29 de jul de 2011

Um poema sobre casa

 Recebi por email e quero compartilhar por aqui.
Quando li, fui ao êxtase, pois minha casa ultimamente está um caos.
Tive até invejinha de quem mantem a casa limpa e arrumada.
Mas esse poema de Carlos Drummond de Andrade me ajudou a diminuir a consciência pesada. Vejam porque:

Casa arrumada é assim:
Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas...
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
Aqui tem vida...
Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.
Sofá sem mancha?
Tapete sem fio puxado?
Mesa sem marca de copo?
Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.
Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto...
Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.A que está sempre pronta pros amigos, filhos...
Netos, pros vizinhos...
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.
Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
Arrume a sua casa todos os dias...
Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela...
E reconhecer nela o seu lugar.
Carlos Drummond de Andrade

Dedico este post para Alcinéia que promove gratuítamente a iniciativa da "poesia na boca da noite" todas as sexta-feiras no Estado do Amapá. Lindo trabalho.

6 Comente aqui:

Michelle Pires disse...

Nossa, me tirou o desassossego também. Ultimamente ando trabalhando muito e quase sempre esqueço da casa,apenas fazendo o básico por ela. Agora fiquei mais tranquila.
Um feliz final de semana.

Camille disse...

Adorei, tambem me deu um alivio... Minha casa tem vida, com certeza, heheheh. Mas mesmo assim estou tentando por mais ordem na bagunça.
Beijos querida, bom final de semana!
Cam

Zany Vasconcelos disse...

Ro, acho que irei copiar o seu post para o meu Cotidiano, pra acompanhar a postagem das fotos da minha cozinha e área de serviço pós-reforma. Bjs!!

Celia disse...

Amei o texto. Concordo plenamente com ele. Casa deve ser limpa com coisas nos lugares mas...sem exageros. Tem gente que nao aproveita a vida só limpando, arrumando, modificando as coisas em casa. Muito bom. Bj

Fernanda disse...

Quando se tem crianças em casa, acho que é absolutamente impossível que seja um centro cirúrgico!
Só há uma divisão onde as crianças estão interditadas de levarem brinquedos, é a sala de jantar/de estar. De resto, a minha casa é bastante espaçosa, mas atafulhada de livros, brinquedos, objectos em trânsito, sei lá que mais. É aquilo que eu chamo de "lar"; e isso faz com que se torne aconchegante, ao ponto de quem entra se sentir imediatamente bem-vindo.

Pelas fotos, fiquei com impressão que a tua casa está ótima, Rô!

Beijinhos e boa semana!

Allan Robert P. J. disse...

Se não for pra bagunçar de novo, pra que serve arrumar?
:)