2 de jun de 2014

A imagem do Brasil na propaganda alemã

Enquanto nas grandes capitais brasileiras o povo tá protestando contra a copa, aqui na Alemanha existe uma animação em forma de produtos para o campeonato mundial de futebol no Brasil.

Muito se vê nas lojas e supermecardos. São bandeiras, camisetas, buzinas e etc com as cores da bandeira  alemã.
Mas também, muito se vê sobre o Brasil e outros países também.

Por exemplo, uma marca de cerveja, colocou nas suas tampinhas as bandeiras dos países que vão jogar na copa.

Uma marca de produtos que pertence a um supermercado tem usado e abusado do merchandising relacionado ao Brasil e a copa. São vários produtos: suco de maracujá, pizza de feijoada, sabonete liquido para mãos, guardanapos e lenços de papel, etc.
A marca adotou a mesma foto para todo e qualquer produto, é a logomarca.

Não precisa dizer nada, ao ver a foto, o consumidor ou consumidora já sabe, trata-se do Brasil, trata-se do copa 2014.
Está certo, tem a a bandeira do Brasil, tem a palavra Brazil, tem pandeiro, maracá, e uma negra sorridente em trajes carnavalesco.
Mas peraí, a copa 2014 é um campeonato de futebol masculino no Brasil, e porque não é a imagem do mascote da copa que está na propaganda?
Ah deve ser por causa dos direitos autorais ou concessão de uso de imagem, etc...

Mas também não é de hoje que mulheres em trajes carnavalescos, especialmente as negras, fazem parte da imaginação das pessoas quando se fala em Brasil fora do Brasil.

E também não é de hoje, que embora seja um campeonato masculino, a exploração do corpo feminino nas propagandas, as de cervejas que o digam, são as grandes patrocinadoras dos jogos e/ou das transmissões.
Já ouvi falar que tem até concurso da mais bela torcedora... afe!

Já no futebol feminino não tem nada disso.
Nenhum Hulk com seus 111 cm de bumbum vestido de sunga ou vestido até a alma... afe!
De toda forma, quero deixar claro que sou totalmente contra a exploração de corpos com apelo sexual para propaganda e outros fins, seja de mulheres, seja de homens.

1 Comente aqui:

Allan Robert P. J. disse...

De corpo de homem, gosto não.

Por aqui a exploração do tema Copa 2014 e mulheres semi-nuas vai no mesmo ritmo. Muitas propagandas abusam da etiqueta "Brasil=mulher fácil". Anotei todos os anunciantes que exploram esse turismo sexual e excluí da lista dos fornecedores oficiais daqui de casa.

Também sou contra o uso do corpo como isca para vender o que quer seja.