19 de mar de 2009

Equinócio

Macapá, no Amapá, é a única capital brasileira cortada pela linha do Equador. Por conta disso, pelo menos duas vezes ao ano, os moradores da cidade têm o privilégio de assistirem ao fenômeno chamado de Equinócio, uma manifestação em que os raios do sol, no seu movimento aparente, incidem diretamente sobre a linha do Equador.

Nesse período, os dias e as noites têm a mesma duração em todo o planeta. A ocorrência desse fenômeno se dá em dois momentos: em março, conhecido como equinócio da Primavera; e em setembro, chamado de equinócio de Outono.

A palavra "aequinoctium", vem do latim, quer dizer "dia igual a noite". Representa a passagem do sol pelo Trópico de Câncer (Hemisfério Norte), atravessando a linha do Equador e indo incidir pelo Trópico de Capricórnio (Hemisfério Sul), onde é realizado um movimento de vai-e-vem.

Por causa da inclinação de 13º 27' que a Terra sofre, se tem a impressão de que o sol é que se movimenta, mas na verdade é o planeta quem faz esse evolução. Esse vai-e-vem dura, aproximadamente, no período de 21 de junho a 21 de dezembro.

Para os povos antigos, como os caldeus, fenícios, astecas, maias, incas e egípcios, a posição que o sol ocupa na linha do horizonte tinha uma grande importância para o dia-a-dia deles. Era nesta data e nesta exata posição do sol que eles marcavam o calendário. Era dele que se contava o início para os 365 dias do ano.

Fonte:

http://www.correaneto.com.br/noticias/03/4_3_09equinocio.htm

0 Comente aqui: