25 de abr de 2008

Tv, publicidade, obesidade, crianças...

Eu recebi um email com os dois artigos e quero compartilhar aqui. Acho o tema muito interessante e importante.
1- A televisão e a obesidade - Riad Younes, 11.04.2008
A televisão, a internet, os videogames e a ingestão de alimentos com alto teor de calorias são considerados hoje os grandes vilões da obesidade infantil. E não adianta fugir da realidade. Nossas crianças estão ficando cada vez mais gordas. Obesas até! Aqui tem a continuação do artigo

2- Campanha mundial pede restrição à publicidade destinada às crianças
Publicado na revista do IDEC, 16.04.2008
Horas e hora em frente ao acomputador, à tv, ao videogame, aliadas à consequente redução da prática de exercícios físicos, somados ainda a uma dieta pouco sadia, têm tornado as crianças desta década mais rechonchudas que o recomendável para sua saúde. Este problema...

Aqui tem mais informações aqui


Em 2004, a UNIFESP, realizou uma pesquisa para avaliar o conteúdo das propagandas infantis na tv e constatou que para cada 10 minutos de propaganda, 1 minuto tem objetivo de promover o consumo de produtos alimentícios, contribuíndo para hábitos alimentares não saudáveis.


A MINHA OPINIÃO
O Brasil está em processo de regulamentação de propaganda de alimentos infantis. Alguns países, como a Suécia isso está bem adiantado e muito bem definido, pelo que li.

Eu acho super importante que tenha a regulamentação da publicidade de alimentos infantis, já que crianças e adolescentes também tem poder de escolha na hora das compras.
Mas na minha opinião, faltou um quesito na regulamentaçãos de alimentos sobre bebidas alcoolicas.
Já me disseram que bebidas alcoolicas não são alimentos destinado a criança. Disso eu sei, mas é prejudicial e pode trazer consequências danosas a saúde. E deveria ter regulamentação também.

Além de tudo, também acho as propagandas de cervejas e carros altamente sexistas. As de cerveja sempre tem uma linda mulher, com um corpão de dar inveja, apesar dos truques e maquiagens.

Eu também já vi, há muito tempo, uma propaganda de carro, absurdamente rídicula, insinuando que as mulheres só pensavam em casamento e os homens em um carrão. E no final eles trocavam as mulheres por carro.

Bebidas alccolicas são potenciais patrocinadores de transmissão de esportes e competições na tv brasileira. E em qualquer horário de competição espotiva, existe esse tipo de propaganda.
Sou contra e acho que deveria ter limites de publicidade.

E você o que pensa disso?

0 Comente aqui: