3 de jun de 2012

Europa: dicas de viagem

Ninguém me perguntou, mas vou me atrever a postar algumas dicas de viagem, que serve não só para a Europa, como para outros continentes também.
Tudo baseado na minha experiência, se alguém quiser complementar, fique à vontade!
Um coisinha importante: sou capricorniana, isto é, muito prática, racional, e minimalista, esta última característica não tem nada haver com o signo.
Vamos lá...
CLIMA
Antes de viajar, procure saber como é o clima da cidade que você vai visitar. É melhor saber isso antes para não passar frio e nem calor.
Geralmente nos sites do governo local, na parte de turismo, existe informação sobre clima.
Eu sempre consulto este site alemão: http://www.wetter.de/, mas existem outros.
Sabendo como é o clima da cidade, eu  arrumo a mala.
MALA:
Como sou minimalista, geralmente viajo com mala pequena. Acho mais prático para carregar, mesmo as de rodinhas. Claro que em uma viagem mais longa, como por exemplo quando vou ao Brasil, levo uma mala mediana e uma pequena.
ROUPAS
Para viagens curtas, levo somente as roupas necessárias para o número de dias que vou passar na cidade.
Para viagens mais longas, malas medianas que caibam mais roupas. Nesse tipo de viagem, nunca conto o número de roupa por dia, pois aí existe a possibilidade de lavar e repetir sempre.
Se está muito frio, já vou vestida com um casaco, assim não ocupa lugar na mala, e olha: casaco de frio ocupa muito espaço.
Se é verão, capricho em roupas mais leves.
Agora na minha fase sem cabelos vou ter que repensar os acessórios de cabeça, como chapéu, toucas e lenços. Não vai dar para levar todos e vou ter que escolher a dedo.
SAPATOS
Sempre levo meus sapatos em saquinhos de pano ou de plástico para não sujar as roupas.
Se quero levar uma bota, já vou calçada, pelo mesmo motivo do casaco.
Mas se não está muito frio, prefiro viajar de tênis, acho mais confortável.
Gosto de levar um sapato no pé, e outro na mala.
Depois de fazer o mochilão no leste europeu em 2009/2010, gosto de levar uma sandália de dedo, preferencialmente havaianas, no caso de ficar em albergue. Assim dá para tomar banho de sandália. Pois geralmente nos albergues os banheiros são coletivos.
Tênis é o meu melhor amigo em viagens por aqui, pois nós andamos muito. Achamos que a pé conhecemos mais a cidade.
KIT CORPORAL
Shampoo, condicionar, sabonete corporal, sabonete fácil, desodorante, pasta de dente e perfume. Eu prefiro levar embalagens menores. Assim não pesa na mala, especialmente se são produtos que não vou usar com frequência como shampoo.
Uma bolsinha come remédios também é muito útil.
Agora na minha nova fase, vou excluir shampoo&condicionador, incluir maquilagem, demaquilante, base, algodão e acetona.
DINHEIRO
Prefiro usar mais o cartão de crédito ou de débito automático. Não gosto de viajar com muito dinheiro.
Sempre levo uma certa quantia para usar na compra de passagens de ônibus, trem, bonde, metrô.  E também para emergências.
Prefiro sacar dinheiro quando chego na cidade.
Já me disseram que isso não é vantagem quando se viaja para cidade onde a moeda não é a mesma do país de origem. Mas eu ainda acho melhor não viajar com muito dinheiro na bolsa, mesmo que eu pague o câmbio do dia, que pode até variar e ser mais caro.
HOSPEDAGEM
A escolha do lugar para dormir depende muito do que a pessoa tá afim e do bolso (din din)
Hotel - geralmente é mais confortável, depende de quantas estrelinhas têm. Quanto mais estrelas, mas caro fica.
Albergue - aqui na Europa geralmente são bons e baratos. Tem uns que o desjejum é excelente.
Já fiquei em hotel e em albergue. A única coisa chata do albergue é ter que dividir o quarto com uma pessoa desconhecida, mas existem alguns que você paga mais caro e fica sozinha. E tem a questão do banheiro ser coletivo.
Quarto - Eu já li em algum lugar que muita gente que mora em casa com muitos cômodos tá alugando quartos, deve ser a crise. Nunca fiquei hospedada assim, mas deve ter suas vantagens.
Casa de amig@s - é uma ótima opção, pois é barata, porém é preciso ter boas maneiras para não incomodar a/o amig@. Eu já fiquei várias vezes em casa de amig@s.
É preciso ficar atenta(o):
- Aos hábitos d@ don@ da casa, horários de acordar, dormir, trabalhar;
- Oferecer ajuda nas tarefas domésticas;
- Evitar fazer refeições na casa, ou somente quando convidada, se convidada agradecer, retribuir a gentileza com flores, vinho, chocolates, ou outra coisa.
- Evitar dar trabalho ou ser inconveniente.
- O ideal é ficar por pouco tempo, no máximo uma semana, penso eu.

Ficou grande o post, mas por enquanto é isso!

3 Comente aqui:

Camille disse...

Adorei as dicas. Vou viajar na quarta feira, e a preguiça de fazer a mala ja se apresenta. Hoje seria o melhor dia, mas estou com dor de cabeça e tenho que ir ao super mercado abastecer a casa de minha mae, onde minha filha vai passar esses 9 dias. Meu signo é o oposto complementar do teu: canceriana. Talvez esse seja o motivo do tamanho das malas ser tao diferente: levo uma grande com outra menor dentro pra trazer uns badulaques de praxe. Ainda levo encomendas mesmo que meu destino seja uma clinica que estou estudando. Fala serio, vu ter que fazer compras...
Agora preciso de um consultoria, ja que voce é especialista no assunto: o que devo levar de roupas para passar 9 dias na França. Nao soufreca e .. nao uso chapeu. Mas sempre levo muito mais roupa do que deveria. Pode me dar um kit? Hehehehe, parece brincadeira,mas nao é. Se puder me aconselhar, vou adorar. Beijos e obrigada desde ja. ( quanto aos cosmeticos tem toda razao, eu acabo nao levando com medo de vasar coisas feito acetona e depois ficou feito uma doida perdendo tempo para procurar isso.
Bm, vou para o super mercado!
Beijos e boa semana!

Celia disse...

Muito boas suas dicas Ro. Eu já lhe recebi em minha casa e adorei. Espero que vc volte um dia. Estou sumida pq estou com visitas. Bj

Fernanda disse...

Boas dicas!
Eu gosto muito de receber amigos e de ficar me casa de amigos, que sendo naturais desses países me mostram coisas e sítios que de outro modo não veria. Nem tudo está no roteiro turístico. E depois também é importante conhecer a vida real das pessoas do pais, seus hábitos,etc, tão diferentes dos nossos. Enriquece imenso a viagem!

Beijinhos, Rô.