréia vai ser no dia 28 deste mês. E eu quero ir, mesmo que não entenda muita coisa.

É que os filmes aqui são dublados em alemão.
Só em sessões especiais, que acontecem uma ou duas vezes por mês, é que passam filmes com linguagem original.

Mas voltando ao filme Sex and the city...
Eu tenho o seriado completo e já assisti várias vezes. Gosto do seriado pelo cotidiano de 4 mulheres acima de 30, com todos os seus medos, coragem, afetos e dasafetos...além de acontecer em New York.

Eu descobri ama entrevista em português da atriz Sarah Jéssica Parker, e achei muito interessante.
Gostei dessa resposta dela:

O que você achou do fato de a revista masculina Maxim tê-la colocado no topo da lista das mulheres menos sexy do mundo?
Chateada, é claro. Fiquei sabendo dessa 'eleição' quando um cara da equipe técnica do filme muito gentilmente chegou para mim e disse: 'Sarah, eu nunca mais vou ler a Maxim!'. É claro que não sou sexy para eles, pois eu não me encaixo no ideal dos homens que escrevem ou que lêem essa revista. Eu não tenho peitos falsos, não injetei botox no rosto ou colágeno para fazer meus lábios enormes. É algo meio chocante e irritante quando homens fazem esse tipo de observação brutal sobre as mulheres. Mas sou muito feliz com minha aparência física.

Quem quiser ler na íntegra é clicar aqui

16 de mai de 2008

Preconceitos

Preconceito é um conceito formado previamente, carregado de atitudes discriminatórias a partir de seus próprios valores.
Existem vários tipos de preconceitos: racial, religioso, sexual entre outros.

Sou casada com um homem mais velho, mais velho 22 anos. É claro que já escutei coisas bem preconceituosas sobre relacionamentos amorosos entre pessoas com diferença de idade.
Mas, pra mim, nem percebo a diferença sinceramente.
Temos tanta coisas em comum e também não somos perfeitos, que enquanto houver amor entre a gente, isso é o mais importante.

Eu tô falando disso porquê gostei da resposta da atriz Claudia Jimenez sobre uma fofoca a respeito dela ter dado um carro para o namorado.

"Mas as pessoas tem dificuldades de aceitar, que um rapaz jovem, se interesse por uma mulher de 50 anos e gordinha. Gente eu sou muito gostosinha!!! Não preciso dar um carro pra alguém me desejar"

Ela não precisava dar explicações para ninguém, mas ela tem razão. As mulheres que tem relacionamento com um homem mais novo também são alvos de fofocas e preconceitos estúpidos.

Por que será que é tão difícil aceitar que duas pessoas possam se amar independente da idade, opção sexual, religiosa e, esportista...???

Alguém lembra de uma propaganda de carro que diziam assim: "está na hora de rever seus conceitos"
Propaganda inteligente e prá lá de boa.

Henry Thoreau já dizia: "Nunca é tarde para abrirmos mão dos nossos preconceitos"

Penso que uma formas para combater preconceitos é reconhecê-los e mudar as próprias atitudes.

Trabalhar com direitos humanos também é uma boa opção.

15 de mai de 2008

Direito humano à alimentação

Hoje acontece uma blogagem coletiva sobre Direitos Humanos. A iniciativa é desse síte
http://unite.blogcatalog.com/, que eu descobri por meio do meu amigo virtual Luis Valério, de Roraima.

Ando bastante ocupada e queria ter feito algo melhor, mas não deu. Então para não passar em branco, divulgo aqui o vídeo produzido pela ABRANDH sobre o Direito Humano à Alimentação.

Eu assisti o filme completo, tem 33 minutos. Mas encontrei a versão no Youtube mais curtinha.

Esse vídeo é muito bonito e é fruto de um trabalho muito interessante da ABRANDH - Ação Brasileira pela Nutrição e Direitos Humanos.
O link está aí à direita para quem quiser visitar o síte.

O Outro Olhar mostra a fome, suas causas e efeitos.

