22 de out de 2007

Desperdício de alimentos

Este vídeo me deixou "a beira de um ataque de nervos".
A narrativa conta com Zeca Camargo, no estilo mais fantástico e global de ser (ugh!)

A reportagem começa com dois cantores famosos falando que passaram fome quando criança.
As fotos deles quando criança e adolescente são uma graça.

Agora, além de cantores famosos, eles têm uma rede de restaurantes e lanchonetes, e como empresários estão preocupados com o desperdício de alimentos.
Claro tem mais é que se preocupar, já pensou se perdem os gordos lucros com tanto desperdício de alimentos?

Durante a reportagem aparece os dados do ibge das pessoas famintas ainda existentes, enquanto as celebridades mostram as sobras de alimentos de um dos restaurantes.

O Prof. Eneas é um dos entrevistados. Falou bem e até gostei.
Depois mostraram um documento da legislação brasileira sobre a doação de alimentos. Acho que é da ANVISA.

Tudo mesclado com os depoimentos das celebridades. Eu fiquei com a boca cheia d'água quando vi o churrasco, o suco de laranja dos cantores e o peixe ao molho de camarão...nossa tudo de bom!!!

A Coordenadora do Mesa Brasil falou uma coisa inteligente "eu não posso doar uma coisa que eu não daria para meus filhos". Pensei: ulá lá, ela sabe o que é Direito Humano à Alimentação Adequada.

Aí, aparecem crianças lindas, cantando, comendo...a emoção foi forte. Mas olha a coincidência, as crianças são todas negras.

A reportagem fecha dizendo: "...C. e X. fazem o que podem enquanto a lei brasileira não muda e até dão sinal verde para os funcionários dos restaurantes comerem o que sobra".
Como eles são bonzinhos não? Dão o que sobra, e quando não sobra?

E para reforçar que não basta ser celebridade para doar sobras de alimentos, aparece um senhor dizendo mais ou menos assim: " os funcionários quando chegaram aqui eram magrinhos, mas a gente dá a liberdade para eles comerem no final do dia. Tem gente que já engordou até 10 kg, eu sou um deles"
Isso remeteu às leituras que fiz há tempos sobre alimentação na época da escravidão no Brasil. Putz, assim não tem nutricionista expatriada que aguente.

Eu encontrei este vídeo, por acaso pois estava procurando outro sobre hábitos alimentares por indicação da Luma.
Achei interessante colocar ele por aqui, desabafar e quem sabe até ler a opinião de vocês sobre o assunto.

0 Comente aqui: