17 de jun de 2010

Crack devastando no Amapá. Vamos ajudar o Monte Tabor

Eu li no blog da Alcilene e republico aqui, porque acho isso muito importante.
A vida de uma pessoa viciada em drogas é muito triste e afeta todas as pessoas em volta.
Por isso é importante apoiarmos iniciativas como esta do Tom Sobral.

Crack devastando. Vamos ajudar o Monte Tabor por Alcilene Cavalcante em 17 de junho de 2010

A comunidade Monte Tabor, administrada pelo psicólogo Tom Sobral, precisa de ajuda.
Hoje, na comunidade, há 200 internos, e 80% deles estão em tratamento para superar a dependência em crack. Os outros estão em tratamento pra se livrar do vício em outras drogas e da dependência de bebidas alcoólicas.
O Monte Tabor vem sobrevivendo pela generosidade de amigos, familiares de internos, colaboração de ex-internos,  e, segundo Tom Sobral, uma ajuda ínfima da Assembléia Legislativa. Ele diz que há 8 anos na recebe nenhum tipo de ajuda do Governo do Estado.
Tom Sobral afirma que a taxa de recuperação deles é de 70%, que o trabalho é feito por especialistas e por ex-viciados recuperados, que ajudam os outros a vencer a dependência.
A comunidade está precisando de lençóis, toalhas, material de higiene e limpeza, gêneros alimentícios, combustível e dinheiro mesmo.
Empresas e pessoas físicas que quiserem colaborar podem fazer contato com o Tom, no telefone 9123-4875.
Vamos ajudar o Monte Tabor.

6 Comente aqui:

Fernanda disse...

Essas causas valem muito a pena.
Aqui tb contribuímos,p/ uma associação semelhante.

Beijos, Rô.

disse...

Com certeza vou ajudar. Meu maior medo quando meus filhos eram jovens, era com as drogas.
Ro, muito aobrigada pelo carinho.
Bom trabalho pra ti!
Beijos!

Mary disse...

Ih, aqui a cracolândia procria...

Camille disse...

Que medico bacana ne Ro? Tem gente que parece ter uma missao. Cuidar de 200 pessoas sem ajuda, que coisa! Temos que ajudar sim. Tenho que ver qual é o DDD. Mas para mim é mais facil mandar um dinheiro mesmo que pouco que seja, do que mandar alguma coisa por correio ou algo assim. Acho que pode ser ne? Talvez se voce publicasse uma conta bancaria seria bem legal.
Beijos,
Cam

Allan Robert P. J. disse...

Iniciativas heróicas de quem se preocupa realmente com o ser humano. Não entendo como um governo fica de fora de um trabalho como esse. Não ajudar economicamente o projeto Monte Tabor demonstra a postura da elite com a sociedade. A maioria das pessoas atendidas por entidades como o Monte Tabor são jovens, o futuro de qualquer país. É realmente constrangedor saber que eles não contam com ajuda do governo.

Alcilene Cavalcante disse...

Que bom que postou aqui...