17 de jul de 2015

Tres meses...






Em suaves espirais me aproximo,

atravessando nuvens róseas
leves e macias 
de algodao doce fresco






Ao longe tua imagem se reflete
dourada no espelho prata do lago
Pouso no teu ombro, bico tua orelha
e nossos olhos se encontram.
Uma vez mais somos um



Ro e eu em Pondycherry  foto 16/07/2015. O poema foi
escrito no dia 20/10/2000

1 Comente aqui:

Rosângela da Luz Matos disse...

Saudades.
Ainda sem palavras!
Mas Fernando Pessoa pode ser boa companhia -
Cruz na Porta da Tabacaria :/