12 de mai de 2008

A tapioquinha ou beijú

"Prepare seu coração
Prás coisas
Que eu vou falar
Eu venho lá do sertão
Eu venho lá do sertão
Eu venho lá do sertão
Não sei se você vai gostar"
(Geraldo Vandré)

O post demorou, mas finalmente ficou pronto.
Um pouco longo e por isso dividi em partes.

1. A primeira fala a lenda da mandioca
2. A segunda, um pouco de folclore, diversão, adivinhas
3. A terceira o valor nutricional da goma de tapioca
4. E a quarta e última (por enquanto), é o passo a passo com imagens caseiras.

Espero que gostem.

São muitos "posts"...posts para muitos dias.


A lenda da mandioca

Existem muitas histórias, lendas e mitos em torno do nome da mandioca, quase todas iguais. A lenda que eu escolhi para compartilhar com vocês é esta:
"Nasceu uma indiazinha linda e a mãe e o pai tupis espantaram-se:
- Como é branquinha esta criança!

Chamaram-na de Mani. Comia pouco e pouco bebia.
Mani parecia esconder um mistério. Uma bela manhã, Mani não se levantou da rede.
O Pajé deu ervas e bebidas à menina. Mani sorria, muito doente, mas sem dores.
E sorrindo Mani morreu.

Os pais enterraram-na dentro da própria oca e regaram a sua cova com água, como era costume dos índios tupis, mas também com muitas lágrimas de saudade.
Um dia, perceberam que do túmulo de Mani rompia uma plantinha verde e viçosa. A plantinha desconhecida crescia depressa.
Poucas luas se passaram e ela estava alta, com um caule forte que até fazia a terra rachar ao redor.
- Vamos cavar? - comentou a mãe de Mani.
Cavaram um pouco e, à flor da terra, viram umas raízes grossas e morenas, quase da cor dos curumins, nome que dão aos indiozinhos. Mas, sob a casquinha marrom, lá estava a polpa branquinha, quase da cor de Mani.
- Vamos chamá-la de Mani-oca. - resolveram os índios.
Transformaram a planta em alimento."
Peguei a história neste link aqui.

Advinhas

Advinhas do folclore sergipano acerca da mandioca.

O que é o que é?

1.Branquinha, branquinho, reviradinho?
2.Carneirinho de beria-mata que o leite mata?
3. Preta por fora, branca por dentro?
4. Anda, anda e não sai do lugar?

Respostas:

1. Beijú!
2. Mandioca!
3. Macaxeira!
4. Rodete de casa de farinha

Fonte: www.eja.org.br

Valor nutricional da goma de tapioca

A tapioquinha ou beijú é feito com a goma de tapioca.
A análise química SOMENTE da goma de tapioca em 100 gramas:
Energia: 229 calorias
Proteína: 0,20 gramas
Carbohidrato: 54,60 miligrama
Lípideos: 1,10 gramas
Fibra: 0.40 grama
A tapioquinha ou beijú pode ser recheado ou não. Com recheio serão outros valores.
Fonte: Livro Alimentos Regionais Brasileiros.

A tapioquinha ou beijú é uma iguaria dos índios brasileiros. É uma espécie de bolinho preparado com massa de mandioca-puba ou fresca. Pode ser simples ou recheado; seco ou com leite; doce ou salgado; torrado no fogo ou no forno, etc. Os índios, para armazená-lo, lhe dão o formato de um tijolo.” Claudio Fornari.

Informações sobre a mandioca

MANDIOCA
Nome científico: manihot esculenta
Nome popular: aipim, macacxeira, maniva
Origem: América do Sul
A mandioca constituí-se em um dos principais alimentos energéticos utilizados no Brasil.
A fabricação de farinhas são feitas artesanalmente em um lugar chamado: Casa de Farinha .
É muito comum no norte e nordeste do Brasil, a produção envolve a família e até a mesma a comunidade.
É uma fonte de renda, além de contribuir para o próprio consumo na alimentação diária. É uma atividade que congrega homens e mulheres.
Os índios e a mandioca
Os índios foram os primeiros a descobrir como extrair o veneno da mandioca brava e tranformá-la em farinha ou bebidas fermentadas.
Alguns produtos que são extraídos da mandioca:
Da mandioca amarela, também chamada mandioca brava, retiram-se, além da farinha e do tucupi, a tapioca (o caroço) e o polvilho, também chamado, entre nós, de goma, e o cauim (bebida).
Já da macaxeira ou mandioca mansa retiram-se a farinha suruí e o carimã.
A mandioca mansa ou macaxeira é a raíz que comemos muito no Brasil de forma cozida, frita e em preparações como purê e bolos.

Tapioquinha ou beijú, voilá

Prepare o seu fogão
Pro post

Que a Ro vai falar

Eu venho lá do Japão

Eu venho lá do Japão
Eu venho lá do Japão
E posso não tapiocar

Para fazermos nossa tapioquinha dominical, compramos a goma em uma loja asiática. O nome é FARINE DE TAPIOCA ou TAPIOCA STARCH.

O passo a passo é feito por imagens, não tem quantidades exatas, é tudo na base do olhometro e da experiência.

As primeiras tapioquinhas não obtiveram o sucesso que elas tem hoje aqui em casa.

Quem quiser a receita, com quantidades mais exatas eu recomendo olhar este link. Tá tudo bem explicadinho e com fotos também.

Quem faz a tapioquinha aqui em casa é o meu marido.
Eu sei fazer, mas não com essa farinha.
Então vamos lá, passo a passo.

1- Corta-se o pacote de tapioca e derrama metade em uma tigela. Acrescenta água para umidecer.
2- Mexe e vai acrescentando aos pouquinhos um pouco mais de farinha. A goma precisa ficar úmida, nem seca, nem molhada.
Aí vai no olhometro e no toque para sentir o ponto certo da umidade. Fica uns caroços um pouco grandes.

3- Passe-se a goma pelo crivo para ficar mais fina. Se os caroços ficarem grudando é porque ainda está molhada e então tem que acrescentar mais farinha de tapioca.

4- Esquenta uma frigideira e vai derramando a farinha, até parecer uma panqueca.

5- Quando ela estiver grudadinha e soltando da frigedeira, vira-se o lado e deixa alguns segundos.

Se quiser recheiar, fica a vontade.
Nós colocamos queijo. Mas já fizemos com nutela e coco.
Mas vale tudo o que a vontade manda.

6- Depois do queijo colocado apenas na metade da tapioquinha, vira-se a outra parte e espera mais um pouco para o queijo derreter.
Quando está pronta, colocamos no prato e passamos manteiga.

E voilá, bom apetite!!!


9 de mai de 2008

Heidelbike

O sol finalmente chegou em Heidelberg, trazendo alegria e calor nesta primavera.
Fiquei bastante animada com isso e estou na fase inicial do meu projeto primavera-verão 2008.

Como eu já tinha falado, comprei um tapete de ioga já comecei a fazer alguns exercícios de alongamento sozinha aqui em casa.

Há 11 meses eu faço uma ginástica só para mulheres, uma vez por semana. A professora tem uma escola de balé, e nossa ginástica consiste em alogamento, passos de dança e pilates.

Uma vez por semana pra mim é pouco, mas a turma é apenas uma vez por semana, fazer o quê? Pelo menos faço alguma coisa.

Este mês ainda não comprei o passe de transposte. Eu compro o passe do mês que é uma enorme vantagem (ainda quero falar sobe isso um dia).
Estou me forçando a pedalar. Vou "pra cima e pra baixo" de bicicleta.

Os dias estão ensolarados com um frescor primaveril delicioso.
Apesar do calorzinho suave, sempre uso um casaquinho ou jaqueta, sou super friorenta. Mas a juba está sempre solta ao vento, pois me dá sensação de liberdade e não me atrapalha.

Encontrei essa matéria VOU DE BIKE na revista Boa Forma, e diz que:

Andar de bicicleta emagrece, modela as pernas, alivia o stress e é ecologicamente correto: não polui o planeta! Quer motivos melhores para você adotar esta idéia?

Para continuar a leituras basta clicar no link azul acima e lá tem algumas informações interessantes.

Quanto a alimentação, vai quase tudo bem, só preciso evitar os doces durante a semana.

O final de semana tá chegando e aqui será um findi prolongado, pois segunda-feira é feriado.

Bom findi pra vocês e feliz dia das mães, para as mamães, vovós, ti-vó, mãedrastas e futuras mães.

8 de mai de 2008

Teve aniversário por aqui...

Flavio fez aniversário ontem, mas a comemoração foi no sábado.
Fizemos feijoada, caipirinha, bolos de banana e de queijo com goiabada.

A festa foi em uma escola de jardinagem e paisagismo. Essa escola merecia um post a parte.
O motivo de ter sido lá é que fizemos uma festa conjunta com a FIAN devido a presença do Conselho diretivo da FIAN.
El@s estavam aqui em Heidelberg desde o dia 01.05, e é composto por pessoas de vários lugares do mundo.
O nosso apartamento é muito pequeno e estariam presentes na celebração da vida +/-30 pessoas.

A festa foi muito legal, divertida e um encontro de várias culturas e com algumas comidas de outros lugares também.

Flavio ganhou muito presentes. Entre eles, duas cestas de alimentos.
Uma da equipe da Fian de Heidelberg com produtos bio, com muitas coisinhas gostosas daqui de Heidelberg (temperos, molhos, tomate seco, pasta, aceto balsâmico, vinho...)

A outra cesta de alimentos tinha produtos de vários lugares do mundo: Inglaterra, Honduras, Equador, Brasil, Filipinas, Quênia, India, Nepal, Escócia e Alemanha.

Da turma brasuca, ele ganhou cerveja brasileira, taças e porta vinho.

Nós achamos tudo muito legal, criativo e gostoso.

Flavio tocou acordeon e algumas pessoas violão. Rolou muita música brasileira ao vivo.

Eu queria escrever mais sobre a festa, mas estou com muitas tarefas por aqui e também tenho evitado ficar no computador por muito tempo, devido dores de coluna (estou fazendo 2 tipos de fisioterapia aqui).
Fiz um álbum virtual e deixo o link aqui para quem quiser olhar.


7 de mai de 2008

Projeto primavera-verão 2008

Heidelbyke

4 de mai de 2008

Nuremberg-Nürnberg

Apesar do pouco tempo e das poucas horas de passeio (1 hora e meia), eu gostei muito de Nuremberg. Por isso eu não quero deixar passar em branco.

Apesar da destruição da cidade durante a 2ª guerra mundial, a maioria das construções medievais foram reconstruídas a partir de planos originais existentes desde a idade média. Até hoje o centro histórico é rodeado pela antiga muralha com uma extensão de 4 km.

Nuremberg também é conhecida pelos comicíos nazistas da época.
O julgamento famoso dos nazistas após a guerra tem o nome da cidade também. Mas segundo informações do meu anfitrião e blogueiro Mauro, o julgamento aconteceu em uma cidade ao lado.

Nuremberg também é auto-denominada como cidade da paz e dos direito humanos. Achei tão lindo isso :)

Ao lado do Museu de Nuremberg tem o caminho dos direitos humanos.
A entrada do caminho tem um arco e depois 30 colunas, uma atrás da outra. Cada coluna tem um artigo de direito humano. A coluna escrito em porutguês é o artigo 13:

(1) Toda a pessoa tem o direito de livremente circular e escolher a sua residência no interior de um Estado.

(2) Toda a pessoa tem o direito de abandonar o país em que se encontra, incluindo o seu, e o direito de regressar ao seu país.

O Prêmio Internacional de Direitos Humanos acontece lá. O último prêmio foi ano passado. Gostaria de assistir a entrega de 2009.

Eu fiquei hospedada neste local. Chamado a casa do imperador. O local é enorme, mas eu só fiquei na parte do albergue.

Fizemos um tour após a reunião. Era de noite, mas deu para registrar algumas coisas, pois com o horário de verão, nessa época 8 horas da noite, ainda está claro. A temperatura também estava bem agradável.
Aqui, compartilho algumas fotos.

3 de mai de 2008

Ocupada

Estou com visita em casa e tenho que dar atenção pra ela. Em breve volto por aqui.
Deixo vocês com uma foto feita em uma rua próxima de casa.
Esta foto está sendo motivo de muitos risos.
Friedhof quer dizer cemitério.
Umleitung significa desvio.
Cemitério, desvie.
Preciso explicar mais alguma coisa?

Bom final de semana para tod@s nós.

1 de mai de 2008

Sobre minha viagem

"Por onde andei
enquanto você me procurava"

Eu viajei terça-feira (28) para Nuremberg para participar de uma reunião muito interessante. Foi uma viagem de trabalho, pois estava em nome da FIAN.

Fui sozinha e de trem. De Heidelberg até Nuremberg foram quase 3 horas e meia.Essa viagem foi muito importante pra mim, pessoalmente e profissionalmente também.

Eu nunca tinha viajado sozinha dentro da Alemanha e precisava vencer meus medos. Para algumas pessoas, isso pode parecer absurdo e talvez seja mesmo, mas a mente humana tem alguns mistérios...

Peguei todas as informações possíveis do meu trecho de viagem, horário, onde desceria e trocaria de trem, como teria que fazer ao chegar em Nuremberg, que ônibus pegar, onde descer, quanto tempo levaria até o local de destino e etc.

Eu falei com minha irmã em Belém, ela riu e perguntou, "tu já fizeste o crachá bem grande com o teu nome, endereço e com quem contactar em caso de se perder?"

Eu fiz quase isso. Anotei tudo em um papel. Coloquei o celular para despertar 15 minutos antes da parada do trem (tive medo de dormir na viagem e acordar em outra cidade).

Cheguei cedo na Estação e enquanto esperava o trem fiz minhas preces, especialmente pedindo que os pensamentos ruins não tomassem conta do meu ser:

"A viagem vai ser tranquila, eu vou chegar bem em Nuremberg, vou trocar de trem sem nenhum problema, eu não vou dormir na viagem, vai dar tudo certo, vai dar tudo certo, vai dar tudo certo..."

Ao chegar em Nuremberg, no local onde seria a reunião, enviei uma mensagem para o meu marido: "chegei bem!"

Na volta, já tava me sentindo. Peguei o primeiro trem em direção a Frankfurt e ao chegar lá enquanto procurava o portão onde saíria o meu trem para Heidelberg, descobri um trem que estava saindo em 5 minutos. Eu não pensei duas vezes, entrei no bendito, consegui um lugar para sentar (o trem estava lotado) e pensei "estou com sorte".
Cheguei em casa mais cedo, sã e salva. Acho que venci meu próprio medo.

Sobre a reunião
A reunião que participei foram com pessoas que trabalham em ONGs aqui na Alemanha, mas que têm projetos no Brasil e/ou apoiam projetos brasileiros. O nome desse grupo é Mesa Redonda Brasil.
Todas as ONGs têm em comum o Brasil, a preocupação com a miséria, a fome, a desigualdade social, a violação do direito humano, entre outras.
Nós vamos organizar um evento em dezembro aqui na Alemanha. Quando tudo estiver mais concreto eu divulgo aqui.
Por enquanto deixo o
link do KOBRA, que é a entidade de organização do Mesa Redonda Brasil. Lá tem algumas informações interessantes, ainda está escrito em alemão, mas algumas coisas em português.

Recadinho para Gracy e Célia
Obrigada pela força (empurrão) quando eu estava em dúvida se ia ou não ser voluntária na FIAN. Ser útil e continuar atuando profissionalmente, mesmo sem dindin, está me fazendo muito bem. Vocês tinham toda razão.