14 de mai de 2015

Conversando sobre a morte, e celebrando a vida. #Ane_vive #RO_lives


Uma semana antes de falecer, Ane enviou uma mensagem para a familia convidando a todos e todas a discutir o tema da morte e, em especial, a se preparar juntos/as para viver o dia da morte,


"Gente vamos compartilhando as coisas por aqui, assim não ficaremos tão distantes. 

Estou gostando muito dessa terapia paliativa em casa. Estamos aproveitando tudo o que temos direito, e com qualidade e vida digna que todo mundo deveria ter. 

Eu criei o grupo para falarmos de um assunto , difícil, mas que depende da forma que tratamos, pode ser suave, e mais aceitável, que é a morte.

Se vocês morassem aqui, falaríamos todos juntos e com apoio da equipe que cuida de mim.
Hoje o médico nos perguntou como eu queria minha cerimônia de despedida não estando mais viva.
Falei tudo pra ele, e ele nos aconselhou a compartilhar com vocês, e assim atender meus últimos desejos.

Pode ser difícil para vocês, mas imaginem para os nossos pais?
Então  preciso do apoio de vocês para irem conversando com eles sobre isso.
Eu nunca gostei de ver morto, ver gente em caixão e ir para cemitério.


Por isso, quero ser cremada. Acho que o serviço de cremação aqui é mais fácil e tranquilo do que Macapá.

A equipe médica, e nossos amigos e amigas aqui podem nos ajudar sobre isso.


Então, eu quero ser cremada aqui, e que minhas cinzas sejam espalhadas ao vento , do alto da fortaleza de São José de Macapá.


O médico falou que podemos fazer algo menos triste, uma homenagem.
Todos poderiam comunicar a família e meus amigos e amigas para me homenagear.
Aqui, eles tocam música, recitam poesia, bebem, comem e riem bastante. Chora se muito pouco.
O médico disse que podemos ir organizando isso e não deixar para ultima hora.

Como eu tenho amigas pelo mundo afora, elas poderiam ser convidadas, e se quisessem ir para Macapá poderiam ir, mas tudo preciso ser organizado com muita antecedência , para elas se organizarem também.  Os filhos do Flávio também.

Bem cansei de digitar, o que vocês acham? Posso contar com o apoio de vocês?"

--------//---------




A cerimonia de celebração vai ter lugar no dia 16 de maio de 2015, no Trapiche Eliezer Levy, a partir das 15 horas, sobre o Rio Amazonas, que Roseane tanto amava. Ela se juntara a suas aguas e viajara por todas as partes e nos visitara a todos e todas como queria. 




10 Comente aqui:

mschieck disse...

Saudades dela por aqui.... No dia 16 farei uma homenagem para ela! #Ane_vive

Rosângela da Luz Matos disse...

Flávio,

Tão bom ler palavras de Ró...
Imagino que ela tenha deixado
rabiscos, poesias, pequenas notas de dia a dia e outros escritos!
Por quê não os publica aqui?
Hoje, ao abrir minha última postagem no meu blog encontrei a postagem de Ró.
Ela sempre foi tão atenta e parceira no meu desejo de palavras.
Lá esta ela, dia 08.04.2015 fazendo um comentário em meu post.
Saudades!
Rô do Chuí

Rosany Vasconcelos disse...

Irei e pensarei que estarei indo a mais um encontro de blogueiros, como tantos em que a Ro participou com a gente.
Ela estará eternamente em nossos corações!!

Sônia Lucena disse...

Flávio, não tenho nenhuma dúvida que Rô era um ser iluminado e especial. Acompanhei de perto a preparação para à morte da minha irmã e ainda hoje sou impressionada com a força e a féde pessoas como elas. Por maior que seja a tristeza da separação é confortante para a família receber algo assim.
Claro que ela viverá entre nós, ela é um exemplo a ser seguido por todos nós.
Pensei muito em ir a essa celebração. Infelizmente não deu. Que Deus abençoe todos vocês especialmente os pais dela que devem estar muito triste.

Creuza Miranda disse...

Nossa isso é profundo, ao mesmo tempo triste é lindo, ela teve o privilégio de preparar tudo e todo s que oarticipavam da sua vida proxima mesmo inconformada alivia,.

Anônimo disse...

Lindo..estaremos lá . Sergio

Elaine Pasquim disse...

Belo lugar pra homenagem Flávio! Tenho certeza q ela adoraria!

sandra torres disse...

Quando recebi essa mensagem dela, li "trezentas" vezes,dia 14.04 eu me recusei a entender, não consegui responder nada, apenas no outro dia confirmando que a vontade dela seria feita, mas não querendo que fosse verdade do que estaria para acontecer. Mas ela se foi e uma linda cerimônia foi realizada e acredito que a felicidade dela é plena por ter sido uma bela homenagem.

Neca Machado disse...

EU não sei se o moderador vai ler minha colocação, mas aqui, mando um recado do fundo da alma. EU sou espírita e hoje uma LUZ veio na minha janela e me fez ir ao blog da Rõ. EU não a conheci, sou amapaense, 53 anos, casada com um engenheiro alemão que mora aqui no Amapá há 06 anos e me esperando aposentar para voltarmos a Europa. Um dia fui a loja do pai da Rô e ele me disse que tinha uma filha estudando na Alemanha porque meu esposo estava ao lado e conversávamos em inglês.Fiquei orgulhosa de saber que uma amapaense estava tão longe buscando seu doutorado. Outro dia soube da morte da Rô, tambem sou blogueira e fiz a ela uma homenagem, hoje de novo ela pousou em minha janela e nem sei como explicar a grande vontade de falar sobre a sua carta, que reproduzo em meu blog > www.olhardanecaap.blogspot.com . Com afeto e respeito a memoria da Rô.

Samambaia disse...

Ro, Flávio, este arco-iris que se estendeu na tarde do dia 16 de maio acima do Amazonos não foi por acaso.... Saudades, guerreira!