19 de mai de 2012

Pupunha: delícia, delícia assim você me mata


Nossa, nossa

Assim você me mata
Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego
Delícia, delícia
Assim você me mata
Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego
Pupunha e Michel Telo, combinação perfeita :)
Minha irmã trouxe pupunha de Macapá, eu comi tudo e cantava essa música do Michel Telo, que por sinal veio gravada em um cd que minha cunhada me enviou.
Pena que não fiz foto comendo pupunha. Essa que você está vendo acima, foi feita em Macapá, há uns 3 ou 4 anos.
Os mimos que vieram de Foz e de Macapá, inclusive a pupunha estão na foto abaixo:
A pupunha está no prato no cantinho direito.
Eu já escrevi sobre pupunha aqui
Bom findi!

2 Comente aqui:

APENAS PALAVRAS disse...

Enquanto houve mentes brilhantes como a sua a qual posta coisas maravilhosas haverá sempre um balde de gelo no qual poderá com poucas ou muitas palavras expor seja lá como for aquilo que sua linha da imaginação possa ela crias sempre estará parte daquilo que és daquilo que nos revela numa simples imagem assim como ti na sua mais pura simplicidade de mulher que és no intimo que fora criada posta sempre algo referenciando a fragelidade a força e as virtudes da mulher naquilo que és mulher. Obrigada linda por fazer o mesmo retribuindo de bom grado minha visita no seu blog o qual já esta em meus favoritos guardado com muito carinho em meu coração.... Jamais a questionarei por que não a o que questionar tudo é perfeito e feito de uma tamanha magnitude que são meramente expressas de uma maneira tão suave e simples como se escrevesse cada palavra e cada linha com o sopro e a suavidade de sua respiração que nos faz crer que na simplicidade daquilo que fora criada mulher tem o poder e o dom da escrita na sua pura feminidade...Eu queria escrever luxuoso palavras,e sar palavras que rebrilhassem molhadas e fossem peregrinas. Às vezes solenes em púrpura, às vezes abismais esmeraldas, às vezes leves na mais fina seda macia... E assim vou eu contando versos e prosas de uma maneira suave e continua... E nas minhas mais finas palavras descrevo com naturalidade aquilo que a de mais puro em ti sua simplicidade na escrita...Obrigada grande poeta. Adorei vir aqui e me deslumbrei com as maravilhas de suas inspirações.Tomei a liberdade em postar este comentário em teu blog... Retribuindo desta forma, de uma maneira carinhosa a sua expressiva visita no meu blog, as quais as têm enriquecido com seus mais refinados comentários... Um bom final de semana!
Um grande abraço!E um carinhoso beijo....
.Um forte abraço e um bj bem no seu coraçãozinho....
http://www.uanderesuascronicas.blogspot.com

Camille disse...

Vixemaria Amiga,
Que intenso esse comentario acima...Enfim, quando vi que voce tinha escrito sobre pupunha ( voce é meu unico link, heheheheh) vim correndo pensando que era um doce( tou fazendo regime, nao repare). Ou algo a ver com palmito. Mas nao, pupunha é uma fruta? Nuuuuunnnca ouvi falar. Estou tao curiosa, tem o gosto parecido com alguma fruta que nos do canto de cá conheçamos minimamente? ( O pior,, eu tenho afliçao de experimentar frutas, nao sou muito chegada) entao se voce disser que parece com caqui, ja vai ser dificil para eu entender. Mas parece uma ameixa, e ameixa eu gosto. E´um tipo de ameixa. Quando puder me diga. Quero conhecer a pupunha afinal de contas!!! Super beijos!!! Boa semana!
Cam