1 de mai de 2009

Um jantar persa

Já tem mais ou menos uns 15 dias que fomos jantar na casa de um casal do Irã.
Nós sempre fomos pontuais no Brasil e aqui tentamos não mudar, até porque aqui a pontualidade é muito respeitada. Chegamos conforme a hora marcada no convite, mas....eles não estavam prontos. Eh eh eh eh...
A dona da casa nem estava em casa.
Um dos filhos (de 13 anos) nos recebeu e ficou fazendo companhia, até o pai aparecer, isso durou uns 15 ou 20 minutos.
Depois que o pai apareceu, ele nos ofereceu café, chá ou água, e sementes salgadinhas como acompanhamento ou petisco. Isso foi bem gostos, por sinal.

Depois de um certo tempo, talvez 50 minutos, chegou a esposa... conversa vai, conversa vem...e haja tomar chá. Eles não tomam bebidas alcoólicas.
Depois nos serviram uma bandeja com várias frutas.
E eu já me perguntava se iam servir jantar, pois estava morrendo de fome.
E lá pelas 20:30 hs, a esposa disse que ia começar a preparar o jantar, pois eles continuavam com os mesmos costumes do Irã, isto é, jantavam depois das 21:30 hs.
Nesse período em que a gente comia sementes, frutas e tomava chá, a gente também conversou e eles nos mostraram clipes musicais persas.
Deu para perceber que as musicas persas são bem emotivas...no clip a platéia chorava bastante.
Aí eles pediram uma sugestão de clip de carnaval. Eles tinha curiosidade de saber como era o verdadeiro carnaval.
E eu escolhi Ivete Sangalo...a primeira música que apareceu no youtube foi Piriri...e colocamos pra rodar...assim que vi os olhos deles arregalados, me arrependi.
Na verdade, eu não conhecia a música e nem tinha visto esse clipe, foi um mico(!!) e me arrependi da escolha, então me levantei e pedi o controle e parei o clip dizendo que ia procurar por outra música melhor.

Depois desse choque cultural musical, a anfitriã foi preparar o jantar e o anfitrião ficou batendo papo com a gente. E eu já tava morrendo de fome.

O marido nos mostrou livros persas. Eu não sei se vocês sabem, mas a escrita persa é diferente da nossa. É escrito da direita para a esquerda. E os livros também são lidos assim. Então é preciso virar a página ao contrário de como estamos acostumados a virar.
O jantar foi servido por volta das 22 hs, e pela ordem foi assim:
Primeiro uma sopa de pele de galinha e legumes com pão.
Depois frango assado de forno com cogumelos e arroz.
Havia 2 tipos de arroz, um com açafrão e outro com uma frutinha azeda cor de rosa. Isso conferiu beleza e um sabor diferente para o arroz.
Por último uma salada de alface.
Para beber refrigerante e água.
A sobremesa foi sorvete, desses que a gente compra em supermercado.
Foi tudo muito bom, a comida, a companhia e mais um aprendizado cultural.

Viva a diversidade humana e seu patrimônio cultural!!!

0 Comente aqui: